Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Politécnico de Viana reúne especialistas preocupados com falta de profissionais na área da Engenharia Civil e do Ambiente

Na terça-feira

em

Foto: DR / Arquivo

O curso de licenciatura em Engenharia Civil e do Ambiente da Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG) do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) promove, na terça-feira, as Jornadas de Engenharia Civil e do Ambiente. A falta de profissionais na área preocupa empresas, sendo que o Politécnico de Viana do Castelo tem três formações com a taxa de empregabilidade elevada.

Continuar a estabelecer parcerias entre a academia e as empresas do setor é um dos principais objetivos da Jornadas de Engenharia Civil e do Ambiente, que se realizam a 24 de maio na Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG) do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC). Durante as jornadas, abertas ao público em geral, vão ser discutidas temáticas que estão na “ordem do dia” para as empresas. “Há falta de profissionais para trabalhar na área”, alertou a docente Joana Almeida da comissão organizadora, acreditando que muitas das empresas presentes nas Jornadas vão aproveitar para recrutar. “Há necessidade de profissionais e os nossos finalistas do CTeSP de Construção e Reabilitação, da Licenciatura em Engenharia Civil e do Ambiente e do Mestrado em Engenharia Civil e do Ambiente têm colocação, já que há muita empregabilidade neste setor”, assegurou a docente, esperando que as Jornadas atraiam ainda alunos do ensino secundário e profissional.

Também vários ex-alunos vão estar presentes nas Jornadas já que integram os quadros de algumas das empresas que participam. As jornadas, adiantou ainda a docente, vão ser aproveitadas ainda para relançar o Núcleo de Estudantes de Engenharia Civil.

A sessão de abertura está marcada para as 10:00 com a participação da presidência do IPVC, a direção da ESTG-IPVC e do Grupo de Engenharia Civil. Seguem-se, meia hora depois, “Conversas sobre evolução dos preços no setor da construção” com as participações do secretário de Estado das Infraestruturas, Jorge Delgado, do presidente do Conselho Diretivo da Ordem dos Engenheiros da Região Norte, Bento Aires, da responsável dos Serviços de Engenharia da Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas, Cristina Cardoso, do pró-presidente do IPVC, António Curado, e do especialista em Finanças, Gil Dias. As conversas que têm a moderação de José Ferreira da Silva, acontecem no A1.2 da ESTG.

Já da parte da tarde, a partir das 15 horas, responsáveis das empresas Casais, Painhas, Sprenplan, Baltor e Predilethes vão abordar a “necessidade de recursos humanos qualificados na construção”. O encontro terá a moderação do professor Mário Russo e realiza-se no A1.2 da ESTG.

Entretanto, às 16:30, vai ser construído, junto do parque de estacionamento, um pórtico de betão armado para depois os alunos fazerem estudos, contando aqui com o apoio da Radicalnuance e da Betão Liz. O concurso do Núcleo de Estudantes acontece às 18:00 também na biblioteca, seguindo-se a entrega dos prémios da Ordem dos Engenheiros com a participação da direção da ESTG-IPVC e da comissão organizadora. As Jornadas de Engenharia Civil e do Ambiente terminam com um verde d’ honra.

Populares