Seguir o O MINHO

Ponte de Lima

Pirotecnia Minhota ajudou Macau em concurso que é um dos “maiores cartazes turísticos” da região

Foi a responsável por grandes eventos como os espetáculos de abertura da Expo’98, a inauguração do aeroporto de Macau e a comemoração dos 30 anos de independência de Angola.

em

Foto: Facebook de Macao Government Tourism Office UK (C)

A Pirotecnia Minhota foi este ano responsável por prestar consultoria ao Governo de Macau durante a 29.ª edição do Concurso Internacional de Fogo de Artifício, um dos cartazes turísticos daquela região.


A empresa com sede em Santa Cruz do Lima, Ponte de Lima, teve como missão fazer os convites/seleção das empresas participantes até a supervisão da montagem e desmontagem e classificação dos espetáculos, num trabalho para o qual foi escolhida em fevereiro/março deste ano e que se prolongou durante vários meses.

Foto: Facebook de Macao Government Tourismo Office UK

Foto: Facebook de Macao Government Tourismo Office UK

Foto: Facebook de Macao Government Tourismo Office UK

A empresa chinesa Liuyang New Year Fireworks foi a vencedora desta 29.ª edição do concurso, que terminou a 01 de outubro, Dia Nacional da China, no qual milhares de pessoas se reuniram na baía em frente à Torre de Macau para assistirem ao último dia do concurso, reservado aos espetáculos da Itália e da China.

Na cerimónia de entrega de prémios, a responsável pela Direção dos Serviços de Turismo (DST) descreveu o evento como um dos “maiores cartazes turísticos” do território, capaz de atrair turistas de todo o mundo.

“A DST irá continuar a apresentar eventos diversificados e inovadores, em cooperação com diferentes serviços governamentais, instituições, associações (…) com o objectivo de transformar Macau num centro mundial de turismo e lazer”, sublinhou Helena de Senna Fernandes.

Este ano, o concurso foi exigente para a organização – e, logo, para os dois consultores enviados pela empresa de Ponte de Lima – já que, durante o período em que decorreu o festival, Macau voltou a ser atingido por um tufão (Manghkut), no dia 16 de setembro, obrigando as autoridades a içarem o sinal 10 de tempestade tropical, o máximo na escala de alerta, e a recalendarizar os espetáculos.

Recorde-se que, no ano passado, o concurso foi cancelado devido aos estragos provocados pelo tufão Hato, que atingiu Macau em 23 de agosto, causando dez mortos, mais de 240 feridos e prejuízos avaliados em 1,3 mil milhões de euros.

No concurso de 2018, participaram equipas das Filipinas, Coreia do Sul, Japão, Bélgica, França, Alemanha, Áustria e Portugal, com companhia pirotécnica “Luso”, de Almada, distrito de Lisboa.

A Pirotecnia Minhota, empresa centenária que introduziu os espetáculos piromusicais em Portugal, realiza as maiores romarias nacionais, como as Feiras Novas, de Ponte de Lima, e as Festas D’Agonia, em Viana do Castelo, mas também o grandioso fogo de Passagem do Ano, na Madeira, ou o da noite de São João, em Braga e no Porto, e já recebeu vários prémios internacionais, nomeadamente no Mónaco, Canadá, Macau, Suécia, e Alemanha. Foi a responsável por grandes eventos como  espetáculos durante  a Expo’98, a inauguração do aeroporto de Macau e a comemoração dos 30 anos de independência de Angola.

Emprega 25 trabalhadores permanentes, para além de contratar outros colaboradores durante os períodos de maior atividade, como a Páscoa, Verão e final do ano. É liderada pelo empresário e maestro-técnico David Costa, que é também dirigente da Associação Nacional de Empresas de Produtos Explosivos (ANEPE).

 

Notícia atualizada às 15h06.

Anúncio

Alto Minho

BE questiona Governo sobre poluição de ribeiro em Ponte de Lima

Serdedelo

em

Foto: DR / Arquivo

O Bloco de Esquerda (BE) questionou hoje o Ministério do Ambiente sobre alegadas descargas no ribeiro de Crasto, freguesia de Serdedelo, em Ponte de Lima, defendendo a “urgência” de “apurar responsabilidades e atuar nos termos da lei”.

Numa pergunta hoje dirigida ao ministro Matos Fernandes, os deputados José Maria Cardoso, Nelson Peralta e Maria Manuel Rola explicam ter sido informados pela associação MOLIMA – Movimento para a Defesa do Rio Lima de que o ribeiro de Serdedelo (ou ribeiro de Crasto como também é denominado pela população local) foi alvo de descargas poluentes nos dias 15 e 16.

Segundo o partido, naqueles dias, as águas do ribeiro, que atravessam várias freguesias do concelho de Ponte de Lima, “emanavam um cheiro nauseabundo” e “apresentavam coloração turva e clara, denotando a existência de diferentes focos poluidores”.

CDS questiona governo sobre poluição de ribeiro em Ponte de Lima

“A poluição do ribeiro de Serdedelo põe em causa a integridade ecológica, a fauna, a flora e os valores ambientais daquele sistema ribeirinho, impedindo também a população local de usufruir plenamente do património natural da sua freguesia”, sustentam.

Os deputados do BE defendem ser “necessário eliminar, definitivamente, os focos poluidores do ribeiro de Serdedelo, proceder à sua despoluição, recuperar plenamente os valores ambientais ali existentes e permitir a plena fruição de um ambiente aprazível, saudável e limpo à população local”.

Os deputados querem saber se o Governo tem conhecimento destas descargas, e se o Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) da GNR, a Inspeção-Geral da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território (IGAMAOT), a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), ou outras entidades competentes foram notificadas da sua ocorrência e quais os resultados.

Questionam ainda o Governo sobre as medidas que prevê adotar para evitar que se repitam as descargas poluentes no ribeiro de Serdedelo.

Continuar a ler

Alto Minho

Mulher morre atropelada por camião em Ponte de Lima

Acidente

em

Foto: O MINHO / Arquivo

Uma mulher, com mais de 60 anos, foi atropelada mortalmente por um camião, na manhã desta segunda-feira, em Fojo Lobal, Ponte de Lima, apurou O MINHO junto de fonte dos bombeiros.

A vítima mortal, moradora naquela freguesia, seguia naquela via municipal quando, segundo relatos, terá caído e sido colhida pelo camião.

O óbito foi declarado no local.

O comandante Carlos Lima explicou à Agência Lusa que “o condutor do veículo pesado ficou em estado de choque”, tendo sido enviada para o local uma Viatura de Emergência Médica (VMER) estacionada no hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo, para que possa “receber acompanhamento médico”.

O alerta foi dado às 09:08.

Prestaram socorro os Bombeiros de Ponte de Lima, com dois operacionais e uma viatura, com apoio da SIV de Ponte de Lima e VMER de Viana do Castelo.

A GNR está a investigar as causas do acidente.

Continuar a ler

Alto Minho

Mais um óbito por covid em Ponte de Lima. Há 19 casos ativos

Covid-19

em

Foto: DR

O concelho de Ponte de Lima contava, até esta sexta-feira, com 19 casos ativos de covid-19, mais sete do que na passada terça-feira, apurou O MINHO junto de fonte local da saúde.

Em termos de recuperados, há 57 pessoas já curadas da doença, mais cinco desde o último balanço divulgado pelo nosso jornal.

Há a lamentar dois óbitos causados pelo novo coronavírus, mais um do que na semana passada.

O total de casos acumulados desde o início da pandemia no concelho é de 78.

Continuar a ler

Populares