Seguir o O MINHO

Região

Parece neve mas não é. Montanhas entre Minho e Trás-os-Montes com aspeto místico

Meteorologia

em

Foto: Meteo Trás os Montes - Portugal

Algumas das grandes cadeias montanhosas que dividem Minho e Trás-os-Montes apresentavam no sábado o efeito meteorológico da elevação orográfica, quando o ar húmido se transforma em nuvens que evaporam antes de chegar ao cume.

A página de Facebook dedicada a meteorología Meteo Trás os Montes – Portugal publicou algumas fotografias que mostram serras de Alvão e do Marão envoltas por uma espécie de bruma que mais parece neve quando vista de longe.

“De uma forma muito simples, o ar carregado de humidade vindo do Atlântico encontra a grande barreira montanhosa que separa Trás-os-Montes do Douro Litoral e Minho e é obrigado a subir, arrefece e condensa (forma nuvens/nevoeiro), chegado ao topo acontece o inverso, desce, aquece e as nuvens desaparecem, parece uma cascata que nunca chega ao fundo dos vales”, explica aquela publicação.

Foto: Meteo Trás os Montes – Portugal

Foto: Meteo Trás os Montes – Portugal

Foto: Meteo Trás os Montes – Portugal

Foto: Meteo Trás os Montes – Portugal

Foto: Meteo Trás os Montes – Portugal

Trata-se do efeito de elevação orográfico, quando uma massa de ar é forçada a partir de uma baixa elevação para uma altitude mais elevada. Conforme explica a Wikipédia, na medida em que a massa de ar ganha altitude, ela esfria adiabaticamente, o que pode elevar a humidade relativa a 100% e criar nuvens e, sob certas condições, a precipitação.

Populares