Seguir o O MINHO

Braga

Picoto Park: uma vista de 360º sobre a cidade de Braga

Escalada, paintball, mini golfe, tiro ao alvo, quick jump, arborismo e uma paisagem de cortar a respiração. A cinco minutos do centro da cidade. Picoto Park abre em março

em

É o único lugar com uma vista de 360º sobre Braga. O monte Picoto vai ser um parque de aventura. E mostrar toda a cidade através de uma experiência diferenciadora e com um slogan muito apropriado: ‘adventure with a view”.

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

Escalada, paintball, mini golfe, tiro ao alvo, quick jump, arborismo e uma paisagem de cortar a respiração é possível a cinco minutos do centro da cidade. O Picoto Park abre a 23 de março. O MINHO foi conhecer os 14 mil metros de área incorporados com um parque para 500 viaturas.

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

“É um parque de aventuras destinado a todo o tipo de grupos desde os 3 anos até adultos, onde há actividades de cariz ecológico, promovendo a interacção entre os grupos e as famílias”, começa por contar António Mirra, o responsável do parque sentado numa mesa de madeira, no exterior do bar.

Aliás, bar que vai funcionar de forma permanente para quem quiser passar um fim de tarde tranquilo, utilizando o lounge, idealizado para ter uma vista sobre parte da cidade.

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

É também por aqui que fica a área infantil que permite aos pais estarem a relaxar não perdendo de vista os filhos.

“Isto não é uma Bracalândia”, insiste várias vezes António Mirra. “Os nossos carroceis são ecológicos funcionam à base de roldanas e manivelas e temos muito material criado com recurso a madeiras reaproveitadas”.

Na parte superior fica o verdadeiro parque de aventuras direcionado para “grupos escolares, festas de aniversário, team building para empresas e grupos de amigos ou famílias que queiram ter experiências na natureza”.

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

O responsável faz uma pausa para explicar que “as festas de aniversário, por exemplo, terão um formato que não é usual porque as crianças serão sempre acompanhadas por monitores”.

É que a segurança é uma das chaves deste parque.

As características únicas a nível nacional do próprio monte do Picoto são realçadas por António Mirra: “está a poucos minutos do centro da cidade; permite atividades de BTT e orientação e já temos parcerias com Tuk Tuks e segways que facilmente chegam cá”.

“Quando todo o trabalho de reflorestação que está a ser feito ‘crescer’, com o miradouro, a ciclovia e os trilhos para caminhadas, fica aqui um local como não há no país”, a que se juntam acessibilidades para cadeiras de rodas e carrinhos de bebé.

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

Por isso, António Mirara espera que o Picoto Park seja catalisador de outras iniciativas e que “os operadores turísticos possam fazer deste, o centro para visitar outros locais à volta da cidade”.

Experiência

António Mirra é natural da Póvoa de Varzim, começou a trabalhar na área dos parques de aventuras com 22 anos e 17 anos depois, embarca numa nova andança. “A nossa empresa já tem um parque no Gerês, outro em S. Pedro de Rates e ajudou a construir 30 parques para outras entidades”. O do Picoto foi idealizado e projetado “pela nossa equipa”.

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

Morador em Braga há 10 anos, o Monte do Picoto sempre foi a primeira opção para criar um parque de aventuras. Ainda fez uma proposta para uma área no Parque da Ponte (sem resposta até hoje), ainda reservou um espaço na zona do Bom Jesus mas depois de ganhar a concessão por 25 anos, no Monte Picoto voltou ao sonho inicial.

Inauguração

A inauguração está marcada para 23 de março. “Temos feito alguns testes com grupos de clientes para conseguirmos suprir as lacunas, se as houver”. A agenda para os próximos meses já está preenchida e o programa de preços disponível.

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

Ainda antes da inauguração é feita uma acção de recrutamento de pessoal, nos dias 9 e 10 de março. “Já temos a nossa equipa permanente definida mas há alturas do ano que precisamos de reforços e convém que já estejam familiarizados com a nossa filosofia e a nossa forma de trabalhar”.

Anúncio

Braga

Braga acima da média nacional no índice de sustentabilidade

Índice de Sustentabilidade Municipal

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

A cidade de Braga apresenta Índices de Sustentabilidade Municipal (ISM) “bastante positivos e acima da média nacional”, tendo cumprido 69,1% dos Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável Municipal, concluiu um estudo da Universidade Católica hoje apresentado.

Segundo o trabalho, da responsabilidade do Centro de Estudos e Sondagens de Opinião (CESOP-Local) daquela universidade, a medição do ISM decorre em parceria com 22 municípios, medindo a concretização, a nível local, dos Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável Municipal.

O Índice de Sustentabilidade procura refletir o nível de concretização da sustentabilidade de cada município do país, sendo composto por indicadores e objetivos que traduzem os 17 objetivos e as 169 metas constantes da Agenda 2030.

