Seguir o O MINHO

Ponte de Lima

Pirotecnia Minhota ajudou Macau em concurso que é um dos “maiores cartazes turísticos” da região

Foi a responsável por grandes eventos como os espetáculos de abertura da Expo’98, a inauguração do aeroporto de Macau e a comemoração dos 30 anos de independência de Angola.

em

Foto: Facebook de Macao Government Tourism Office UK (C)

A Pirotecnia Minhota foi este ano responsável por prestar consultoria ao Governo de Macau durante a 29.ª edição do Concurso Internacional de Fogo de Artifício, um dos cartazes turísticos daquela região.

A empresa com sede em Santa Cruz do Lima, Ponte de Lima, teve como missão fazer os convites/seleção das empresas participantes até a supervisão da montagem e desmontagem e classificação dos espetáculos, num trabalho para o qual foi escolhida em fevereiro/março deste ano e que se prolongou durante vários meses.

Foto: Facebook de Macao Government Tourismo Office UK

Foto: Facebook de Macao Government Tourismo Office UK

Foto: Facebook de Macao Government Tourismo Office UK

A empresa chinesa Liuyang New Year Fireworks foi a vencedora desta 29.ª edição do concurso, que terminou a 01 de outubro, Dia Nacional da China, no qual milhares de pessoas se reuniram na baía em frente à Torre de Macau para assistirem ao último dia do concurso, reservado aos espetáculos da Itália e da China.

Na cerimónia de entrega de prémios, a responsável pela Direção dos Serviços de Turismo (DST) descreveu o evento como um dos “maiores cartazes turísticos” do território, capaz de atrair turistas de todo o mundo.

“A DST irá continuar a apresentar eventos diversificados e inovadores, em cooperação com diferentes serviços governamentais, instituições, associações (…) com o objectivo de transformar Macau num centro mundial de turismo e lazer”, sublinhou Helena de Senna Fernandes.

Este ano, o concurso foi exigente para a organização – e, logo, para os dois consultores enviados pela empresa de Ponte de Lima – já que, durante o período em que decorreu o festival, Macau voltou a ser atingido por um tufão (Manghkut), no dia 16 de setembro, obrigando as autoridades a içarem o sinal 10 de tempestade tropical, o máximo na escala de alerta, e a recalendarizar os espetáculos.

Recorde-se que, no ano passado, o concurso foi cancelado devido aos estragos provocados pelo tufão Hato, que atingiu Macau em 23 de agosto, causando dez mortos, mais de 240 feridos e prejuízos avaliados em 1,3 mil milhões de euros.

No concurso de 2018, participaram equipas das Filipinas, Coreia do Sul, Japão, Bélgica, França, Alemanha, Áustria e Portugal, com companhia pirotécnica “Luso”, de Almada, distrito de Lisboa.

A Pirotecnia Minhota, empresa centenária que introduziu os espetáculos piromusicais em Portugal, realiza as maiores romarias nacionais, como as Feiras Novas, de Ponte de Lima, e as Festas D’Agonia, em Viana do Castelo, mas também o grandioso fogo de Passagem do Ano, na Madeira, ou o da noite de São João, em Braga e no Porto, e já recebeu vários prémios internacionais, nomeadamente no Mónaco, Canadá, Macau, Suécia, e Alemanha. Foi a responsável por grandes eventos como  espetáculos durante  a Expo’98, a inauguração do aeroporto de Macau e a comemoração dos 30 anos de independência de Angola.

Emprega 25 trabalhadores permanentes, para além de contratar outros colaboradores durante os períodos de maior atividade, como a Páscoa, Verão e final do ano. É liderada pelo empresário e maestro-técnico David Costa, que é também dirigente da Associação Nacional de Empresas de Produtos Explosivos (ANEPE).

 

Notícia atualizada às 15h06.

Anúncio

Alto Minho

Feiras Novas: Festas de Ponte de Lima vão ter hospital de campanha para tratar casos ligeiros

Pela primeira vez

em

Foto: Divulgação / Arquivo

As Feiras Novas, que decorrem em setembro, em Ponte de Lima, vão dispor pela primeira vez de um hospital de campanha para “tratar” casos “ligeiros”, para evitar sobrecarregar a urgência do hospital, disse hoje à Lusa a organização.

“Este ano, pela primeira, no largo da capela das Pereiras vamos ter um pequeno hospital de campanha com enfermeiros do INEM para assistirem todos os que necessitarem, fazendo uma pré-triagem hospitalar, para que os bombeiros fiquem mais libertos para acudir às pessoas que precisem de auxílio e, também, para aliviar os médicos da urgência do hospital Conde de Bertiandos, para atender casos que exijam mais cuidados”, explicou Ana Machado.

As Feiras Novas de Ponte de Lima, criadas pelo rei D. Pedro IV, por provisão de 5 de maio de 1826, vão decorrer este ano entre os dias 04 e 09 de setembro.

Ana Machado, médica que preside à associação concelhia das Feiras Novas, adiantou que o “pequeno hospital de campanha funcionará entre as 20:00 e as 08:00 dos dias 06, 07 e 08 de setembro”.

“Há muitas chamadas para os bombeiros que têm de se deslocar ao local e, na maior parte das vezes, porque as pessoas estão etilizadas, sofrem pequenas escoriações ou agressões que não justificam o transporte ao hospital. A coordenação entre os bombeiros, esta equipa de enfermagem e o hospital funcionará de maneira mais exequível, libertando bombeiros e hospital para casos mais específicos”, disse.

