Seguir o O MINHO

Ponte de Lima

Ponte de Lima investe 375 mil euros para requalificar cemitério municipal

Câmara quer “valorizar e dar uma nova dignidade ao espaço”

em

Foto: Divulgação / CM Ponte de Lima

Foi assinado no dia 29 de outubro, o auto de consignação da empreitada de remodelação do cemitério municipal de Ponte de Lima, pelo valor de cerca de 375 mil euros, anunciou esta quarta-feira a autarquia.


Em nota de imprensa, é referido que a pretensão da autarquia com esta obra é a de “valorizar e dar uma nova dignidade ao espaço, requalificando as áreas existentes, quer do interior e do exterior, devido ao seu mau estado de conservação e falta de funcionalidade, bem como melhorar as condições de acesso pedonal e automóvel, tornando o cemitério municipal acessível a pessoas com mobilidade condicionada”.

Para o presidente da Câmara de Ponte de Lima, Victor Mendes, “esta obra de requalificação do cemitério, é mais um dos nossos objetivos que estamos a cumprir”.

A intervenção traduz-se na substituição dos pavimentos existentes em terra batida por cubo de granito azul serrado e lajedo de granito azul de Ponte de Lima.

A obra de requalificação incidirá também na substituição da cobertura da capela, e no restauro dos portões existentes. Proceder-se-á ainda à substituição das infraestruturas existentes, nomeadamente de abastecimento e drenagem de águas pluviais, sem esquecer a colocação de uma nova infraestrutura de iluminação pública.

Esta obra insere-se na estratégia do Município de Ponte de Lima de beneficiação dos espaços públicos, conferindo-lhes condições de usufruto condicentes com a exigência dos padrões contemporâneos de urbanidade.

Anúncio

Alto Minho

Mulher detida em Ponte de Lima com vestuário confrafeito

Crime

em

Foto: GNR

Uma mulher de 35 anos foi detida, na terça-feira, em Ponte de Lima, pelo crime de contrafação, anunciou hoje a GNR.
A suspeita, com antecedentes criminais por tráfico de droga, transportava 40 peças de vestuário contrafeitas.

Em comunicado, a GNR relata que, durante uma ação policial, os militares “abordaram um veículo, sendo que a mulher apresentou um comportamento suspeito quando se apercebeu da presença” deles.

“No momento da fiscalização, foi possível verificar que transportava um total de 40 peças de vestuário contrafeitas”, acrescenta a GNR.

A suspeita foi constituída arguida e os factos remetidos para o Tribunal Judicial de Ponte de Lima.

A GNR realça, em comunicado, que o objetivo principal deste tipo de ações é garantir o cumprimento dos Direitos de

Propriedade Industrial, visando essencialmente o combate à contrafação, ao uso ilegal de marca e à venda de artigos contrafeitos.

Continuar a ler

Alto Minho

BE questiona Governo sobre “redução drástica” de caudal de rio em Ponte de Lima

Rio Estorãos

em

Foto: DR / Arquivo

O Bloco de Esquerda quer saber as razões da “redução drástica” do caudal do rio Estorãos, Ponte de Lima, e que medidas o Governo vai tomar para garantir “uma condição essencial para a preservação daquele ecossistema fluvial”.

Numa pergunta dirigida ao ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, a deputada Maria Manuel Rola sublinhou que “o rio Estorãos viu o seu caudal praticamente desaparecer nas últimas semanas do mês de julho”, situação que “indignou a população local que tem vindo a alertar para a possibilidade de o rio ficar sem água, já que, a cada ano que passa, é cada vez mais notória a redução acentuada do caudal do rio nos meses de verão”.

“Segundo a população da freguesia de Estorãos, a redução drástica do caudal do rio está principalmente relacionada com a captação de água para rega de uma exploração vitivinícola de 70 hectares instalada em Estorãos. Mas existem outros relatos que apontam para a redução do caudal ainda antes da instalação de vinha na freguesia, o que indicia a existência de outros fatores ou pontos de captação a contribuir para a falta de água no curso do rio”, refere o BE.

O Bloco de Esquerda defende “ser necessário apurar as causas que levaram à redução drástica do caudal do rio Estorãos e atuar nos termos da lei”, considerando que “o valor social, económico, ecológico e paisagístico do rio Estorãos é incalculável para as gentes daquela freguesia cujo bem-estar e qualidade de vida depende em boa parte do bom funcionamento daquele ecossistema fluvial”.

Além das causas da redução do caudal, o BE pretende saber se do Governo há “licenças em vigor para a captação de água do rio Estorãos, que entidades licenciadas e quais os prazos de validade das respetivas licenças”.

Continuar a ler

Alto Minho

Carro destruído pelas chamas na A3 em Ponte de Lima

Incêndio rodoviário

em

Foto: Redes sociais

Uma viatura ficou totalmente destruída pelas chamas provocadas por um incêndio rodoviário, ao final da manhã deste domingo, na A3, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

O veículo seguia em Anais, concelho de Ponte de Lima, no sentido Braga – Valença, quando o incêndio terá deflagrado, com origem desconhecida.

Para o local foram mobilizados seis operacionais e duas viaturas dos Bombeiros Sapadores de Braga que procedem à extinção do incêndio rodoviário e ainda da berma da autoestrada, que também pegou fogo.

Os Bombeiros de Barcelos também foram ativados mas acabaram por ser desmobilizados, não interferindo com a ocorrência.

Não há feridos.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Populares