Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Pastelaria de Viana deu 108 mil euros na raspadinha: “Fiquei bastante feliz”

Sorte

em

Foto: Cedida a O MINHO

108 mil euros. 1.500 euros todos os meses durante seis anos. Foi este o prémio obtido por um senhor numa raspadinha comprada na Pastelaria Londrina, no Largo de São Domingos em Viana do Castelo.

A proprietária, Joaquina Barreiro Dias, manifestou a O MINHO a sua satisfação pela entrega deste prémio.

“Fiquei bastante feliz”.

E se o movimento da Londrina aumentou durante o dia de hoje, a verdade é que o estabelecimento vai dando prémios com alguma frequência.

“Ainda no Natal demos 20 mil euros a um cliente”, recorda Joaquina Dias.

A O MINHO, manifestou o seu sonho secreto: “a minha maior felicidade era entregar o primeiro prémio do Euromilhões”.

Anúncio

Viana do Castelo

Ator Luís Vicente no Sá de Miranda em Viana do Castelo

Espectáculo marcado para as 21:30

em

Foto: Divulgação

O ator Luís Vicente participa no espetáculo de teatro Improvável, hoje, na Sala Principal do Teatro Municipal Sá de Miranda, em Viana do Castelo, às 21:30. Os bilhetes estão disponíveis e custam entre 04 e 10 euros.

Trata-se na obra do reencontro improvável entre dois homens que antes se haviam cruzado em dado momento e circunstância das suas vidas em papéis opostos. Eram então ambos jovens. Conheceram-se na tristemente célebre Rua António Maria Cardoso, na sede da PIDE/DGS. Um era prisioneiro político e o outro o seu algoz. Um foi torturado, o outro foi o seu torturador.

A Companhia de Teatro do Algarve, responsável pelo espetáculo, integra o Circuito Ibérico de Artes Cénicas, assim como o Teatro do Noroeste – CDV, que promove mais este Acolhimento do Noroeste. Este espetáculo tem a particularidade de tratar um texto original da autoria de José Martins, encenador fundador do Teatro do Noroeste – CDV e seu diretor artístico entre 1991 e 2003.

Para Ricardo Simões, atual diretor artístico da companhia vianense “é mais um motivo de interesse da peça, que conta com dois excelentes atores, o Pedro Monteiro e o Luís Vicente, que também encenou o espetáculo e que é uma referência nacional, para além de diretor artístico da Companhia de Teatro do Algarve. Quem não se lembra dele, por exemplo, na série “Duarte e Companhia?”.

No final haverá uma conversa entre os atores e o público, o habitual Digestivo – Conversas Pós-Espetáculo.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Jogos sem Fronteiras de regresso à televisão – Ainda se lembra de quando foram em Viana?

Nesta nova série, organizada por um canal francês, ainda não se sabe se Portugal irá participar

em

Foto: DR / Arquivo

Os Jogos sem Fronteiras, concurso que se realizou entre 1965 e 1999, vai voltar à televisão. A notícia foi avançada, esta semana, pela imprensa em França.

Vídeo: Jogos sem Fronteiras (1988) –  Viana do Castelo

O popular concurso regressa, 20 anos depois, pela mão do canal francês France 2.

Até ao momento ainda não são conhecidos os países que irão participar.

Em Portugal, a primeira edição dos Jogos sem Fronteiras teve lugar em 1979.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Empresa de Viana transformou uma ‘monótona’ sanita num produto altamente inovador

Startup já tem acordos para exportar para diversos países

em

Foto: Divulgação

Uma empresa de Viana do Castelo acaba de criar inovação transformando a actual monótona sanita, num elemento mais ecológico, mais moderno e inovador.

A ‘Ablute’ é uma startup que tem como promotores Carla Dias e Nuno Marujo e criaram “uma ideia revolucionária que supera a oferta dos maiores concorrentes mundiais graças a diversos fatores patenteados”.

A primeira inovação começa logo pelo desenho do sanitário, patenteado, que permite que as sanitas fiquem totalmente embutidas na parede, quando não estão em uso, libertando completamente o chão do quarto de banho.

“A bacia roda entre a abertura e encerramento e acopla, quando fechada, num dispositivo que a lava integralmente. A descarga gravitacional é substituída por injeção de água pressurizada quente, reduzindo a quantidade utilizada para um décimo das mais eficientes. Outra vantagem para o ambiente é a dispensa de produtos de limpeza, muitas vezes nocivos”, acrescentam ainda os promotores, realçando a mais-valia deste produto.

Ora todas as ‘inovações’ da sanita da ‘Ablute’ estão patenteadas, “ultrapassando a mais avançada tecnologia a nível mundial, tornando o produto mais completo, dotado de inteligência artificial, mas discreto para o utilizador e aumentado o conforto e dispensando o aparato de botões”.

Potenciais interessados

O produto já conquistou algumas das maiores empresas mundiais do género e o diálogo para futuras parcerias já é uma realidade. “O caminho da empresa passa pela agregação de parceiros, conforme vai amadurecendo, nomeadamente nas formas de financiamento”.

Os mercados do Japão, Alemanha, Espanha e EUA são líderes nesta área e faturam mais de 2 mil milhões de euros com as designadas smart-toilets.

“Um mercado em forte crescimento, à medida que países periféricos, como Portugal, adaptam práticas de higiene mais eficazes e de sustentabilidade ambiental”.

Empresa

A ‘Ablute’ está sediada em Viana do Castelo e é liderada por Carla Dias e Nuno Marujo. Apesar de jovem, já tem acordos para exportar para diversos países e prevê aumentar o número de funcionários para as duas dezenas.

“A maior parte são quadros altamente qualificados integrados nos nossos projetos de Investigação e Desenvolvimento que, esperemos, irão trazer novidades no futuro”.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares