Seguir o O MINHO

Futebol

Paços de Ferreira quer superar “meta emocional” dos 30 pontos em Barcelos

I Liga

em

Foto: DR

O treinador do Paços de Ferreira disse hoje que “a equipa está bem e preparada” para o “difícil” jogo com o Gil Vicente, da 16.ª jornada da I Liga de futebol, visando a “meta emocional” dos 30 pontos.

Pepa relativizou, em conferência de imprensa, os números já conseguidos pela equipa, nesta altura superior em pontos (três), golos marcados (cinco) e vitórias (duas) ao registo de 2012/13, quando o Paços, treinado por Paulo Fonseca, alcançou um inédito terceiro lugar, e focou-se no jogo de terça-feira, preparado numa semana, para variar, ‘limpa’ e que serviu para “encher o balão” para o ciclo de jogos que se avizinha.

“O Gil [Vicente] está numa sequência agora negativa, mas é uma equipa muito organizada. A grande estrutura manteve-se [da época passada], tem bons jogadores, bons reforços, um deles o nosso Pedrinho”, começou por dizer Pepa.

O técnico pacense falou mesmo numa “equipa com qualidade individual e muito forte no jogo exterior”, reconhecendo que “[este ano] não tem uma referência muito forte fisicamente na frente”, mas, em contrapartida, “tem jogadores com muita qualidade técnica para ligar o jogo e sair desde trás”.

“Sentimo-nos bem e preparados para mais um jogo terrível contra uma boa equipa. Temos de perceber o jogo e saber o que fazer no contexto de cada momento, encontrando os melhores caminhos para fazer golo e evitar que o façam a nós”, sublinhou.

Neste ‘jogo do rato e do gato’, Pepa quer sair vitorioso e queimar a meta dos 30 pontos, sem excessos de confiança, até porque, como fez questão de frisar, trata-se de um “campeonato muito equilibrado e competitivo”.

“Não pensamos no que está para trás, temos de pensar no que vem à frente a curto prazo, mas não podemos olhar para muito longe, temos que navegar com a terra à vista, com os pés no chão. Mas queremos o quanto antes entrar na casa dos 30, porque esta é uma daquelas metas emocionais”, afirmou.

O técnico, que diz estar “mais do que satisfeito” com o plantel às suas ordens, não querendo antecipar cenários até ao fecho do ‘mercado de inverno’, às 23:59 de hoje, aproveitou ainda para saudar a conquista de Abel Ferreira, vencedor da Taça Libertadores pelos brasileiros do Palmeiras.

Pepa deu também os parabéns ao técnico Bruno Pinheiro, do Estoril Praia, considerando que o atual líder da II Liga é “uma equipa muito arrumada, que dá gosto de ver jogar”.

O Paços de Ferreira, sexto classificado, com 28 pontos, defronta o Gil Vicente, no 17.º e penúltimo lugar, em zona de descida, com 13, no estádio Cidade de Barcelos, na terça-feira, às 20:15, em jogo que terá arbitragem de Fábio Melo, da associação do Porto.

Populares