Seguir o O MINHO

Braga

Paula Remoaldo preside Instituto de Ciências Sociais da UMinho

Toma posse na terça-feira

em

Foto: Divulgação / UMinho

A professora catedrática Paula Remoaldo toma posse esta terça-feira, dia 24, como presidente do Instituto de Ciências Sociais (ICS) da Universidade do Minho. A cerimónia tem início pelas 10:00, na sala de atos do ICS, no campus de Gualtar, em Braga. Paula Remoaldo vai substituir Helena Machado no cargo e, no mandato até 2025, tem como vice-presidentes as professoras Alexandra Esteves, Maria José Caldeira e Ana Melo. A sessão solene conta com o reitor Rui Vieira de Castro e está aberta à comunidade.

Paula Remoaldo nasceu no Porto e vive em Braga. É doutorada em Geografia Humana pela UMinho, onde é professora do Departamento de Geografia do ICS e investigadora do Laboratório de Paisagens, Património e Território (Lab2PT), tendo sido já diretora de ambos. Possui 308 publicações, incluindo 20 livros e 72 capítulos de livros. Proferiu 284 comunicações em congressos em 18 países, co-organizou 119 eventos científicos e orientou 71 estudantes de mestrado, doutoramento e pós-doutoramento, assim como bolseiros. Está ou esteve ligada à comissão editorial/científica de 16 revistas, a 13 prémios e a diversas comissões de avaliação. Tem realizado investigação nas áreas do turismo cultural e criativo, do desenvolvimento regional e local e da geografia da saúde.

O ICS nasceu há 45 anos e é uma das maiores unidades de ensino e investigação da UMinho, tendo valências nos campi de Gualtar (Braga) e de Azurém (Guimarães). Integra 83 docentes, 24 investigadores, 17 funcionários e 1607 estudantes, distribuídos por seis licenciaturas, nove mestrados e seis programas doutorais. Está organizado em quatro departamentos – Ciências da Comunicação, Geografia, História, Sociologia –, além de quatro centros de investigação: o Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS); o Lab2PT, em parceria com a Escola de Arquitetura, Arte e Design da UMinho; e os polos do Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais (CICS-UMinho) e do Centro em Rede de Investigação em Antropologia (CRIA-UMinho).

Populares