Seguir o O MINHO

Cávado

Pescadores da Apúlia podem vir a ter de pagar pelo pescado que não seja vendido

em

Município de Esposende está ao lado dos pescadores contra a intenção de implementação de um posto de pesagem na vila, pela Docapesca.

Benjamim Pereira, presidente da Câmara Municipal de Esposende, reuniu-se, esta terça-feira, com os pescadores da Apúlia, de forma a debater a intenção da Docapesca de instalar um posto de pesagem naquela vila.

Em comunicado, a autarquia de Esposende referiu que está “do lado dos pescadores da Apúlia na defesa dos seus interesses e na objeção à implementação deste posto de pesagem que, se for aplicado, obrigará os pescadores ao pagamento de valores sobre todo o pescado, mesmo que não seja vendido”.

“A Câmara Municipal de Esposende está ao lado dos pescadores de Apúlia na defesa dos seus interesses e na objeção à implementação de um posto de pesagem de pescado naquela vila, e irá empenhar-se para ver atendidas as suas reivindicações, intervindo junto do Governo”, referiu.

O edil manifestou total apoio às preocupações dos profissionais da pesca e comprometeu-se a tentar fazer valer os seus argumentos junto da tutela, tendo solicitado uma reunião ao Secretário de Estado das Pescas, José Apolinário.

“Enquanto essa audiência não acontece, e de acordo com o que ficou acordado na reunião que ontem teve lugar, a Docapesca não avançará com o sistema de pesagem”, realçou a autarquia de Esposende.

Ainda na mesma reunião, que contou com a presença de Augusto Silva, presidente da Associação dos Pescadores Profissionais do Concelho de Esposende, Eurico Martins, diretor da Região Norte da Docapesca, e Luís Peixoto, presidente da União das Freguesias de Apúlia e Fão, Benjamim Pereira comprometeu-se a procurar as condições necessárias para o desenvolvimento da atividade piscatória.

“Benjamim Pereira mostrou-se igualmente sensível aos constrangimentos apresentados em relação às condições de trabalho dos pescadores e comprometeu-se a, dentro das suas possibilidades e em concertação com todas as entidades que tutelam a zona costeira, procurar as condições necessárias para o desenvolvimento da atividade piscatória, tendo em conta a importância do setor para a economia local e numa ótica de preservação daquilo que são as tradições locais”, sublinhou a Câmara Municipal de Esposende.

logo Facebook Fique a par das Notícias de Esposende. Siga O MINHO no Facebook. Clique aqui

Anúncio

Barcelos

Jovem detido com 47 gramas de canábis em Barcelos

Areias de Vilar

em

Foto: GNR / Divulgação

Um jovem de 21 anos foi detido pela GNR, esta quinta-feira, na posse de estupefacientes, em Barcelos, adiantou esta polícia.

Os militares do Posto Territorial de Barcelos fizeram a detenção no âmbito de uma fiscalização a estabelecimento de restauração e bebidas em Areias de Vilar.

O homem, que já tinha sido referenciado pelo consumo de estupefacientes tinha na sua posse 47,9 gramas de canábis, distribuídas por vários sacos individuais, um moinho e 20 euros em numerário.

O detido foi constituído arguido e os factos remetidos ao Tribunal de Vila Nova de Famalicão.

Continuar a ler

Barcelos

Barcelos Bus com passes gratuitos entre março e dezembro

O Barcelos Bus validou, entre setembro de 2018 e dezembro de 2019 mais de 261.000 títulos de transporte

em

Foto: DR

A Câmara de Barcelos volta a implementar passes gratuitos para o Barcelos Bus, entre março e dezembro, para os estudantes da cidade, anunciou a autarquia em comunicado.

Ao mesmo tempo será mantido o apoio à redução tarifária para os passes sociais com origem e destino no concelho.

Estas medidas foram aprovadas pela Câmara Municipal, na reunião ordinária de 22 de fevereiro, e inscrevem-se na continuidade do Programa de Apoio à Redução Tarifária nos Transportes Públicos (PART), lançado em 2019.

Este programa de apoio às autoridades de transportes (o Município de Barcelos constituiu-se como Autoridade de Transportes) pretende o desenvolvimento de ações que promovam a redução tarifária nos sistemas de transporte público coletivo, bem como o aumento da oferta de serviço e expansão da rede.

O serviço Barcelos Bus foi iniciado no dia 17 de setembro de 2018, tendo registado até 31 de dezembro desse ano 23.646 validações de títulos de transporte. Em 2019, as validações dos títulos de transporte no Barcelos Bus chegaram às 237.674.

Continuar a ler

Barcelos

Governo vai instalar câmaras nas passagens de nível ‘preocupantes’ em Barcelos

Quintiães e Aguiar

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

A empresa Infraestruturas de Portugal (IP) decidiu instalar câmaras de vigilância nas três passagens de nível das freguesias de Quintiães e Aguiar, em Barcelos, cujo funcionamento é criticado pelas populações e autarcas locais.

A instalação das câmaras consta da resposta do Ministério das Infraestruturas e Habitação ao Bloco de Esquerda, divulgada, esta sexta-feira, por este partido.

Na resposta, o ministério sublinha que naquelas passagens de nível não foram registadas quaisquer anomalias e que elas sempre tiveram bom funcionamento.

No entanto, e face aos relatos que dão conta de alegado mau funcionamento, a IP, como serviço complementar ao sistema técnico de monitorização, decidiu dotar as três passagens de nível com câmaras de vigilância.

Em finais de 2019, população e autarcas daquelas freguesias denunciaram onze situações de “alegadas” avarias na sinalização e no funcionamento das três passagens de nível, descrevendo situações em que, à passagem do comboio, as luzes de sinalização e os sinais sonoros não funcionam e as barreiras não descem.

Houve mesmo uma manifestação para exigir mais segurança, mas já na altura a IP referiu que não tinha sido detetada qualquer anomalia naquelas passagens de nível (PN).

A IP esclareceu que o sistema de aviso automático da aproximação de comboios instalados nas PN efetua o registo automático de todos os eventos, “não tendo sido registada qualquer anomalia relativa ao funcionamento” daquelas passagens.

Dizia ainda que o sistema, quando deteta anomalia no funcionamento previsto, “gera alarme relativo a uma desconformidade”, uma situação que não foi identificada relativamente àquelas PN.

Acrescentava que a IP não recebeu qualquer relato de maquinistas do operador ferroviário a reportar qualquer anomalia no funcionamento daquelas PN, “situação que integra os procedimentos de segurança”.

Continuar a ler

Populares