Seguir o O MINHO

Futebol

“Os piores 45 minutos do campeonato”

Vitória perdeu em Tondela

em

Foto: DR / Arquivo

Declarações após o jogo Tondela-Vitória SC (1-0), da 21.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado este sábado em Tondela:

Luís Castro (treinador do Vitória): “Foi o pior período da época, a segunda parte, os nossos piores 45 minutos ao longo da época foram estes.

A equipa vinha muito determinada em conquistar a vitória, mas entrou muito mal no jogo e fez um início de jogo mau durante 15 minutos. A partir daí, conseguiu voltar ao jogo de forma forte, teve o controlo do jogo.

Fomos para uma segunda parte em que tudo foi feito ao contrário daquilo que tínhamos pensado, ainda mudámos ao 4-4-2, mas, quando entrámos num 4-4-2, esse período foi o melhor do Tondela.

A equipa sempre partida e o Tondela sempre a criar situação em cima de situação de ataque rápido, a equipa desequilibrou-se com o 4-4-2. O Tondela, com um jogo muito direto, conseguiu tirar-nos do jogo e da pressão.

Foram, realmente, os nossos piores 45 minutos do campeonato.

Muitas vezes procuramos dizer que não conseguimos as coisas porque não fomos eficazes, mas o Tondela também teve mérito nisso, foi uma equipa que assentou sempre o jogo em transações muito rápidas e isso criou-nos sempre muitos problemas.

Os nossos objetivos estão tão perto como já estiveram noutras alturas e, se calhar, até mais perto do que noutras alturas, já estivemos muito distantes do quinto lugar no início da época e conseguimos aproximarmo-nos. Até já estivemos lá instalados e vamos continuar com determinação e com vontade de conseguir.”

Pepa (treinador do Tondela): “Não me surpreendem as palavras de Luís Castro, posso é reforçar mais coisas, independentemente do mérito do Vitória, eu coloco aqui muito mérito na equipa do Tondela, melhorámos.

A chave do jogo, sinceramente, foi o posicionamento e o comportamento dos nossos alas, num processo defensivo, estávamos com os alas muito subidos e a ficar com inferioridade numérica nos corredores na primeira parte.

Melhorámos por completo na segunda parte, foi corrigido, interpretaram bem aquilo que tinha de ser feito, a pressão foi completamente diferente, arrisco-me a dizer até que não houve nenhuma oportunidade do Vitória [de Guimarães] na segunda parte, por muito mérito do nosso posicionamento e comportamento defensivo.

Estivemos bem, estivemos agressivos, procuramos jogo exterior, procuramos ser muito objetivos, tivemos várias oportunidades de jogo, foi uma boa vitória, para não dizer uma grande vitória e preparar já o próximo, porque isto é uma maratona terrível.

Todas as vitórias são importantes e fundamentais, mas não olhamos para o calendário e não colocamos uma cruz ou um visto, do estilo ali vai ser difícil pontuar ou quase impossível e aqui está garantido. Nós não fazemos isso.”

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Futebol

Presidente do Benfica elogia SC Braga mas espera ganhar

“Respeitamos o Sporting de Braga, que tem feito um percurso fantástico nos últimos anos, de afirmação. O Benfica só tem de ir para lá com as suas armas e lutar pela vitória”, diz Luís Filipe Vieira

em

Foto: DR / Arquivo

O presidente do Benfica disse hoje que “não há espaço para perder a corrida” do título e que o encontro com o SC Braga, da 31.ª jornada da I Liga de futebol, é encarado “como uma final”.

“O próximo jogo vai ser sempre o mais difícil. À medida que termina a época, não há espaço para perder a corrida. Vamos enfrentar este jogo como uma final”, assegurou Luís Filipe Vieira.

O líder das ‘águias’ elogiou o próximo adversário do Benfica, mas espera que o clube da Luz saia de Braga, no domingo, com a vitória.

“Respeitamos o Sporting de Braga, que tem feito um percurso fantástico nos últimos anos, de afirmação. O Benfica só tem de ir para lá com as suas armas e lutar pela vitória”, disse.

A arbitragem foi também tópico de conversa, mas Luís Filipe Vieira recusou-se a falar do tema e espera que as três equipas estejam “à altura do desafio”.

“Se qualquer jogador do Benfica ou do Sporting de Braga tem um jogo difícil pela frente, logicamente que o árbitro também o terá. Vamos pensar que as três equipas vão estar à altura do desafio e que, no final, a melhor equipa seja a do Benfica”, expressou.

O Benfica, líder do campeonato, com 75 pontos, os mesmos do FC Porto, mas com vantagem na diferença de golos e no confronto direto, desloca-se no domingo a casa do SC Braga, quarto classificado, com 64 pontos, em jogo da 31.ª jornada da I Liga.

Continuar a ler

Futebol

Liga admite “possibilidade” de jogos às 12:45 em 2019/20

I Liga

em

Liga NOS. Foto: Divulgação / LPFP

A diretora executiva da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Sónia Carneiro, admitiu hoje a possibilidade de, na próxima época, alguns jogos da I Liga se realizarem às 12:45.

“Hoje de manhã, numa reunião dos clubes, voltou a discutir-se a possibilidade de voltarem a existir jogos, não ao meio-dia, mas sim às 12:45”, revelou a diretora da LPFP.

Sónia Carneiro considerou que “tal pode ser interessante”, acreditando que os novos horários poderão ser implementados “se houver vontade dos clubes e do operador para que tal acontença”.

“Há duas épocas realizaram-se dois jogos de manhã, um Boavista-FC Porto e um Belenenses-Sporting, que foram um sucesso, mas no ano passado os clubes fecharam essa possibilidade. Acredito que na próxima época tal possa voltar a acontecer”, disse a dirigente, durante uma intervenção no IV Simpósio de Treino Desportivo do IPMAIA, na cidade da Maia.

Continuar a ler

Futebol

Liga francesa terá pela primeira vez uma mulher a arbitrar um jogo

Arbitragem

em

Foto: DR

A árbitra Stéphanie Frappart tornou-se hoje na primeira mulher designada para dirigir um jogo da Liga francesa de futebol, caso do encontro entre Amiens e Estrasburgo, no domingo, da 34.ª jornada.

“No âmbito da sua preparação para o Mundial feminino de 2019, a árbitra francesa foi designada pela direção da arbitragem da FFF [Federação Francesa de Futebol] para dirigir na próxima ronda da ‘Ligue 1’”, refere a federação.

A decisão da FFF, surge depois de a FIFA apelar a que as federações com árbitros no Mundial feminino possam oferecer a estes as melhores condições de preparação técnica, atlética e na assistência vídeo.

No jogo de domingo do campeonato, Stéphanie Frappart, de 35 anos, e que desde 2014 apita jogos da II Liga francesa, contará com o apoio do árbitro internacional francês Clément Turpin no videoárbitro.

O Mundial de futebol feminino decorrerá este ano em França, de 07 de junho a 07 de julho.

Continuar a ler

Populares