O estudo, a cargo do investigador José Fidalgo, concluiu ainda que o ISM em Portugal é de 62,6%, o do Norte 61,9%, o da região do Cávado 65,5% e nos concelhos de Alta Densidade 63,1%.

“A partir destes resultados, vamos trabalhar em estreita colaboração com os nossos parceiros, no sentido de ajustarmos a nossa atuação”, apontou o presidente da autarquia, Ricardo Rio.

“Baseado nestes resultados, fica comprovado que o município de Braga está na linha da frente na concretização dos objetivos em Portugal, aproximando-se muito das metas das Nações Unidas. Aliás, segundo consta do Índice agora apresentado, o município de Braga tem oito objetivos concretizados acima dos 75%, sendo que apenas dois estão abaixo dos 50%”, lê-se nas conclusões do estudo.

Para Ricardo Rio, “os 123 indicadores do ISM, relativos a 65 metas (…) podem ser uma excelente ferramenta de apoio na formatação de melhores políticas municipais”.

“Este tipo de trabalhos confronta-se com várias dificuldades, com especial ênfase para o acesso a dados atuais e fidedignos sobre cada um dos domínios em análise e o exorbitar das leituras políticas sobre os mesmos, numa perspetiva laudatória por parte de quem governa e crítica por quem está na oposição”, salientou ainda Ricardo Rio, saudando o estudo da UCP.

Continuar a ler

Braga

Detidos por furtos e roubos com arma branca na região de Braga

Dois homens e uma mulher

em

Foto: DR

Dois homens e uma mulher foram detidos na quarta-feira, no Porto, por militares do Núcleo de Investigação Criminal de Barcelos da Guarda Nacional Republicana (GNR) por suspeitas de roubos e furtos em estabelecimentos.

Os detidos, com idades compreendidas entre os 28 e os 30 anos, estavam a ser investigados há dois meses por suspeitas da prática de furtos em postos de combustível, cabeleireiros, supermercados e cafés, nas zonas de Braga, Porto e Aveiro, refere a polícia.

Assaltam posto de combustível na Póvoa de Lanhoso com ‘facão’ e de cara destapada

“Além dos furtos, ainda efetivaram dez roubos, nas mesmas zonas, com recurso a uma arma branca”, adianta a guarda, apontando que nesses dez casos os proprietários foram envolvidos nos assaltos, havendo coação do grupo.

Após conclusões da investigação, foi solicitado um mandado de detenção que “exigiu uma operação policial para a localização dos suspeitos, tendo os mesmos sido intercetados na zona do Porto”.

“Ainda na sequência da ação foram realizadas duas buscas domiciliárias que resultaram na apreensão de diverso material utilizado para o furto de viaturas, um computador, uma arma branca, 560 euros em numerário, e na recuperação de dois veículos que haviam sido furtados”, aponta ainda a GNR.

Os detidos estão neste momento a ser presentes no Tribunal Judicial de Guimarães, para aplicação de medidas de coação.

A operação contou com a colaboração do Destacamento Territorial de Barcelos e do Núcleo de Investigação Criminal da Póvoa de Lanhoso.

Continuar a ler

Braga

Sapadores de Braga aumentam ordenados

Proteção Civil

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Os elementos profissionais da Companhia de Bombeiros Sapadores de Braga vão conhecer aumento de ordenado ao longo dos próximos quatro anos, anunciou hoje a Associação Nacional de Bombeiros Profissionais, que tem no bracarense Ricardo Fernandes a função de coordenador do Norte.

Em comunicado, aquela associação, em parceria com o Sindicato Nacional de Bombeiros Profissionais, adianta que estiveram reunidos durante a manhã desta quinta-feira com os recursos humanos e o pelouro da proteção civil de Braga, acordando novos aumentos e desbloqueio de carreira.

“O presidente do SNBP, Sérgio Carvalho, acompanhado pelo Secretário coordenador do Norte, Ricardo Fernandes e pelo vogal Pedro Cunha, e pelos delegados sindicais Manuel Pereira e Pedro Coelho, adiantou que, na sequência do estatuto do bombeiro profissional, os bombeiros sapadores de Braga vão ver o seu vencimento aumentado em 25% do diferencial, com retroativos desde julho (data da publicação do diploma)”, refere o documento.

Um aumento que se repetirá no início de 2020 (+25% do diferencial), em 2021 (+ 25 %) e em 2022 (+25%).

Os bombeiros sapadores de Braga, presentes no plenário, foram ainda informados sobre o desbloqueio dos escalões do SIADAP, o que irá refletir-se no vencimento de novembro, ao qual deverá acrescer o pagamento de retroativos desde janeiro deste ano.

Continuar a ler

Populares