Seguir o O MINHO

Braga

Parceria entre UMinho e Bosch já rendeu 70 patentes, 750 empregos e um investimento de 165 milhões

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

A Universidade do Minho e a Bosch apresentaram hoje, no Altice Forum Braga, os resultados dos oito anos de parceria de inovação. Desde 2013, já rendeu um total de 70 patentes nos domínios da mobilidade do futuro e transformação da indústria.

Para já, a parceria teve o contributo de 750 pessoas por parte da UMinho, dentre os quais estão alunos, doutorandos, investigadores, engenheiros e professores, para além dos colaboradores da Bosch alocados a estes projetos de inovação.

Apenas a última fase do projeto de inovação teve um investimento superior aos 90 milhões de euros. Valor que chega nos 165 milhões se for contar desde 2013, quando iniciou-se a parceria.

“Raramente podemos participar de uma sessão em que no lugar de vermos anúncios, vemos os resultados. Estive aqui em 2016 a ver a renovação desta parceria, tenho acompanhado, já visitei esta fábrica com a senhora Merkel, é muito gratificante verificar o que foi alcançado. As minhas palavras são de parabéns à Bosch, à Universidade do Minho, mas também a todo o ecossistema que participou neste desenvolvimento”, disse o primeiro-ministro António Costa, que esteve presente no Altice Forum Braga acompanhado do ministro da Economia, Pedro Siza Vieira.

António Costa. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Pedro siza Vieira. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

António Costa e Carlos Ribas. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

“Hoje é um dia de darmos os parabéns à Bosch e à Universidade do Minho. Transformou a universidade e a Bosch, criou um ecossistema que acrescentou valor à nossa economia, à região, e criou mais e melhor emprego, aproveitando recursos humanos muito qualificados”, disse o ministro.

O evento “Next – Driving Tomorrow”, marcou o encerramento da terceira fase do projeto. A parceria entre indústria e academia conta com o apoio financeiro do Governo Português e tem contribuído para a criação de conhecimento tecnológico crítico e o aumento da competitividade de Portugal no mercado mundial.

“Os resultados que hoje aqui apresentamos reforçam o valor estratégico que esta parceria teve, tem e queremos que continue a ter no futuro, não apenas ao nível da inovação, mas também da criação de emprego científico e qualificado. Desta parceria e das sinergias criadas entre a Bosch e a Universidade do Minho resultam soluções tecnológicas inovadoras que estão a redefinir a mobilidade e os veículos do futuro”, afirma Carlos Ribas, representante da Bosch em Portugal e administrador técnico da Bosch em Braga.

Rui Vieira de Castro. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Carlos Ribas. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

António Costa e Ricardo Rio. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Carlos Ribas e António Costa. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

António costa. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

António Costa. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Segundo Ribas, esta parceria também já mostra resultado. Cerca de 30% da faturação da fábrica de Braga passa por produtos desenvolvidos nesta parceria.

“O foco deta parceria é produzir conhecimento e inovação aplicável a produtos que pretendemos lançar no mercado. Outro aspeto fundamental é o talento, na inovação, no capital humano”, explica.

Costa diz, em Braga, que a economia nacional tem “todos os ingredientes” para crescer

O Reitor da UMinho, Rui Vieira de Castro, refere que “estes resultados vêm demonstrar a justeza da visão de todos aqueles que, no Governo de Portugal, na Bosch e na Universidade do Minho, apostaram nesta parceria, proporcionando os meios necessários ao seu desenvolvimento, e também a qualidade das pessoas e das estruturas que lhe vêm dando corpo, em múltiplos projetos e iniciativas”. O responsável pela instituição de ensino sublinha que os mesmos “mostram que a colaboração entre a Universidade e a Indústria tem todas as condições para ser, também em Portugal, um fator decisivo de modernidade e de progresso”.

Também estiveram presentes no evento o Secretário de Estado Adjunto e da Economia, João Neves, o Secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, os presidentes das Câmaras de Braga, Ricardo Rio, e Guimarães, Domingos Bragança.

EM FOCO

Populares