Seguir o O MINHO

Braga

Óleo na estrada destrói Mercedes na variante em Braga

Acidente

em

Foto: Redes Sociais

Um homem sofreu ferimentos na sequência de um despiste, esta tarde de sábado, na variante Norte, em Braga.


Ao que apurou O MINHO, a viatura, um Mercedes Classe S, terá entrado em despiste poucos metros antes do acesso à A3 e ao nó da EN 14, junto ao tabuleiro de Celeirós, embatendo violentamente contra a berma.

O condutor terá perdido momentaneamente a consciência o que acabou por provocar grande aparato por entre outros condutores e passageiros que seguiam atrás da viatura e que pararam para ajudar o sinistrado.

À chegada dos bombeiros, a vítima já estava cooperante e saiu do carro pelos próprios meios, sofrendo apenas algumas mazelas.

Ao que tudo indica, óleo que já estaria naquele local terá provocado o despiste, sendo por isso necessária a limpeza da via, o que levará ao corte, durante os próximos minutos, da via sentido Norte-Sul.

No local estiveram os Bombeiros Voluntários de Braga com nove elementos e três viaturas, assim como a equipa médica da VMER de Braga e a concessionária Ascendi.

A vítima foi transportada para o Hospital de Braga com ferimentos considerados ligeiros.

A GNR está a controlar o trânsito no local.

O alerta foi dado às 17:37.

Anúncio

Braga

Homem investe carro contra agente ao tentar fugir à polícia em Braga

Homem de 30 anos foi detido

em

Foto: DR / Arquivo

A PSP deteve, na quarta-feira, pelas 15:40, um homem de 30 anos por desobediência e ofensas à integridade física de elemento policial. Mandado parar, o homem recusou apresentar documentos e na tentativa de fuga investiu o carro contra um agente.

Em comunicado, a PSP explica que os agentes “deram ordem de paragem a um cidadão que circulava no Largo de Santiago”, em Braga, e, quando lhe solicitaram os documentos da viatura e do respetivo condutor, “o mesmo teve uma reação intempestiva”.

“Mediante o comportamento do suspeito, o elemento policial informou-o que se não facultasse os documentos que incorreria em crime de desobediência. O suspeito, um cidadão com 30 anos de idade, continuou a afirmar que não facultava os documentos e que iria abandonar o local”, refere o comunicado.

“Face ao exposto, foi-lhe dada voz de detenção, tendo nesse momento o suspeito acelerado o carro em direção ao elemento policial, embatendo-lhe com a traseira e de seguida subiu o passeio para tentar fugir, não tendo conseguido devido à rápida intervenção desta Polícia”, acrescenta.

O suspeito foi notificado para comparecer no Tribunal Judicial da Comarca de Braga.

Continuar a ler

Braga

Braga: Padre propõe fotos dos entes falecidos no altar em vez de idas ao cemitério

Para evitar aglomerados nos dias 1 e 2 de novembro

em

João Torres. Foto: Agência Ecclesia

O pároco de Priscos, Tadim e Guisande, freguesias do concelho de Braga, está a apelar aos paroquianos para que, no Dia de Todos os Santos e Dia dos Fiéis Defuntos, dadas as restrições nos cemitérios, que levem para a celebração das missas uma fotografia dos seus entes queridos falecidos. Os retratos serão colocados no altar e permanecerão na igreja até ao final do mês.

Em declarações a O MINHO, o pároco João Torres explica como surgiu a ideia para esta campanha intitulada ‘A falta que um rosto nos faz’: “As pessoas precisam de um sítio que as faça lembrar alguém que ainda está dentro delas, mas que já partiu. E normalmente vão ao cemitério no Dia de Todos os Santos e Fiéis Defuntos. A ideia desta campanha que lancei é que as pessoas levem um retrato de um familiar falecido para o local onde vamos celebrar a eucaristia e, assim, de certa forma, não estando no cemitério, poderia recordar o seu falecido num espaço religioso”.

As eucaristias em Tadim e Priscos estão a realizar-se em pavilhões e em Guisande numa tenda gigante.

