Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Politécnico de Viana ajuda pessoas de mobilidade condicionada com aplicação móvel

Inclusão

em

Imagem: iPVC

Alunos e docentes da Escola Inclusiva do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) desenvolveram uma aplicação que irá facilitar a mobilidade para pessoas com mobilidade condicionada.

O projeto, desenvolvido em parceria com a Câmara de Viana do Castelo, vai permitir que um segmento de pessoas com mobilidade condicionada possa aceder, através de percursos otimizados a diversos pontos da cidade, como locais culturais, unidades de saúde, entre outros.

O projeto começou a ser desenvolvido há mais de dois anos com a colaboração da câmara municipal e entidades como a ACAPO, Íris Inclusiva, Fundação AMA, APPACDM e APCVC.

Sara Paiva, docente do IPVC que no âmbito da Escola Inclusiva coordenou o desenvolvimento da aplicação, explica que “a app Viana+ Acessível tem o objetivo de disponibilizar o caminho mais adequado, na cidade de Viana do Castelo, para vários conjuntos de segmentos de pessoas com mobilidade condicionada. A app está suportada num Sistema de Informação Geográfica mantido pela Câmara Municipal de Viana do Castelo, que possui a caracterização da adequabilidade de cada rua da cidade para os vários segmentos, a partir do qual é possível depois calcular o caminho mais otimizado da localização atual até um dado destino pretendido. A app, que está disponível para Android e iOS, contou com a colaboração de várias instituições da cidade no levantamento das acessibilidades e com cerca de 10 alunos do IPVC”.

Carlota Borges, vereadora da Câmara com o pelouro da Ação Social considera que “tudo aquilo que fazemos deve ser em consonância com o que nos é diariamente reportado. E foi daí que surgiu a ideia de fazer este projeto. Nós temos associações que trabalham connosco diariamente e foi no decorrer de reuniões que surgiu a ideia e identificada a necessidade de ser desenvolvido este projeto que só foi possível com a ajuda do Instituto Politécnico de Viana do Castelo”. Carlota Borges sublinha a importância do projeto Viana + Acessível uma vez que “vai mexer com a vida de muitas pessoas, para melhor, jovens, menos jovens, pessoas que diariamente vão reportando às associações as suas dificuldades e necessidades de movimentação no concelho de viana do castelo. Esta app vai contribuir mais um pouco para a criação de uma sociedade mais igual. Nós temos que almejar que querer ter uma sociedade mais igual para todos e se podermos contribuir com um bocadinho para isso todos os dias para que isso aconteça, isso seria o ideal e este é um desses projetos que vai fazer com que isso aconteça muito em breve”.

Uma aplicação para todos

As diversas entidades que estiveram envolvidas no desenvolvimento da APP Viana + Acessível são unânimes ao considerar que se trata de uma aplicação para toda a gente, uma vez que, “a app pode ser utilizada por quem visita a cidade e precise de uma orientação, assim como por pessoas que fiquem com uma limitação temporária. Vai ser bom para todos”.

“A APP vai trazer liberdade e autonomia a muitos jovens”

Para Dora Brandão, da Fundação AMA, “este projeto nomeadamente a criação desta app, vem trazer, sobretudo àqueles jovens que estão a estudar, e nós temos alguns no IPVC, o direito de autonomia, o direito de serem livres, uma liberdade posta em prática. E isto é muito importante não existe liberdade sem igualdade”. Falando muito em concreto do segmento de pessoas com autismo, Dora Brandão, fala da conquista que muitos vão ter. “Estes jovens vão começar a ter a liberdade de poder ir tomar um café com os seus amigos sem ter que estar dependente dos pais, porque é muito complexo para estes jovens , porque eles querem integrar a sua vida como outro qualquer, porque é um direito que têm, estão a estudar, a trabalhar, mas se tiver que ser o pai, a mãe ou um irmão a ter que os levar á escola ou ao local de trabalho já não têm essa integração. Por isso, esta APP vem trazer esta liberdade, sem rótulos. E isso é mesmo muito importante”.

Populares