Seguir o O MINHO

Alto Minho

“Obstrução” em ETAR provoca descarga poluente durante várias horas no rio Coura

Ambiente

em

Foto: Trutas do Alto Minho / Facebook

Uma descarga poluente invadiu o rio Coura, em Paredes de Coura, durante o final do dia de terça-feira e início de quarta, supostamente devido a uma obstrução nas tubagens. A situação ficou reparada na quarta-feira à tarde, disse a Águas do Norte.

Este rio tem a particularidade de banhar dois dos mais importantes festivais de verão do Minho – Vilar de Mouros e Paredes de Coura -, sendo considerado, habitualmente, um dos mais limpos do país.

A avaria terá sido provocada por algum objeto indevido que terá sido despejado pelas águas residuais até à ETAR de Paredes de Coura. Essa situação levou a que a infraestrutura tivesse de descarregar durante horas, disse Nuno Aguilar, daquele empresa, em declarações ao Jornal de Notícias.

Foto: Trutas do Alto Minho / Facebook

Foto: Trutas do Alto Minho / Facebook

No local estiveram vários técnicos e um camião, de forma a resolver o incidente. Nuno Aguilar deixou o apelo par que a população esteja atenta àquilo que “mandam” pelo saneamento, uma vez que pode provocar uma situação como esta.

De acordo com o volume VII da Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira, este rio banha os concelhos de Paredes de Coura, Cerveira e Caminho, atravessando as freguesias de Formariz, Paredes de Coura, Rubiães, São Martinho de Coura, Covas, Vilar de Mouros, Venade, Vilarelho, Seixas e Caminha. Nasce na serra de Corno do Bico, em Paredes de Coura, e desagua na margem esquerda do rio Minho, já perto da foz.

Ao longo de toda esta quinta-feira, O MINHO tentou contactar as relações públicas da Águas do Norte, de forma a obter mais esclarecimentos, mas sem sucesso até ao momento.

Populares