Organismo europeu investiga Universidade do Minho por fraude

Incumprimento de regras de contratação pública
Foto: O MINHO

O Organismo Europeu de Luta Antifraude (OLAF) está a investigar a Universidade do Minho por alegado incumprimento das regras de contratação pública, avança o semanário Expresso [acesso pago].

A instituição é suspeita de seguir procedimentos para adquirir bens ou serviços no âmbito de projetos cofinanciados por fundos europeus.

A investigação foi confirmada por fonte da universidade que diz ter “conhecimento de que estão em curso investigações conduzidas pela OLAF”, garantindo que a “prática” da universidade será prestar “toda a colaboração necessária ao esclarecimento dos factos”.

A instituição não respondeu à questão sobre se esta investigação estará relacionada com o processo que envolve a Associação Industrial do Minho, acusada de desvio de fundos comunitários. Recorde-se que nesse processo existem empresas relacionadas com a Universidade do Minho que estão acusadas de apropriação indevida de fundos europeus para fins que não os solicitados.

Também a Agência para o Desenvolvimento e Coesão, coordenadora de fundos comunitários em Portugal, está a par de uma queixa que envolve a universidade minhota, tendo disponibilizado toda a colaboração solicitada pelas autoridades.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Benfica vence Supertaça

Próximo Artigo

Projecto de Braga combate isolamento social

Artigos Relacionados
x