Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Politécnico de Viana do Castelo dá formação gratuita para PME’s

A 17 de outubro

em

Foto: Divulgação

A Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Politécnico de Viana do Castelo recebe, no próximo dia 17 de outubro, uma formação gratuita para PME, organizada pela Universidade do Porto, no âmbito do Laboratório de Responsabilidade Social Empresarial (RSE) para PME na Zona Norte que nasce de um projeto transfronteiriço da CIM-ALTO Minho, numa parceria que envolve as duas instituições de ensino superior, (a Universidade do Porto e o Instituto Politécnico de Viana do Castelo), cuja sede se localiza na ESTG-IPVC em Viana do Castelo.

A formação “Objetivos do Desenvolvimento Sustentável: Desafios e Oportunidades para PME” irá decorrer na sala BIB 3.2 da ESTG-IPVC, podendo encontrar todas as informações acerca do programa aqui.

O objetivo desta formação é o de prestar orientações às PME sobre a forma como poderão alinhar as suas estratégias bem como medir e gerir a sua contribuição para a realização dos ODS. A metodologia é ativa e inclui workshop, speed dating e network.

A formação é gratuita, mas sujeita a inscrição obrigatória. Para formalizar a inscrição, a empresa deve enviar um email para [email protected] ou telefonicamente para +351 258 819 700 | Tlm: +351 965 919 660.

O Projeto

Esta oficina de consultoria aberta ao público empresarial, tem como objetivo impulsionar a implementação de medidas de Responsabilidade Social nas pequenas e médias empresas do Norte de Portugal. Com atividade desde março de 2019, conta já com uma rede de 35 empresas em mentoria, 92 visitas a empresas e coorganizou 8 eventos de networking.

Este projeto é financiado podendo assim as PME beneficiar de 20 horas de mentoria especializada em gestão de recursos humanos e responsabilidade social empresarial.

O trabalho desenvolvido pressupõe uma articulação com as PME tendo em vista o seu desenvolvimento sustentável e competitivo incidindo na estratégia dirigida aos seus recursos humanos.

Anúncio

Viana do Castelo

Acidente violento condiciona trânsito na A28 em Viana e faz três feridos

Acidente

em

Bombeiros Viana do Castelo. Foto: Vítor Vasconcelos / O MINHO (Arquivo)

Um despiste automóvel seguido de capotamento condicionou o trânsito na A28, sentido Sul-Norte, junto à saída para Vila Praia de Âncora, disse a O MINHO fonte dos bombeiros. O alerta foi dado cerca 11:25 para um despiste que resultou em três feridos, um dos quais em estado grave.

Pelo que foi possível apurar, a vítima que ficou em estado grave era a condutora, uma mulher com cerca de 40 anos. Os dois feridos ligeiros são as crianças que seguiam na mesma viatura, com idades entre os 6 e os 8 anos.

No local estiveram os Bombeiros Voluntários de Viana, com dez operacionais e quatro viaturas, os Bombeiros Sapadores, com seis elementos e duas viaturas, a VMER de Viana, a concessionária Norte Litoral, com dois elementos, e uma patrulha da GNR.

As vítimas foram transportadas para o Hospital de Viana do Castelo.

(notícia atualizada às 12h48)

Continuar a ler

Alto Minho

Viana do Castelo investe 2,4 milhões na requalificação de zona habitacional em Darque

Quinta da Bouça

em

Foto: Divulgação / CM Viana do Castelo

A requalificação da Quinta da Bouça, em Darque, por 2,4 milhões de euros, vai avançar após um acordo de gestão celebrado entre a Câmara de Viana do Castelo e a Infraestruturas de Portugal (IP), foi hoje divulgado.

Em comunicado enviado às redações, a Câmara de Viana do Castelo explicou que o acordo agora formalizado “permite ao município avançar com a requalificação do espaço público da Quinta da Bouça, na freguesia de Darque, qualificando esta zona de habitação multifamiliar com execução de ciclovias, vias pedonais e ajardinamento junto da Estrada Nacional (EN) 13.

A obra, integrada no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU), prevê, além “da construção daqueles percursos, a sua conservação, manutenção e limpeza, contribuindo, deste modo, para a melhoria das condições de acessibilidade e segurança da circulação ciclável e pedonal local, em alternativa à rede viária”.

“A IP verificou que a solução apresentada é adequada, visando a garantia das condições de sustentabilidade ambiental, de fluidez de tráfego e segurança da circulação”, lê-se ainda no documento.

Segundo o projeto, “o espaço público apresenta-se desprovido de áreas verdes, de mobiliário urbano, com o pavimento degradado e existem algumas zonas em terra”.

“Verifica-se a projeção de elementos (escadas e rampas) para o espaço público, resultando numa série de fatores que contribuem para um espaço amorfo e confuso. Todos estes fatores contribuem para a degradação do espaço público e consequente diminuição da qualidade de vida da população aí residente”, indica a memória descritiva do projeto de requalificação.

A empreitada pretende “requalificar uma zona de habitação multifamiliar ajustada aos novos imperativos de ordenamento do território e de qualificação ambiental”.

Segundo o município, “a implementação desta área residencial tem como objetivos gerais qualificar o ambiente urbano, a promoção e valorização da qualidade ambiental através da redefinição de aéreas de circulação automóvel e pedonais, a implementação de um corredor para bicicletas (ciclovia) paralelamente à EN 13, e complementado por zonas arborizadas áreas ajardinadas, reordenamento de estacionamento público de apoio à área comercial e residencial”.

A intervenção prevê “a substituição dos materiais ou recuperação dos existentes nos arruamentos e a criação e reorganização de bolsas de estacionamento, de forma a introduzir melhorias significativas na acessibilidade e mobilidade, promovendo conjuntamente a circulação pedonal e ciclovia nestes espaços”.

A proposta prevê ainda a eliminação dos muros existentes contíguos à EN 13.

Ao abrigo do PEDU, “a Câmara Municipal está a investir, até 2020, 20 milhões de euros em 30 diferentes projetos, cuja intervenção é focada nas Áreas de Reabilitação Urbana (ARU)”.

O PEDU, financiado por fundos do programa Portugal 2020, visa a qualificação do sistema urbano, do ponto de vista da mobilidade sustentável, regeneração urbana e ação integrada para as comunidades desfavorecidas.

Continuar a ler

Braga

Detido por ameaçar a mulher de morte em Braga

Violência doméstica

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

Um homem de 59 anos foi detido pela PSP depois de ter ameaçado de morte a esposa, numa audiência de julgamento na quarta-feira, em Braga, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a PSP dá conta da detenção, ocorrida cerca das 10:00 horas na cidade de Braga, depois de os agentes terem constatado que o homem continuava a proferir “vários insultos e ameaças”, entre as quais de morte, perante a esposa.

Face ao referido, foi o mesmo detido, sendo presente hoje no Tribunal Judicial da Comarca de Braga.

Continuar a ler

Populares