Seguir o O MINHO

Ave

Pinto da Costa engana-se na porta do tribunal e acaba a tirar ‘selfies’ em pastelaria

em

Pinto da Costa tira selfie com admirador, em pastelaria de Guimarães. YouTube/Grupo Santiago

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, esteve esta quarta-feira em Guimarães, no início de um julgamento em que é um dos 54 arguidos, no âmbito do mega-processo “Operação Fénix”.

À entrada do local onde se realizam as audiências, na presença de dezenas de jornalistas e de muitos curiosos, o presidente do FC Porto começou por ter um incidente com uma repórter da CMTV – que causou polémica nas redes sociais – e acabou por se enganar na porta, tendo ido parar a uma pastelaria adjacente ao quartel dos Bombeiros Voluntários de Guimarães, local onde decorre aquele julgamento.

No interior da Pastelaria Coroa de Ouro estava um admirador do presidente do FC Porto, que não desperdiçou a oportunidade para tirar uma selfie com o presidente, como mostram as imagens   recolhidas no local pelo Guimarães Digital, jornal digital do Grupo Santiago – por volta dos 55 segundos, no vídeo.

Em tribunal, escreve o jornal O JOGO, Pinto da Costa recusou os factos de que é acusado, alegando nunca ter tido “guarda-costas”, explicando que algumas vezes se fazia acompanhar de elementos da empresa de segurança SPDE apenas para evitar ser “asfixiado” pelo “carinho” dos adeptos.

A “Operação Fénix” é um processo relacionado com utilização ilegal de seguranças privados, em que a empresa SPDE – Segurança Privada e Vigilância em Eventos é acusada de um crime de associação criminosa e outro de exercício ilícito de atividade de segurança privada.

Pinto da Costa e Antero Henriques, presidente e ex-administrador do FC Porto, estão acusados de terem recorrido aos serviços de acompanhamento e proteção pessoal, também prestados por aquela empresa, apesar de não dispor de alvará, sabendo que era proibido fazê-lo.

Populares