Seguir o O MINHO

Braga

Pena suspensa para homem que aterrorizou e violou a esposa em Vila Verde

Violência doméstica

em

Foto: Dr / Arquivo

O Tribunal de Braga condenou hoje a cinco anos de prisão, com pena suspensa, um homem de Vila Verde que durante 11 anos obrigou a mulher a viver num “permanente estado de terror”, incluindo um episódio de violação.


O arguido, de 56 anos, foi condenado por um crime de violência doméstica e um crime de violação.

Segundo o tribunal, as agressões, sobretudo verbais, registaram-se na residência do casal, em Parada de Gatim, e decorreram pelo menos uma vez por semana desde 2008, ano em que o arguido regressou do estrangeiro.

O arguido injuriava a mulher, acusava-a de ter amantes e punha-a fora da cama, tendo uma vez arrancado a porta do quarto em que ela dormia.

No dia 02 de julho de 2019, o arguido beijou a mulher à força e acabou por a violar.

Nesse mesmo dia, a mulher fugiu de casa, nunca mais lá voltando.

O casal, entretanto, divorciou-se.

Para o tribunal, todos os factos foram praticados pelo arguido com o propósito concretizado de deixar a mulher “num clima de constrangimento e terror permanentes, impedindo-a de reger livremente a sua vida”.

“Tratou a sua mulher como sendo um ser inferior”, apontou o juiz presidente, destacando o elevado grau de ilicitude do arguido e o facto de ter agido “sem qualquer motivo justificativo”, mas apenas por “desconfiança e ciúme”.

Sublinhou ainda o “absoluto desprezo” que revelou pela mulher, o dolo direto e, sobretudo, a falta de arrependimento ou remorso.

A favor do arguido, o tribunal valorou o apoio familiar de que dispõe, a sua inserção profissional e a ausência de antecedentes criminais.

Para a suspensão da pena, o arguido fica obrigado a pagar 5.000 euros à vítima e a frequentar um curso de prevenção de violência doméstica.

Fica também proibido de se aproximar da ex-mulher e de usar armas.

“Os crimes que cometeu são muito graves, afetam valores essenciais”, disse ainda o juiz presidente.

Lembrou ainda que, se não fosse a violação, a vítima provavelmente ainda continuaria em casa e a ser alvo dos “comportamentos indignos” do arguido.

Anúncio

Braga

Motociclista morre após colisão em Vila Verde

Acidente

em

Foto: DR

Um homem, com 30 anos, perdeu a vida na sequência de uma colisão entre um motociclo e uma viatura ligeira, ao início da noite deste domingo, em Vila Verde.

Ao que apurou O MINHO, a vítima mortal era o condutor do motociclo que seguia em contramão quando se deu o acidente.

A colisão ocorreu numa estrada municipal na freguesia de Ponte São Vicente.

No local estiveram os Voluntários de Vila Verde com três homens e uma ambulância, a VMER, a GNR e o NICAV da GNR.

Continuar a ler

Braga

Incêndio lavra no Monte Picoto, em Braga

Incêndio

em

Foto: Liliane Machado / O MINHO

Um incêndio deflagrou junto ao miradouro do Monte Picoto, na cidade de Braga.

O alerta foi dado cerca das 20:30, segundo fonte da Autoridade Nacional da Proteção Civil.

Foto: José Vilaça

No local estiveram várias equipas dos Bombeiros Voluntários e dos Sapadores de Braga, assim como de Amares.

Pouco depois de uma hora, o incêndio foi dado como extinto.

(notícia atualizada às 22h48)

Continuar a ler

Braga

Criança mergulha e parte cabeça numa rocha no Gerês

Acidente

em

Foto: O MINHO

Uma criança de 12 anos sofreu um traumatismo craniano ao embater com a cabeça numa rocha enquanto mergulhava na praia do Alqueirão, esta tarde, na zona do Gerês.

De acordo com Jacob Alves, coordenador da Cruz Vermelha de Rio Caldo, o rapaz não conhecia a zona e mergulhou num local de pouca profundidade, acabando por sofrer uma ferida aberta de grande dimensão na zona da cabeça.

Aquela delegação da Cruz Vermelha acabou por estancar a hemorragia no local, estabilizando a vitima para o posterior transporte hospitalar.

A mesma fonte refere ainda que foi necessária a ajuda de dois batedores (motociclo) da GNR para conseguir sair do local face ao grande fluxo de trânsito que se verificou este domingo nos acessos ao Gerês.

A criança, de nacionalidade francesa, foi considerada um “ferido ligeiro”, disse a mesma fonte.

Foi transportada para o Hospital de Braga pela Cruz Vermelha de Rio Caldo.

Continuar a ler

Populares