Seguir o O MINHO

Região

Oficial: 280 infetados em Braga e 107 em Famalicão. Há 725 casos confirmados no Minho

Covid-19

em

Foto: Ilustrativa / DR

O boletim epidemiológico da Direção-Geral de Saúde desta quarta-feira vem com os números aproximados daquilo que são os casos fidedignos de infeções por Covid-19 discriminados por concelho. Existem 725 casos confirmados no Minho, mais 76 do que na quarta-feira.

Os números correspondem aos dados recolhidos até as 00:00 de quarta-feira e podem comportar apenas cerca de 79% dos casos reais.

Braga, com 280 (+35 do que ontem) casos confirmados, Famalicão com 107 (+8) e Guimarães com 99 (+10) são os concelhos da região do Minho mais atingidos pela pandemia.

Segue-se o concelho de Barcelos com 65 (+10), Vila Verde com 36 (+6) Viana do Castelo mantém 34 , Amares com 17 (+4) Póvoa de Lanhoso mantém 17, Arcos de Valdevez com 12 (+1), Esposende com 11 (+1), Vizela mantém 11, Fafe mantém 8, Vieira do Minho com 6 (+2) enquanto Melgaço e Monção mantêm 5 casos cada. Caminha, Celorico de Basto e Valença mantêm 3 casos cada enquanto Paredes de Coura, também com 3 casos, entra pela primeira vez no boletim.

Os restantes concelhos minhotos registam menos de 3 casos, alguns ainda sem infetados, e não constam no relatório por “motivos de confidencialidade”.

Fonte: DGS

209 mortos e 9.034 infetados no país

Portugal regista hoje 209 mortes associadas à covid-19, mais 22 do que na quarta-feira, e 9.034 infetados (mais 783), segundo o boletim epidemiológico divulgado pela DGS.

Fonte: DGS

No dia em que assinala um mês desde que o primeiro caso da doença foi detetado em Portugal, o relatório da situação epidemiológica, com dados atualizados até às 24:00 de quarta-feira, indica que a região Norte é a que regista o maior número de mortes (107), seguida da região Centro (55), da região de Lisboa e Vale do Tejo (44) e do Algarve, que hoje regista três mortos.

Relativamente a quarta-feira, em que se registavam 187 mortes, hoje observou-se um aumento de 11,8% (mais 22).

De acordo com dados da DGS, há 9.034 casos confirmados, mais 783, um aumento de 9,5% face a quarta-feira.

Anúncio

Braga

Motociclista ferido após acidente em Braga

Em Crespos

em

Foto: O MINHO

Um homem, de 64 anos, sofreu ferimentos na sequência de uma colisão com um automóvel, a meio da tarde deste domingo, em Crespos, concelho de Braga.

A vítima seguia na EN 205 quando se deu a colisão, por circunstâncias ainda não apuradas.

No local estiveram os Bombeiros Sapadores e a equipa médica da VMER de Braga.

O acidentado foi transportado para o hospital local com ferimentos num braço, sendo considerado “ferido ligeiro”, disse fonte do CDOS.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Região

Pandemia pode ‘disparar’ número de turistas no Parque Nacional Peneda-Gerês

Turismo

em

Foto: Gonçalo Barros

A diretora regional do Norte do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) afirmou hoje esperar um “maior número de visitantes” nas áreas protegidas e no Parque Nacional da Peneda-Gerês durante a época de verão.

“Temos a consciência de que vamos ter um maior número de visitantes, porque se percebe que este ano não haverá tantas saídas para o estrangeiro, portanto, é natural que as nossas áreas protegidas sejam alvo de maior procura”, afirmou Sandra Sarmento.

Em declarações à agência Lusa, no seguimento de uma visita promovida pelo Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP), por vários locais de interesse da região, a diretora regional do Norte do ICNF salientou que, face ao “aumento significativo” de visitantes, foi reforçado o acompanhamento da visitação.

“Hoje, temos três equipas neste trajeto que é o mais visitado e uma zona muito sensível do nosso parque que é a mata de Albergaria, sendo que no parque todo temos 19 vigilantes”, esclareceu.

Além do Parque Nacional da Peneda-Gerês, o Parque Natural do Montesinho, o Parque Natural do Litoral Norte, o Parque Natural do Alvão e o Parque Natural do Douro Internacional integram a Rede Nacional de Áreas Protegidas.

Segundo Sandra Sarmento, no último ano, foram contabilizadas perto de 100 mil visitantes no Parque Nacional da Peneda-Gerês, sendo que este número é apenas representativo daqueles que se dirigem aos “centros interpretativos do parque e portas de entrada das áreas protegidas”.

O controlo das entradas das áreas protegidas, que impede a paragem no troço da mata da Albergaria e tem um custo de 1,5 euros, começa esta segunda-feira e vai decorrer até ao dia 30 de setembro.

No âmbito desta iniciativa, os vigilantes da natureza, além de acautelarem os visitantes para a proteção dos ‘habitats’, vão distribuir “panfletos sobre os cuidados de higiene e segurança a ter na visitação do parque” relativamente à covid-19.

“Estamos obviamente empenhados para que as coisas corram bem e tudo faremos para que isso aconteça no que estiver dentro do nosso alcance e, naturalmente, das nossas responsabilidades”, garantiu.

Também o presidente da Câmara Municipal de Terras de Bouro, Manuel Tibo, salientou a necessidade de se continuar a “preservar” o Parque Nacional da Peneda-Gerês, um património que considerou ser “de todos”.

No âmbito desta visita à região, o presidente do TPNP, Luís Pedro Martins já tinha defendido que esta fase de desconfinamento é a “grande oportunidade” para os quatro “subdestinos” da região mostrarem aquilo que têm de melhor aos turistas nacionais.

Em Portugal, morreram 1.410 pessoas das 32.500 confirmadas como infetadas, e há 19.409 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Colisão com dois feridos graves corta estrada Barcelos-Viana

Acidente

em

Foto: DR

Uma colisão rodoviária provocou o corte total da EN 103, entre Alvarães e São Romão do Neiva, concelho de Viana do Castelo.

Há registo de dois homens com ferimentos graves, com idades compreendidas entre os 66 e os 70 anos.

No local estiveram os Bombeiros Sapadores de Viana, a Cruz Vermelha de Neiva, a VMER de Barcelos e a GNR.

O alerta foi dado cerca das 17:30.

Continuar a ler

Populares