Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Obras tiram fibrocimento de armazéns municipais em Viana do Castelo

Investimento de 302 mil euros

em

Um investimento de 302 mil euros vai permitir remover as coberturas em fibrocimento de quatro armazéns municipais, situados no parque empresarial da Praia Norte, em Viana do Castelo, informou hoje a Câmara local.

De acordo com o município, os trabalhos de remoção daquele material já foram iniciados e têm um prazo de execução de 90 dias. No total, a empreitada vai incidir numa área de 4.500 metros quadrados.

“A obra vai melhorar as condições dos quatro armazéns municipais que se encontravam com coberturas de fibrocimento. Será ainda substituída cerca de 800 metros quadrados de chapa metálica das fachadas e os quatro portões das entradas dos armazéns”, sustentou o município.

Naquela área empresarial, entre armazéns municipais e unidades industriais, trabalham mais de 600 pessoas.

Na semana passada, a Câmara assinou com a Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) o protocolo de prorrogação, por mais 25 anos, do prazo de concessão daquela área empresarial.

“Esta prorrogação do prazo vai permitir um investimento no parque empresarial de 20 milhões de euros”, salientou o autarca socialista, José Maria Costa, na ocasião.

O parque empresarial da Praia Norte, propriedade da APDL, acolhe atualmente cerca de três dezenas de unidades empresariais.

Segundo os dados revelados pela Câmara, “desde 2013 e até final de 2018, já foram criados 3.557 novos postos de trabalho que resultaram da assinatura de 41 contratos que representaram um investimento de 263 milhões de euros” nos quatro parques empresariais do concelho (Praia Norte, Alvarães/Neiva, Lanheses e Miadela).

Quanto à remoção de fibrocimento de edifícios municipais, já em 2017 a Câmara anunciou ter investido mais de meio milhão de euros na substituição das coberturas em fibrocimento de 13 equipamentos escolares, designadamente escolas de ensino básico e jardins-de-infância. Nessa altura, informou ter solicitado um apoio de 800 mil euros ao Governo para substituir as coberturas de fibrocimento de outras quatro escolas do concelho.

Anúncio

Viana do Castelo

Tripulante de ambulância que se deslocava para emergência ferida após acidente em Viana

Em Neiva

em

Foto: Sérgio Nunes

Uma tripulante de ambulância de emergência do núcleo de Neiva da Cruz Vermelha Portuguesa sofreu ferimentos na sequência de uma colisão entre a ambulância e uma viatura ligeira de mercadorias, esta tarde, em São Romão de Neiva, Viana do Castelo.

Apesar do aparato da colisão, os condutores não sofreram quaisquer ferimentos, disse fonte dos bombeiros.

De acordo com fonte da GNR, a viatura de mercadorias terá tombado numa das vias da estrada, enquanto que a ambulância ficou bastante danificada na parte frontal.

A GNR registou a ocorrência que condicionou o trânsito no local.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Viana caminha contra o cancro este domingo

“Outubro Rosa”

em

Foto: Ilustrativa

Viana do Castelo vai caminhar contra o cancro, neste domingo, a partir da Praça da República, anunciou a autarquia.

A partida dá-se pelas 10:00 horas e o custo de inscrição é de 3 euros, com oferta de uma t-shirt.

Esta caminhada insere-se no mês “Outubro Rosa”, de prevenção e de luta contra o cancro, que engloba várias iniciativas a nível global.

O percurso corresponde a cerca de 4,5 quilómetros, entre a praça central, a marginal e o parque da cidade, regressando novamente à praça.

As receitas reverterão a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro.

Em 2017, a Liga disponibilizou mais de 1 milhão de euros para aquisição de medicamentos, próteses, transporte para consultas e tratamentos, e alimentação dos doentes mais carenciados.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Testes de “flutuação” do parque eólico em Viana concluídos com sucesso

Exploração do potencial eólico no mar

em

Foto: O Instalador

A ASM Industries efetuou, “com sucesso”, as operações de teste e flutuação da primeira das duas plataformas contratadas para o novo parque eólico offshore em Viana do Castelo, no âmbito do projeto WindFloat, foi esta terça-feira anunciado.

“Os testes decorreram com enorme sucesso e em total segurança e foram o culminar de vários meses de trabalho árduo e contínuo. Este é um projeto que coloca Portugal no centro das atenções no que toca a soluções flutuantes para a indústria da energia eólica offshore”, afirmou, em comunicado, o presidente executivo da ASM Industries, Adelino Costa Matos.

O projeto WindFloat Atlântico, que é detido pela empresa Windplus, tem como objetivo o aproveitamento da energia eólica offshore, através de uma tecnologia da Principle Power, que permite a exploração do potencial eólico no mar, em profundidades superiores a 40 metros.

Continuar a ler

Populares