Seguir o O MINHO

Braga

Pena suspensa e absolvição por assaltos à mão armada em Braga

em

Tribunal de Braga. Foto: O MINHO

O Tribunal de Braga aplicou pena suspensa durante cinco anos por assaltos à mão armada, parte dos quais a estudantes universitários, mas também próximo da estação ferroviária, em Maximinos e em outros pontos da cidade a um jovem de 19 anos.

Por isso o arguido, residente em Maximinos, ficou já sem a pulseira eletrónica, tendo o outro suspeito, que tem a mesma idade, residente na mesma freguesia de Braga, sido absolvido, por falta de provas, quanto a assaltos cometidos entre 26 de novembro de 2016 e 27 de fevereiro de 2017, na posse de uma pistola com a qual amedrontavam as vítimas.

Os principais roubos foram cometidos na Ruas dos Peões e Nova de Santa Cruz, ambas nas proximidades da Universidade do Minho, em Braga, mas também nas Ruas Cardoso Avelino, Comendador António Maria Santos da Cunha e Conde Dom Henrique, estas três últimas em Maximinos, onde uma das vítimas foi obrigada a levantar 400 euros da sua conta bancária, através do multibanco.

Os arguidos foram defendidos pelos advogados bracarenses Jorge Fernandes Braga e José Miguel Brito, felicitados pelos numerosos familiares dos arguidos, que se concentraram em frente ao Palácio da Justiça de Braga, em Santa Tecla.

Populares