Petit espera provocar desconforto ao SC Braga

Foto: DR

O Boavista quer deixar o SC Braga desconfortável, no sábado, na 33.ª e antepenúltima jornada da I Liga de futebol, e “dar uma prenda aos adeptos” na despedida do Bessa esta época, apontou hoje o treinador Petit.

“O último resultado não foi aquele que queríamos, mas a exibição esteve lá e estamos a crescer de jogo para jogo. Por isso, esperamos um duelo aberto e com muita qualidade e intensidade. Queremos ser uma equipa muito igual àquela que temos sido e, sobretudo, terminar bem a época em casa e fazer uma segunda volta melhor do que a primeira. O nosso foco e o nosso objetivo são esses”, frisou o técnico, em conferência de imprensa.

As ‘panteras’ voltaram às derrotas na visita ao Gil Vicente (1-3), da jornada anterior, mas vivem o melhor ciclo de resultados em casa, com três vitórias consecutivas, enquanto os minhotos estão a uma vitória de assegurar, pelo menos, o terceiro lugar no campeonato, que vale o acesso à terceira pré-eliminatória da edição 2023/24 da Liga dos Campeões.

“As duas equipas estão a atravessar um momento positivo a nível de qualidade de jogo, mas são diferentes. O Braga tem lutado pelos lugares cimeiros, surge muito moralizado pela época que está a fazer e venceu oito dos seus últimos 10 jogos. Vai ser um jogo difícil, mas quem vem ao Bessa já sabe que este estádio é extremamente difícil. Esperamos dar uma boa resposta e acabar bem no nosso último jogo em casa”, reiterou.

Expulso em Barcelos, Petit foi punido com um jogo de suspensão e vai ser substituído no banco de suplentes pelo treinador-adjunto Nuno Pereira, numa fase em que o Boavista já atingiu 19 pontos durante a segunda volta, contra os 21 acumulados na primeira metade.

“Fui expulso e aceito [o castigo]. Não foi uma coisa muito grave, mas tenho adjuntos que trabalham comigo há algum tempo e sabem aquilo que queremos. É fundamental que os treinadores estejam no banco, mas já passei uma vez por isso esta época e estou mais preocupado em pôr a equipa a jogar bem. Fico sereno lá em cima [na bancada]”, notou.

A receção aos ‘arsenalistas’ vai ser precedida de uma homenagem dos ‘axadrezados’ ao guarda-redes brasileiro e capitão Rafael Bracali, que comunicou na quinta-feira que vai terminar a sua carreira no final desta época e no mesmo mês em que celebrou 42 anos.

“É um jogador fundamental para o balneário, para o crescimento dos nossos jogadores e por aquilo que dá a nível de rendimento desportivo. Nunca olho para a idade, mas para o rendimento que ele deu ao longo desta época e meia comigo. Há, por um lado, a tristeza de o ver a sair, mas faz parte do futebol encarar outras funções. Fico igualmente feliz por essa decisão, mas o foco dele é estar bem na baliza e fazer o que sempre fez”, avaliou.

Petit está privado do eslovaco Róbert Bozeník, por suspensão, e escusou-se a revelar o nome de um dos habituais titulares que “não joga mais esta época”, devido a problemas físicos, ao passo que o nigeriano Bruno Onyemaechi já recuperou de lesão e está apto.

O Boavista, 11.º colocado, com 40 pontos, recebe o SC Braga, terceiro, com 74, no sábado, às 18:00, no Estádio do Bessa, no Porto, num encontro da 33.ª e penúltima ronda da I Liga, sob arbitragem de Nuno Almeida, da Associação de Futebol do Algarve.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Portugal envia uma centena de operacionais para apoiar Espanha a combater incêndio

Próximo Artigo

Artur Jorge garante Braga com "motivação em alta" para fechar pódio

Artigos Relacionados
x