Seguir o O MINHO

Desporto

Oficial. Jorge Simão deixa SC Braga

em

DR

O SC Braga aceitou o pedido de demissão de Jorge Simão, apresentado esta terça-feira, 25 de abril, apenas 126 dias após ter assumido o cargo, deixado vago por José Peseiro, treinador que iniciou a época e que viria a ser despedido depois da derrota contra o Sporting da Covilhã, em casa, na Taça de Portugal.

A reunião pedida pelo treinador à direção, na sequência da última derrota, por 3-1, em Paços de Ferreira, no domingo, foi avançada pela imprensa desportiva ao longo do dia. A informação oficial surgiu pouco depois da meia-noite.

Em comunicado, o clube confirmou que “que o treinador Jorge Simão solicitou, esta terça-feira, uma reunião com a administração desta sociedade, na qual colocou à disposição o seu lugar no comando da equipa técnica”.

A SAD “compreendeu e aceitou os motivos invocados pelo treinador, tendo ficado acertada a desvinculação de Jorge Simão e dos seus adjuntos Luís Miguel Vilela, Gilberto Andrade e André São Miguel”, é dito.

Mais tarde, o treinador justificou a decisão, numa publicação partilhada na rede social Facebook.

Quando chegou do Desportivo de Chaves, onde se destacou pelo excelente início de época, o técnico português era visto pela maioria dos adeptos como a escolha certa para guiar o clube a novos voos no campeonato português.

Inquérito de O MINHO aos leitores mostrava o entusiasmo que a chegada de Jorge Simão gerava nos adeptos. DR

Contudo, em 21 jogos oficiais com Jorge Simão, o SC Braga apenas venceu oito vezes, tendo empatado sete e perdido seis. O técnico herdou a equipa em terceiro lugar na I Liga, à frente do Sporting, e deixa a equipa em quinto lugar, com o quarto, o Vitória, já a cinco pontos de distância, e com o sexto, o Marítimo, a quatro pontos.

O regresso de Abel Ferreira ao comando da equipa, lugar que ocupou na altura da transição de Peseiro para Simão, deve ser a próxima decisão a anunciar pela direcção de António Salvador.

O SC de Braga, recorde-se, defronta o Sporting na próxima jornada, adversário que os arsenalistas venceram na primeira volta, em Alvalade, por 1-0, num jogo em que Abel Ferreira esteve no banco.

A SC Braga, Futebol SAD informa que o treinador Jorge Simão solicitou, esta terça-feira, uma reunião com a administração desta sociedade, na qual colocou à disposição o seu lugar no comando da equipa técnica.

A SAD compreendeu e aceitou os motivos invocados pelo treinador, tendo ficado acertada a desvinculação de Jorge Simão e dos seus adjuntos Luís Miguel Vilela, Gilberto Andrade e André São Miguel.

O SC Braga agradece a Jorge Simão todo o profissionalismo e empenho colocados ao serviço desta sociedade, desejando-lhe as maiores felicidades.

Anúncio

Futebol

Jogadores testados duas vezes se intervalo entre jogos exceder cinco dias

Covid-19

em

Foto: DR / Arquivo

Os jogadores da I Liga portuguesa de futebol vão ser testados a covid-19 duas vezes se o intervalo entre duas partidas, das 10 jornadas que faltam, for superior a cinco dias, anunciou hoje a Liga.

Em comunicado, a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) detalha que foi hoje informada pela Direção-Geral da Saúde, a par da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), que esta autoridade “admite, quando a periodicidade dos jogos não é superior a cinco dias, a realização de um teste laboratorial como forma precoce de identificar casos positivos” de covid-19.

Esse teste deve ser feito “o mais próximo possível do jogo”, e nunca com mais de 24 horas de antecedência, e no caso de passarem mais de cinco dias desde o último jogo, “deve ser dado cumprimento ao parecer técnico da DGS de 10 de maio e realizados dois testes laboratoriais”.

A I Liga vai ser reatada sob fortes restrições e sem público nos estádios em 03 de junho, com o encontro entre Portimonense e Gil Vicente, naquele que vai ser o primeiro dos 90 jogos das últimas 10 jornadas, até 26 de julho

Após 24 jornadas, o FC Porto lidera a competição, com 60 pontos, mais um do que o campeão Benfica.

Além do principal escalão, também a final da Taça de Portugal, entre Benfica e FC Porto, integra o plano de desconfinamento face à pandemia de covid-19, ainda em data e local a designar.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 350 mil mortos e infetou mais de 5,6 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Cerca de 2,2 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.356 pessoas das 31.292 confirmadas como infetadas, e há 18.349 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Continuar a ler

Futebol

Tavinho renova por uma época com o Vizela

II Liga

em

Foto: Divulgação

O Vizela, clube que foi promovido à II Liga portuguesa de futebol, anunciou hoje a renovação de contrato com o avançado Tavinho, que assinou um novo vínculo por mais uma temporada.

O extremo português, de 26 anos, que os vizelenses tinham recrutado, no início desta época, ao Farense, participou em sete jogos e apontou quatro golos na presente temporada, e mostrou-se “entusiasmado” por acompanhar a equipa no regresso aos campeonatos profissionais

“É uma emoção voltar à II Liga e mais especial ainda por ser com a camisola do Vizela. A nível individual, as minhas expectativas passam por poder fazer o maior número de jogos possível e ajudar os meus colegas. Coletivamente, queremos estabilizar o clube nesta Liga”, disse o jogador, em declarações ao site do clube

Além desta renovação com Tavinho, o emblema vizelense já tinha anunciado a continuidade do avançado Kiko Bondoso, do defesa João Pedro e a contratação de Richard Ofori, lateral esquerdo ex-Fafe.

O Vizela, a par do Arouca, foi indicado pela Federação Portuguesa de Futebol para a subida à II Liga Portuguesa de Futebol, depois do Campeonato Portugal, no qual militava, ter sido interrompido, devido à pandemia de covid-19.

À data da suspensão da prova, o Vizela liderava a Série A, com 60 pontos (mais oito do que o segundo classificado Fafe), enquanto o Arouca estava em primeiro lugar na Série B, com 58 pontos (mais oito do que o Lusitânia de Lourosa).

Continuar a ler

Futebol

Adepto do Benfica acusado de fomentar ataque contra claque do Vitória

Ministério Público

em

Foto: DR / Arquivo

O Ministério Público acusou de resistência e coação a funcionário um adepto do Benfica que terá fomentado confrontos entre claques antes de um jogo de futebol em Guimarães, acabando os elementos policiais por serem “violentamente” empurrados.

Segundo nota hoje publicada na página da Procuradoria-Geral Distrital do Porto, os factos remontam a 17 de janeiro de 2017, no contexto da realização, em Guimarães, do jogo entre o Vitória de Guimarães e o Benfica, a contar para a 16.ª jornada da I Liga, da época 2016/17, que os ‘encarnados’ venceram por 2-0.

“O arguido deslocava-se apeado e integrado num grupo com cerca de 200 adeptos denominados ‘No Name Boys’, pertencentes a um grupo designado por ‘Casuals’, onde exerce funções de liderança”, refere a nota.

Naquelas circunstâncias, e “pretendendo confrontar fisicamente” adeptos da claque White Angels, do Vitória de Guimarães, o arguido “desobedeceu às instruções policiais e incentivou os membros do grupo que integrava a que forçassem a barreira policial, o que veio efetivamente a suceder”.

Alguns dos elementos do grupo, “movidos pelas palavras do arguido”, empurraram “violentamente” os elementos policiais.

Continuar a ler

Populares