Seguir o O MINHO

Braga

Oposição na câmara de Braga considera “mau negócio” arrendar edifício do Pé Alado

em

Foto: DR

A oposição na câmara de Braga disse esta segunda-feira ser um “mau negócio” arrendar o edifício do Pé Alado por 900 mil euros durante dez anos para sede de uma junta de freguesia, sendo apenas bom para a maioria.


“Não se trata da melhor solução do ponto de vista económico [para o município] mas a melhor para ele [presidente da autarquia] do ponto de vista político, é uma relação entre a câmara e igreja [o edifício é propriedade da diocese de Braga], é uma coisa que se vem arrastando e que nos deixa desconfortável, porque não é o melhor negócio”, salientou hoje o vereador socialista Artur Feio, na habitual conversa com os jornalistas no final da reunião do executivo.

Segundo foi adiantado, as obras de requalificação do Pé Alado, edifício que irá ser a sede da União de Freguesias de São Lázaro e São João do Souto, custarão 250 mil euros, mais 100 mil euros do que o previsto, significando um aumento do valor da renda a ser paga pelo município, ao longo de dez anos, de cerca de 700 mil para 900 mil euros.

O vereador da CDU, Carlos Almeida, criticou igualmente o que considerou um “mau negócio” para a Câmara Municipal de Braga, apontando razões que vão além dos valores envolvidos no arrendamento: “O espaço teria um melhor uso em conjunto com o edifício do S. Geraldo para os fins que se pretendem dar aquele local”, afirmou.

Segundo Artur Feio, “na ótica da utilização do espaço, que não é inicialmente o que estava previsto, ao valor do arrendamento proposto seria mais vantajoso a aquisição do edifício”.

“Os valores são de tal forma elevados, e muito além daquilo que são os valores correntes, que a aquisição podia ser a melhor solução”, explanou.

Em resposta, o presidente da autarquia, Ricardo Rio (PSD/CDS-PP/PPM) afirmou ser “uma questão de lógica” a opção de arrendar o espaço.

“Obviamente que, quando se assume um modelo de renda, está-se a pagar mais do que se pagaria se fizéssemos um investimento num momento inicial, mas obviamente isso é uma opção de gestão da câmara, porque para podermos fazer uma aquisição inicial teríamos que ter recursos financeiros que não temos”, explicou.

Além disso, salientou, “é uma questão lógica em termos económicos e financeiros”.

“Se estamos hoje a solicitar ao dono do edifício para realizar um investimento acrescido de mais de 100 mil euros ninguém esperaria que somadas as rendas ao longo de dez anos tivéssemos um valor equivalente. O que está a haver aqui é uma remuneração do investimento”, disse, explicando o aumento do valor do arrendamento.

Quanto à intervenção no edifício, as obras, segundo estima a autarquia, estarão concluídas no final de junho.

Anúncio

Braga

Missa em honra da Senhora do Alívio, em Vila Verde, transmitida no Facebook

Religião

em

Foto: Divulgação / Junta de Soutelo

As festividades em honra de Nossa Senhora do Alívio, em Soutelo, concelho de Vila Verde, serão, este ano, muito diferentes do habitual.

Para prevenir a propagação da pandemia de covid-19, não se vão realizar as habituais procissões nem os momentos de piedade e de recriação, anunciou a junta de freguesia.

Sem a habitual peregrinação, a eucaristia de domingo, 20 de setembro, às 11:00, será transmitida em direto através da página de Facebook da Junta de Freguesia de Soutelo, do Santuário do Alívio e da Arquidiocese de Braga.

Também neste dia, vai decorrer uma missa às 07:30 (que substitui a das 08:30) e uma eucaristia de conclusão, às 18:00.

Nas cerimónias religiosas, devem ser cumpridas todas as normas de segurança da DGS, como o uso de máscara, higienização das mãos e distanciamento social.

Fora do horário das missas, no interior da igreja, os fiéis devem entrar e sair em movimentos circulares, evitando aglomerações no interior e exterior do santuário.

Continuar a ler

Braga

Número de casos ativos de covid no concelho de Braga sobe para 231

Covid-19

em

Foto: O MINHO

O concelho de Braga registou vinte novas infeções pelo novo coronavírus desde a passada quinta-feira.

Estes dados, apurados por O MINHO junto de fonte local da saúde, foram atualizados às 09:30 deste sábado.

Durante o mesmo período, não houve casos de recuperações do SARS CoV-2, totalizando o concelho 1.393 casos recuperados desde o início da pandemia.

Em termos acumulados, são já 1.698 casos de pessoas infetadas com a doença.

Lamentam-se ainda 74 óbitos, número que permanece igual desde o passado dia 16 de junho.

Existem, atualmente, 231 casos ativos de covid-19 em todo o concelho de Braga.

O número de pessoas em isolamento sob vigilância da autoridade de saúde permanece em atualização, mas registava 439 há dois dias.

Continuar a ler

Braga

Óleo na estrada destrói Mercedes na variante em Braga

Acidente

em

Foto: Redes Sociais

Um homem sofreu ferimentos na sequência de um despiste, esta tarde de sábado, na variante Norte, em Braga.

Ao que apurou O MINHO, a viatura, um Mercedes Classe S, terá entrado em despiste poucos metros antes do acesso à A3 e ao nó da EN 14, junto ao tabuleiro de Celeirós, embatendo violentamente contra a berma.

O condutor terá perdido momentaneamente a consciência o que acabou por provocar grande aparato por entre outros condutores e passageiros que seguiam atrás da viatura e que pararam para ajudar o sinistrado.

À chegada dos bombeiros, a vítima já estava cooperante e saiu do carro pelos próprios meios, sofrendo apenas algumas mazelas.

Ao que tudo indica, óleo que já estaria naquele local terá provocado o despiste, sendo por isso necessária a limpeza da via, o que levará ao corte, durante os próximos minutos, da via sentido Norte-Sul.

No local estiveram os Bombeiros Voluntários de Braga com nove elementos e três viaturas, assim como a equipa médica da VMER de Braga e a concessionária Ascendi.

A vítima foi transportada para o Hospital de Braga com ferimentos considerados ligeiros.

A GNR está a controlar o trânsito no local.

O alerta foi dado às 17:37.

Continuar a ler

Populares