Seguir o O MINHO

Alto Minho

Paredes de Coura com primeiro Plano de Paisagem

em

O primeiro Plano de Paisagem do país, de Paredes de Coura, vai estar concluído até ao final do ano e permitir “a valorização do património natural, cultural e urbano”, disse o autarca local.


Segundo adiantou o presidente da Câmara Municipal, Vítor Paulo Pereira, o documento, cuja elaboração foi iniciada este ano “incide sobre as características de paisagem de seis freguesias” do concelho.

O autarca adiantou que “vai ser essencial para, no presente quadro comunitário, serem encontrados financiamentos para melhorar a vida das pessoas sem nunca descaraterizarmos o território”.

“A nossa paisagem é uma riqueza que não podemos perder. Por isso, achamos que deveríamos avançar e ser os primeiros em Portugal a tratar a paisagem como ela tem de ser vista”, sustentou.

Por se tratar do primeiro Plano de Paisagem do país em curso, o concelho “foi escolhido para representar Portugal”, no domingo, no fórum ‘Southwest Landscape’ a decorrer entre os dias 11 e 13 de outubro no Museu de Serralves, no Porto.

“Terras de Coura – Desenvolvimentos de um Projeto-piloto em curso” é o tema da comunicação que o concelho irá apresentar no primeiro de três dias do fórum Internacional sobre a ‘Paisagem do Sudoeste Europeu’, organizado pela Civilscape e Evolving Landscape.

Aquele projeto “tem como objetivos a valorização do património natural, cultural e urbano, bem como definir medidas orientadoras para a gestão da paisagem que preservem o seu carácter e identidade, reforçando a componente da paisagem cultural nas aldeias e lugares incluídos em Rede Natura e na Paisagem protegida”.

Para o autarca de Paredes de Coura, “a paisagem preservada, não quer dizer imaculada, será inevitavelmente uma riqueza para o concelho e país, porque nenhum projeto de desenvolvimento ou turístico pode ser feito sem esta”, reforçou.

A elaboração do Plano de Paisagem de Paredes de Coura conta com a parceira da Valminho Florestal – a única Organização Não Governamental (ONG) portuguesa que integra a Civilscape, o Centro de Estudos Arnaldo Araújo da Escola Superior Artística do Porto (ESAP) e uma empresa do setor turístico, Leiras do Carvalhal.

O fórum internacional realiza-se pela primeira vez em Portugal, que, em fevereiro de 2005 assinou a Convenção Europeia da Paisagem, na qual foram assumidas as suas importantes funções “de interesse público, nos campos cultural, ecológico, ambiental e social”, sendo considerado um “recurso favorável à atividade económica, cuja proteção, gestão e ordenamento adequados podem contribuir para a criação de emprego”.

O encontro vai reunir diversos especialistas e decisores, entre membros do Conselho da Europa, ONG, universidades e entidades públicas e privadas, que apresentarão projetos, resultados e estratégias sobre aquela convenção que se encontra implementada em Portugal, Espanha, Andorra e França.

Anúncio

Alto Minho

Monção investe quase 700 mil euros em estrada municipal que serve 5 freguesias

Investimento público

em

Foto: DR

A Câmara de Monção está a investir quase 700 mil euros na beneficiação de mais de oito quilómetros da Estrada Municipal (EM) 503 que atravessa cinco freguesias do Vale do Mouro, informou hoje a autarquia.

Em comunicado enviado às redações, a câmara do distrito de Viana do Castelo, presidida pelo social-democrata António Barbosa, adiantou que a intervenção está integrada “num conjunto de investimentos na rede viária, distribuídos pelo concelho, cujo valor global é de 1,3 milhões de euros, para aplicar em sete empreitadas, das quais cinco já estão em curso”.

A EM 503 é “uma das vias com maior tráfego automóvel no concelho e atravessa as freguesias de Ceivães, Segude, Podame, Tangil e Riba de Mouro”, com mais de quatro mil habitantes.

Prevista no plano plurianual de investimentos do município de Monção, a empreitada, adjudicada pelo valor global de 667.394,44 euros, inclui a “remodelação e beneficiação do pavimento, drenagem em toda a extensão da via, construção de valetas e bermas em betão, e limpeza de aquedutos existentes”.

“Devido à circulação intensa e à drenagem deficiente, a estrada encontra-se com o pavimento muito degradado em determinados troços, com irregularidades acentuadas e assentamentos, sendo necessário intervir antes da colocação da camada final de tapete betuminoso”, especifica a autarquia.

Segundo o município, “a valorização deste percurso do Vale do Mouro poderá resultar na concretização de novos empreendimentos ou em alguns proveitos na vertente turística, uma vez que esta zona oferece condições naturais excecionais, com lugares propícios ao lazer”.

Continuar a ler

Alto Minho

Cerveira apresenta segunda revisão do PDM pelas freguesias

PDM

em

Foto: DR

A Câmara de Vila Nova de Cerveira informou hoje que a equipa técnica responsável pela segunda revisão do Plano Diretor Municipal (PDM) vai percorrer, nos próximos dias, todas as freguesias do concelho para apresentar o documento.

As sessões, adianta o comunicado da autarquia do distrito de Viana do Castelo, servirão ainda para “auscultar expetativas e esclarecer dúvidas quer da parte dos autarcas locais, quer da própria população”.

As 11 reuniões descentralizadas vão procurar abordar os objetivos e o enquadramento da revisão em causa, e decorrerão nos salões das juntas de freguesia. A primeira sessão está marcada para dia 13 de julho, em Sapardos, e as duas últimas ocorrerão dia 20, em Cornes e Covas.

A segunda revisão do PDM de Vila Nova de Cerveira “assenta numa estratégia de desenvolvimento local, que identifica como principais objetivos a promoção das atividades económicas, de acolhimento empresarial, o reforço das políticas de habitação municipal, privilegiando a reabilitação do edificado devoluto”.

Continuar a ler

Alto Minho

Caminha já esterilizou cerca de 250 animais de companhia

Animais

em

Foto: Ilustrativa / DR

A Câmara de Caminha informou hoje que as duas campanhas lançadas pelo município permitiram esterilizar cerca de duas centenas e meia de animais de companhia, entre cães e gatos.

Segundo aquele município uma das campanhas “é desenvolvida em colaboração com a Associação Selva dos Animais Domésticos e a outra, que apoia agregados financeiramente carenciados, é operacionalizada diretamente pelo município”.

Relativamente à campanha CED (captura, esterilização e devolução), realizada em conjunto com a Associação Selva dos Animais Domésticos, visa essencialmente os gatos silvestres e as colónias. No âmbito da CED contabilizam-se 159 fêmeas esterilizadas e mais 64 machos, também esterilizados.

Em relação ao Regime Especial de Esterilização de Animais de Companhia, foi já possível esterilizar 25 animais, sendo cinco canídeos e 20 felídeos.

Continuar a ler

Populares