Seguir o O MINHO

Cávado

Paulo Gonçalves: Populares destacam “humildade” de um “campeão”

Reportagem

em

Motards em fila na marginal de Esposende. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Uma humildade que só tem paralelo na sua grandeza desportiva é a imagem que o ‘motard’ Paulo Gonçalves, falecido no Rali Dakar, deixou em muitos dos populares que, esta quinta-feira, o receberam em Esposende.

“Super-humilde, nunca quis ser tratado como um rei. Respeito e humildade, é o que preservo dele. Era o nosso campeão, sem sombra de dúvida, e isso está-se a ver aqui”, disse Leandro Pereira.

Em declarações à Lusa, o também ‘motard’ destacou a “humildade, respeito e carisma” de Paulo Gonçalves, “que deixa muito mais pobre o motociclismo português”.

Motards em fila na marginal de Esposende. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Paulo Gonçalves morreu no dia 12 de janeiro, aos 40 anos, na sequência de uma queda sofrida ao quilómetro 273 da sétima de 12 etapas do Rali Dakar de todo-o-terreno, cuja 42.ª edição se disputou na Arábia Saudita.

Leandro Pereira é somente um entre as centenas de ‘motards’ que esperavam em Esposende pela chegada do carro fúnebre, que veio ‘escoltado’ do aeroporto Francisco Sá Carneiro igualmente por centenas de motos.

Centenas de motards escoltam corpo de Paulo Gonçalves do aeroporto até Esposende

“Isto é uma coisa sentida para nós, quem gosta de motas sabe o que é isto. Estamos debaixo de chuva à espera para a última homenagem ao Paulo”, concluiu.

O cortejo fúnebre de Paulo Gonçalves chegou a Esposende por volta do meio-dia.

“Viemos homenagear este conterrâneo. É isso que nos traz cá. Sentimos muito a sua perda. Ele contribuiu bastante e era muito amigo do pessoal da zona de Esposende. É uma grande perda”, lamentou Francisco Ferreira.

Motards em fila na marginal de Esposende. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

O ‘motard’ destacou o “sentimento de grande perda de uma pessoa muito querida e que era conhecida a nível nacional e internacional”.

O sexagenário casal Fernando e Laura Calheiros nada sabe de motos, mas juntou-se à homenagem movido “pela curiosidade” do que tem ouvido sobre “um grande homem”.

“Já o vi no campo de futebol das Marinhas [Esposende]. Sei que é um grande campeão”, resumiu Fernando.

A esposa Laura assume que “não o conhecia pessoalmente, mas da televisão”, na qual “ouvia falar muito dele”.

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

“Sei que era bom rapaz. É muito triste. Um rapaz novo, 40 anos, da idade do meu filho. Uma perda para todos e principalmente para a família. Deixa duas crianças pequenas. É uma dor para os pais. Dizem que era boa pessoa, uma perda muito grande”, lamentou.

Depois de um minuto de silêncio na praça do município, em Esposende, o cortejo fúnebre seguiu para a freguesia de Gemeses, em cuja igreja vai decorrer o velório, a partir das 16:30: o corpo não está ainda no edifício, pois está a ser preparado, em momento mais resguardado para a família.

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Igreja de Gemeses. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Desde o Porto, o cortejo fúnebre foi acompanhado por centenas de ‘motards’, aos quais se juntaram muitos mais à entrada da cidade de Esposende, acompanhando-o depois até Gemeses, com muitos populares a seguirem o momento, aplaudindo à face da estrada.

Anúncio

Barcelos

Morreu primeira vítima de covid-19 em Barcelos

Covid-19

em

Foto: DR / Arquivo

Barcelos registou hoje a primeira vítima mortal de covid-19.

Trata-se de um idoso, entre os 75 e os 80 anos, da freguesia de Macieira de Rates, que estava internado no Hospital de Barcelos, confirmou a O MINHO o presidente daquela junta de freguesia, José Padrão.

A vítima mortal já sofria de problema respiratórios, sendo, portanto, doente de risco. A sua situação complicara-se nos últimos dois dias.

Segundo os dados do boletim epidiomiológico da Direção-Geral de Saúde deste sábado, no concelho de Barcelos existem 83 casos confirmados de infeção. Em todo o Minho estão confirmados 876 casos covid positivo.

Detetado em dezembro de 2019, na China, o novo coronavírus já infetou mais de um milhão de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 59 mil.

Dos casos de infeção, mais de 211 mil são considerados curados.

Continuar a ler

Barcelos

Vigiado por pulseira eletrónica é detido enquanto furtava num talho em Barcelos

Crime

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

Um homem de 38 anos foi detido por militares do Núcleo de Investigação de Barcelos da GNR, na madrugada de sexta-feira, quando furtava um talho no concelho de Barcelos, anunciou aquela força.

Segundo o comando territorial de Braga, a ação foi efetuada no decurso de uma investigação relacionada com furtos em estabelecimentos comerciais, e permitiu deter o supeito em flagrante delito no interior do talho na posse de material furtado.

Foi-lhe apreendida uma balança, uma motosserra, uma embalagem com seis lâmpadas led e a viatura utilizada para consumar o delito.

“O detido está indiciado pela prática de três furtos em estabelecimentos comerciais, dois em veículos, dois em estaleiros e um numa residência”, refere a GNR.

“Tem também antecedentes por tráfico de estupefacientes e violência doméstica, encontrando-se sob vigilância através de pulseira eletrónica”, acrescenta.

Foi também constituído arguido um homem, de 26 anos, cúmplice do detido em furtos, tendo-lhe sido apreendido material furtado num estaleiro, no decorrer de uma busca domiciliária.

Continuar a ler

Barcelos

Utentes de lar em Barcelos regressam ao espaço

Covid-19

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Os 22 utentes do Centro de Apoio e Solidariedade da Pousa (CASP) infetados com covid-19 estavam a regressar ao lar durante a tarde de hoje, adiantou o presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, em videoconferência de imprensa.

Recorda-se que cinco dos infetados, os primeiros casos detetados, tinham sido transferidos para o Hospital de Barcelos e os restantes para o Seminário da Silva, no mesmo concelho.

A operação começou ao início da tarde e, segundo o autarca, é morosa, porque a transferência está a ser feita “doente a doente”, de acordo com o estipulado pelas autoridades de saúde.

Ainda segundo Miguel Costa Gomes, em primeiro lugar foram levados os idosos não infetados – 3 – que ficarão numa “ala completamente separada”.

Continuar a ler

Populares