Seguir o O MINHO

Barcelos

Pároco de Barcelos que morreu com covid-19 é sepultado amanhã em Famalicão

Óbito

em

Foto: DR

Carlos Mário Ferreira Gomes, pároco de quatro freguesias do concelho de Barcelos que morreu, aos 48 anos, ontem à noite, devido a complicações causadas pela covid-19, vai a sepultar este sábado, em Famalicão, informou a Arquidiocese de Braga.

A missa exequial será celebrada amanhã, às 15h00, em Roriz, Barcelos. Irá depois a sepultar em S. Tiago de Antas, Famalicão.

As cerimónias vão decorrer de acordo com as restrições impostas pela DGS.

Nascido a 6 de Abril de 1972 em S. Tiago de Antas, Famalicão, foi ordenado sacerdote a 19 de Julho de 1997.

Após a sua ordenação foi nomeado Vigário Paroquial de Vizela (São Paio) e Tagilde (Divino Salvador, ambas no Arciprestado de Guimarães e Vizela.

De 1997 a 2011 foi Administrador Paroquial de Argivai (São Miguel) e Touguinhó (Divino Salvador), no Arciprestado de Vila do Conde/Póvoa de Varzim.

Em 2011 foi nomeado pároco de Campo (Divino Salvador), Roriz (São Miguel), Tamel (São Pedro Fins) e Couto (São Tiago), em Barcelos, onde exercia o seu ministério quando faleceu.

Como O MINHO noticiou, o padre Mário Ferreira Gomes morreu depois de ter sido hospitalizado na sequência de um desmaio e lhe ter sido diagnosticado covid-19.

Padre de Barcelos morre aos 48 anos com covid-19

Ao que apurou O MINHO, o pároco sofria de várias comorbidades que foram agravadas com a infeção pelo novo coronavírus, acabando por falecer ao início da noite de quinta-feira, no Hospital de Braga.

O pároco de Campo, Couto, Roriz e Tamel S. Pedro Fins, apresentava já alguns sintomas de constipação no domingo à noite, mas só na segunda, quando estava prestes a perder os sentidos, ligou aos serviços de emergência.

Os Bombeiros de Barcelos encontraram a vítima inconsciente no apartamento onde residia, transportando-o de urgência para o Hospital de Barcelos.

No próprio dia, acabou por ser transferido para Braga em “estado crítico”, para a unidade de cuidados intensivos para doentes covid.

Acabou por sofrer paragem cardiorrespiratória após falência de vários órgãos provocada pelo SARS CoV-2.

Populares