“As pessoas levam o retrato do seu familiar, entregam a uma pessoa da equipa de acolhimento e esses retratos ficam todos ao pé do altar. É uma forma de a pessoa durante aquele tempo litúrgico recordar o seu familiar, evitando a ida ao cemitério”, afirma o padre, salientando que assim as pessoas “estão cumprir as normas da DGS, não estão aglomeradas como no cemitério e podem estar em família também”.

No final da missa, as fotos serão levadas para a respetiva igreja onde permanecerão durante o mês de novembro, que para os católicos é o “mês das almas”.

João Torres realça outro ponto que lhe parece importante: “Que façamos recordar aos outros aqueles que já fizeram parte da nossa família e da nossa terra. Ajuda a que as pessoas não percam a memória coletiva”.

“Estes rostos que vão passando nesta vida ensinaram-nos alguma coisa, enfrentaram as dificuldades da vida e também é importante nestes tempos que vivemos difíceis perceber que, se calhar, o avô, a avó, o tio já viveram tempos mais difíceis e conseguiram ultrapassá-los. Isto também nos faz falta”, acrescenta João Torres, considerando que o feedback dos paroquianos tem sido “muito bom”.

“Agora vamos ver se têm a coragem de levar o retrato. Porque acho que, de certa forma, podemos achar que esta iniciativa é uma espécie de evocação mortífera e deprimente, mas não é, é precisamente o contrário, é um verdadeiro testemunho de fé na ressurreição e na vida eterna que celebramos no Dia de Todos os Santos e Fiéis Defuntos”.
A

ludindo ao filme de animação ‘Coco’, inspirado na tradição mexicana do Dia dos Mortos, o padre conclui: “Colocar o retrato de alguém que amamos é fazê-lo voltar a viver no nosso seio”.

Continuar a ler

Braga

Vila Verde vai ser ligada em rede de trilhos pedonais e ciciáveis

Turismo

em

Foto: Armando Carriça / O MINHO

A Câmara de Vila Verde quer criar um Plano Municipal de Trilhos com o objetivo de “explorar e valorizar as potencialidades naturais e turísticas” do concelho, alicerçado nas redes ecológicas urbano-rurais centradas nas linhas de água.

Na apresentação do estudo que dará as bases à pretensão daquela autarquia, o plano considera que, “dadas as características do território concelhio, a maior oportunidade reside na criação e valorização de redes ecológicas urbano-rurais centradas nas linhas de água, também designadas infraestruturas verdes”.

Foto: Armando Carriça (2019)

Foto: Armando Carriça (2019)

Foto: Armando Carriça (2019)

O plano pretende a implementação de corredores pedonais e/ou cicláveis e a integração destas infraestruturas verdes com os percursos pedonais de montanha já existentes, assim como com itinerários equestres, de BTT e enduro, com o objetivo de “criar uma rede integrada, devidamente enquadrada e, assim, ajustada à realidade do território”.

Outro dos objetivos é “potenciar a valorização e qualificação” do espaço rural, “conciliando a reabilitação de caminhos antigos de floresta, de montanha e das proximidades das zonas ribeirinhas com corredores mais urbanos, nomeadamente ciclovias e passadiços”.

O traçado, uma “aposta na mobilidade pedonal, ciclável e equestre”, visa ainda criar “pontos de enlace entre freguesias, locais e património edificado de relevante interesse” para turistas, “afirmando-se como um importante catalisador de zonas do território concelhio a braços com uma crescente desertificação”.

Para o presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, António Vilela, “além da criação de uma rede de trilhos dinamizadora do turismo e da mobilidade urbano-rural, este plano visa igualmente a realização de intervenções de recuperação de habitats rurais percorridos pelos diferentes trilhos”.

Considerando um “plano de intervenção ambicioso”, António Vilela sublinhou que se pretende “uma maior equidade territorial” e “potenciar a já significativa vocação turística do concelho, ajudar a reduzir a perda de população nas zonas mais periféricas, dinamizar o turismo e a economia locais, potenciando a criação de emprego”.

Na apresentação foi lembrado que “já foi dado o pontapé de saída”, com o lançamento a concurso do projeto “Trilhos da Nóbrega”, que contempla a requalificação de trilhos que percorrem as freguesias de Aboim da Nóbrega e Gondomar e Valdreu, estando em “fase de arranque de obra” as Eco/ciclovias do Cavado/Homem e a ponte pedonal do Cávado.

Continuar a ler

Populares