Seguir o O MINHO

Futebol

Paulinho e Pedro Neto foram chamados porque têm qualidade, diz Fernando Santos

Seleção Nacional

em

Foto: DR

O selecionador Fernando Santos disse hoje que a convocatória dos futebolistas Paulinho e Pedro Neto para a dupla jornada decisiva de Portugal na Liga das Nações A, com França e Croácia, deve-se à “qualidade e as características diferentes”.

O ponta de lança do SC Braga e o avançado do Wolverhampton, de Inglaterra, foram chamados pela primeira vez à seleção nacional AA e podem ser opção também no encontro particular com Andorra, que antecede os desafios do grupo 3.

“Podemos aproveitar para ir observando jogadores que fazem parte de um lote muito alargado que, a qualquer momento, podem ser chamados. Quer o Paulinho, quer o Pedro Neto, quer outros jogadores que fazem parte de um lote de 40 ou 50 jogadores, que acho que tem nível para estar na seleção”, começou por dizer Fernando Santos, em conferência de imprensa.

Para Fernando Santos, o “critério passa pela qualidade” e assegura que “ninguém é chamado sem ter a confiança do selecionador”.

“Uma vez vem uns, outras vezes vem outros. Estamos a falar de um lote de 50, deixo 25 de fora. Tenho confiança em todos. Depois, escolhemos em função das características”, justificou.

A ausência dos convocados do lesionado Pepe, que na quinta-feira renovou com o FC Porto até 2023, mereceu uma palavra do técnico.

“Obviamente que vai continuar a fazer parte do lote. Fico muito satisfeito por ele. Os meus parabéns [pela renovação], porque acho que merece pela enorme qualidade que tem, entrega, vontade, a forma como o faz. É um exemplo para os mais novos a nível do treino e na forma de estar”, declarou.

Ainda sobre individualidades, o grande momento que Diogo Jota atravessa nos ingleses do Liverpool, com sete golos em 10 jogos, não deixa Fernando Santos surpreendido.

“Surpreendeu-me quando estava no Paços de Ferreira. Já foi convocado [para a seleção] em março de 2019, há muito tempo que está connosco. Ele já estava muito bem no Wolverhampton, depois salta para o Liverpool. [O Diogo] tem as características que eu acho que encaixam muito bem na equipa nacional”, explicou.

Por fim, foi questionado sobre a utilização de Danilo a defesa central no Paris Saint-Germain, posição que Fernando Santos não considera ser a melhor para o médio defensivo.

“O treinador do PSG [Thomas Tuchel] tem a opinião dele e eu a minha. Para mim, ele é médio e é a minha opinião. É essencialmente médio, vai continuar a ser médio na seleção nacional”, garantiu.

A equipas das ‘quinas’ tem agendado um particular com Andorra, em 11 de novembro, no Estádio da Luz, antes de receber os franceses no mesmo reduto, três dias depois, e de visitar os croatas, no dia 17, naqueles que serão os dois últimos encontros na fase de grupos da Liga das Nações.

Com duas jornadas para disputar, Portugal, que é o detentor do troféu, lidera o grupo 3 da Liga das Nações A, com 10 pontos, os mesmos da França, enquanto Croácia, com três, e Suécia, ainda sem pontuar, já não têm qualquer hipótese de seguir em frente.

Populares