Ana Machado, que é também vereadora a meio tempo na Câmara de Ponte de Lima (CDS-PP), adiantou que aquele serviço “estará dotado de todos os meios necessários para suporte básico de vida, com desfibrilhador, e preparado para realizar pequenas intervenções cirúrgicas”, facilitando “muito o trabalho dos bombeiros” e libertando “a urgência do hospital”.

Com o lema “Feiras Novas são romaria de noite e de dia”, as festas começam no dia 04 de setembro com as tradicionais rusgas do Alto Minho, um dos pontos altos do programa.

“Nesta altura, para o dia 04 de setembro já temos inscritos 450 tocadores de concertina e cantadores ao desfio, só do concelho de Ponte de Lima”, destacou.

Naquele dia, a arruada de concertinas que dá o tiro de partida para quatro dias de Feiras Novas começa pelas 21:30, na Alameda de São João rumo ao Largo de Camões, em pleno centro histórico, percorrendo as várias ruas e tasquinhas da vila.

O evento que antecede o arranque oficial das Feiras Novas dura “até ao amanhecer”, juntando cantadores e tocadores, mas também muitos outros que se vão juntando à festa de uma forma espontânea.

A abertura “solene” da romaria vai ser este ano marcada por “um espetáculo multimédia que realçará a beleza da ponte medieval de Ponte de Lima, seguido da iluminação da vila”.

Os cantares ao desafio voltam a marcar presença no dia 06 de setembro, no recinto da Expolima, com a participação esperada de “cerca de 900 tocadores de concertinas e cantadores ao desafio de todo o país”.

“Estes encontros garantem a genuinidade das Feiras Novas”, realçou a presidente da associação concelhia destas festas.

Os tradicionais cortejos – etnográfico, que se realiza na tarde do dia 07 de setembro, e histórico, no dia 08 – são outros dos pontos altos da festa. A feira do gado e os concursos pecuários são também números obrigatórios da festa que tem um sítio na Internet e uma aplicação móvel, na qual “está disponível toda a informação sobre as festas, ofertas de alojamento e restauração, entre outras”.

O ribombar dos bombos, grupos de Zés Pereiras, gaiteiros, concertos de bandas de música, fado, folclore, tocatas, fogo-de-artifício, uma corrida de garranos e uma tourada completam o programa da festa anual de Ponte de Lima.

O espetáculo tauromáquico, “que se realiza desde 1826”, decorrerá no dia 08 de setembro, a partir das 18:00, no recinto da Expolima, com os cavaleiros Rui Salvador, Filipe Gonçalves e Marcos Bastilhas e os forcados amadores de Santarém, Ramo Grande dos Açores. Serão lidados seis toiros da Ganadaria São Martinho, ao ritmo da Banda de Música de Ponte de Lima.

Continuar a ler

Ponte de Lima

Camião de transporte de carros arde na A3 em Ponte de Lima

Em Fornelos

em

Foto: Valter Pereira no grupo de Facebook "Moina na Estrada"

Um camião de transporte de viaturas, conhecido como porta-carros, foi atingido pelas chamas ao início da noite desta quinta-feira, ao quilómetro 73 da Autoestrada n.º 3, em Fornelos, Ponte de Lima.

Ao que O MINHO apurou junto de fonte envolvida na emergência, a ignição deu-se dentro de uma das viaturas que seguiam no reboque, acabando por propagar para o camião e para os terrenos a face da autoestrada.

Ao local acorreram os Bombeiros Voluntários de Ponte de Lima com três viaturas e onze bombeiros. Não há feridos a registar.

O trânsito encontra-se condicionado naquele local no sentido Norte / Sul [Valença / Porto].

Continuar a ler

Ponte de Lima

Septuagenário agredido à porta de lar em Ponte de Lima

Arcozelo

em

Foto: DR / Arquivo

Um homem de 70 anos, voluntário num lar de idosos em Ponte de Lima, foi esta quinta-feira transportado para o Hospital de Braga depois de sofrer um traumatismo na sequência de agressões na via pública. Ao que O MINHO apurou, o septuagenário foi agredido por um português que conduzia uma viatura de matrícula francesa.

Fonte dos Bombeiros de Ponte de Lima confirmou o transporte hospitalar a partir do Centro Comunitário de Arcozelo, pertencente à Santa Casa da Misericórdia de Ponte de Lima.

De acordo com a versão da vítima, foi perseguido de carro pelo agressor até ao parque daquele centro depois de uma manobra na estrada, envolvendo as duas viaturas.

O agredido terá sinalizado a mudança para dentro da área do lar quando o agressor terá travado de urgência para não embater na viatura do septuagenário.

O agressor terá entrado para dentro do parque e exigido satisfações sobre a manobra anterior, falando em língua francesa, ao que a vítima terá respondido: “fala-me em português”, e virou costas ao agressor.

De acordo com o septuagenário, que reside naquela freguesia, o homem terá então pontapeado a vítima na cabeça desferindo de seguida um murro num dos olhos, que terá provocado a fratura de um osso da cara.

O agressor, segundo a vítima e as testemunhas, usava “roupa de casamento” e estava acompanhado por “uma mulher vestida de noiva”. Ter-se-à posto em fuga quando algumas testemunhas chamaram a emergência.

O septuagenário foi transportado para o Hospital de Braga pelos Bombeiros de Ponte de Lima, tendo feito exames iniciais e recebido alta hospitalar ao início da noite desta quinta-feira.

A O MINHO, a vítima refere que irá apresentar queixa contra desconhecidos junto da GNR, ao qual anexará uma fotografia tirada por uma testemunha da matrícula da viatura em que seguia o agressor.

Continuar a ler

Populares