Seguir o O MINHO

Futebol

“Os jogadores foram verdadeiros guerreiros até ao fim”

Declarações após o jogo Sporting–SC Braga em sub-17 (2-0)

em

Foto: SC Braga / Arquivo

Declarações após o jogo Sporting–SC Braga (2-0), da oitava jornada da fase de apuramento do campeão do campeonato nacional sub-17, disputado em Alcochete:

Pedro Pires (treinador do SC Braga): “A equipa que inaugurasse o marcador estaria sempre mais próxima da vitória. Entrámos fortes, com o Sporting a não ter a bola que gostaria e costuma ter. A primeira ocasião de golo é nossa. Depois, o Sporting, com o golo, tranquilizou. Depois, com o segundo, os nossos jovens, animicamente, foram muito abaixo e o Sporting é um justo campeão.

Os jogadores foram verdadeiros guerreiros até ao fim. Deram o que tinham. Inclusivamente, acabámos com dois jogadores já muito limitados fisicamente, o que não nos permitiu nos últimos minutos forçar mais um bocado. É de enaltecer a atitude deles, a postura e o espírito guerreiro que tiveram”.

José João Gomes (treinador do Sporting): “Sporting campeão com naturalidade? Sim, os resultados assim o indicam, mas eu agarro-me mais à qualidade do jogo da própria equipa.

Depois do Europeu [sub-17] baixámos a nossa qualidade de jogo, muito fruto do cansaço dos atletas. Mas, a primeira parte da fase final foi muito bem conseguida da nossa parte. Amealhámos 15 pontos, o que foi logo um bom avanço.

Estes últimos três jogos, com o Rio Ave, o Belenenses e hoje, com o SC Braga, não foram os mais conseguidos da nossa equipa, mas aí veio ao cimo a fibra individual, a crença e a determinação destes jogadores. E, no cômputo geral, o Sporting sagra-se campeão nacional merecidamente.

Nós, treinadores do Sporting, desde muito cedo somos instruídos a olhar muito para a evolução natural dos jogadores e o nosso processo de formação centrado no jogador. Fruto do talento deles, muitos têm o estímulo acima, quer seja um ou dois anos, e nós, dentro do nosso processo e identidade, vamo-los instruindo das nossas dinâmicas coletivas com e sem bola. Portanto, acaba por ser natural este fluxo de jogadores [entre os diferentes escalões]. Formar é mesmo assim. É dotá-los cada vez mais das ferramentas necessárias para, quiçá, nos próximos anos chegaram à nossa equipa principal.

[O título] foi essencialmente competência. Da parte dos nossos jovens, da nossa equipa técnica também, com muito trabalho e horas despendidas a analisar os adversários, a ver os vídeos. E, portanto, acabamos por ser uns justos vencedores. Muito por fruto, também, da qualidade e talento individual dos nossos jogadores. Agora, temos mais dois jogos, acaba a época e daqui a cerca de 25 dias já estamos cá novamente a trabalhar para estimular estes jovens e dotá-los de cada vez mais ferramentas para chegarem à nossa equipa A”.

Manuel Mendonça (‘capitão’ do Sporting): “É uma conquista. É sempre muito bom olhar para o primeiro treino e vermos a evolução da equipa toda. Somos campeões, o que era o nosso principal objetivo.

Quero agradecer aos adeptos, a toda a gente que nos ajudou para que isto fosse possível. Agora é aproveitar o momento e desfrutar.

O momento-chave foram todos os jogos. Todos contaram, principalmente os da terceira fase, porque os pontos voltaram a zero.

Depois do Europeu [sub-17], já vínhamos com algumas mazelas, um bocado fatigados, mas, todos unidos, conseguimos, com superação e a ajuda dos jogadores vindos do banco, que ajudaram muito. Isso foi importante, foi a chave para ganharmos o campeonato”.

EM FOCO

Populares