Seguir o O MINHO

Alto Minho

Ponte de Lima: Testes revelam utente infetada em segundo lar da Casa da Caridade

Covid-19

em

Foto: Ilustrativa / DR

Uma utente do Centro Comunitário de Refoios, da Casa da Caridade de Ponte de Lima, está infetada com o novo coronavírus, após a confirmação de um caso numa funcionária da instituição, disse hoje o diretor.

Contactado hoje pela agência Lusa, o diretor da instituição, Agostinho Freitas, explicou que na próxima segunda-feira “os 34 utentes e 20 funcionários vão voltar a ser sujeitos a testes de despiste da doença causada pelo SARS-CoV-2, a realizar pela autoridade local de saúde”.

“Ontem [segunda-feira] fizemos testes rápidos para perceber a dimensão da situação, após uma funcionária ter testado positivo. De acordo com os resultados desses testes rápidos, apenas uma utente está positiva e já foi isolada. Na próxima semana a autoridade de saúde vai voltar a testar todos os utentes e funcionários”, explicou Agostinho Freitas.

Além do Centro Comunitário de Refoios, a Casa da Caridade de Ponte de Lima detém a Estrutura Residencial para Pessoas Idosas (ERPI) de Nossa Senhora da Conceição, onde 65 dos 67 utentes e 18 dos 40 funcionários estão infetados pelo novo coronavírus.

O diretor da instituição explicou que “as condições do Centro Comunitário de Refoios permitiram colocar um utente por quarto, evitando assim a eventual propagação do vírus”.

“Estão todos isolados. Cada quarto tem apenas um utente, o que é uma grande vantagem”, referiu.

O diretor da Casa da Caridade adiantou que dos 65 utentes infetadas na ERPI de Nossa Senhora da Conceição, situada no centro da vila de Ponte de Lima, “seis estão internados e um está no serviço de urgência do hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo”.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.255.803 mortos em mais de 50,3 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 2.959 pessoas dos 183.420 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Populares