Seguir o O MINHO

Braga

Câmara de Braga aprova venda da Confiança com críticas da oposição, que vai pedir classificação do imóvel

Câmara aprovou a venda com os votos da maioria PSD/CDS.

em

A Câmara de Braga aprovou, esta quarta-feira, com os votos da maioria PSD/CDS, a proposta de venda, em hasta pública, da antiga fábrica Confiança, disse a O MINHO fonte camarária.

A opção do Executivo de Ricardo Rio teve os votos contra dos partidos da oposição, PS e CDU, os quais anunciaram que irão apresentar ao Governo uma proposta para que a antiga saboaria e perfumaria Confiança seja considerada imóvel de interesse municipal devido ao seu valor cultural.

Em declarações a O MINHO, o presidente da Câmara, Ricardo Rio disse que a Câmara “está legitimada” para a opção de vender, já que essa hipótese constava das propostas eleitorais apresentadas pela Coligação Juntos por Braga nas últimas eleições autárquicas.

A proposta aprovada prevê que a venda em hasta pública pela Câmara de Braga da Confiança terá o preço-base de licitação de quatro milhões de euros. A proposta estipula regras urbanísticas obrigatórias para quem o vier a comprar.

Na reunião, realizada no gnration, estiveram presentes vários cidadãos que são contra a alienação do edifício, entre os quais o advogado Luís Tarroso Gomes. Ao que O MINHO sabe, o grupo deve vir a apresentar uma providência cautelar no Tribunal Administrativo de Braga, de forma a tentar impedir que a venda se concretize.

Na reunião, foi ainda aprovada, com a abstenção do PS, a proposta de acordo entre o Município e o SC Braga que regula a cedência ao clube de parte dos terrenos anexos ao novo estádio de Braga e do “esqueleto” da piscina olímpica inacabada, onde o clube vai construir um pavilhão multiusos.

Como contrapartida, o SC Braga dá 400 mil euros à Câmara, que esta vai usar na adaptação de um pavilhão desportivo em São Victor para atividades de ginástica.

Anúncio

Braga

Motociclista ferido após acidente em Braga

Em Crespos

em

Foto: O MINHO

Um homem, de 64 anos, sofreu ferimentos na sequência de uma colisão com um automóvel, a meio da tarde deste domingo, em Crespos, concelho de Braga.

A vítima seguia na EN 205 quando se deu a colisão, por circunstâncias ainda não apuradas.

No local estiveram os Bombeiros Sapadores e a equipa médica da VMER de Braga.

O acidentado foi transportado para o hospital local com ferimentos num braço, sendo considerado “ferido ligeiro”, disse fonte do CDOS.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Braga

Colisão violenta faz quatro feridos em Vieira do Minho

Acidente

em

Fotos cedidas a O MINHO por Duarte Prestes

Quatro pessoas ficaram feridas, entre os quais um jovem de 16 anos, após uma colisão entre duas viaturas ligeiras na Rua da Igreja, em Soutelo, concelho de Vieira do Minho, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

Desconhecem-se ainda as causas do acidente, apenas que terá envolvido duas viaturas, com uma delas a colidir contra um poste da EDP, derrubando o mesmo, que acabou por atingir os intervenientes.

Foto cedida a O MINHO por Duarte Prestes

Foto cedida a O MINHO por Duarte Prestes

Foto cedida a O MINHO por Duarte Prestes

Foto cedida a O MINHO por Duarte Prestes

No local estiveram os Bombeiros de Vieira do Minho que efetuaram o transporte dos quatro feridos.

Uma ambulância dos Bombeiros de Póvoa de Lanhoso também foi ativada para transportar o jovem de 16 anos mas acabou por ser desmobilizada, com a vítima a ser transportada em conjunto com a mãe, na mesma ambulância.

As vítimas, todas da mesma família, foram transportadas para o Hospital de Braga com ferimentos considerados ligeiros.

Segundo fonte da Proteção Civil, o alerta foi dado cerca das 15:08.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Braga

Padres de Braga dão a volta ao vírus no regresso das missas abertas

Covid-19

em

Foto: DR

Diferentes párocos do concelho de Braga deram a volta às recomendações da Direção-Geral de Saúde para o regresso das eucaristias, celebrando-as fora da igreja.

Em Ferreiros, o padre Miguel Simões celebrou, este domingo, a eucaristia no pavilhão municipal. Apesar da adesão não ter sido significativa, revelando ainda alguma timidez dos fiéis em marcar presença, a paróquia colocou cadeiras no recinto para alguns dos presentes, enquanto outros ficaram pela bancada já existente.

Também em Priscos, após desafio do padre João Torres, uma associação cultural local e a junta de freguesia disponibilizaram as instalações do pavilhão local para a celebração da eucaristia.

Em Guisande, o mesmo pároco, João Torres, celebrou missa no campo de futebol local, onde estiveram mais de 100 pessoas.

Durante a semana, as missas terão lugar nas igrejas paroquiais, já que a afluência de fiéis é substancialmente menor.

Portugal entrou no dia 03 de maio em situação de calamidade devido à pandemia, depois de três períodos consecutivos em estado de emergência desde 19 de março.

Esta nova fase de combate à covid-19 prevê o confinamento obrigatório para pessoas doentes e em vigilância ativa, o dever geral de recolhimento domiciliário e o uso obrigatório de máscaras ou viseiras em transportes públicos, serviços de atendimento ao público, escolas e estabelecimentos comerciais.

Continuar a ler

Populares