Seguir o O MINHO

em

Vídeo da candidatura do Santuário do Bom Jesus do Monte, em Braga, a Património Mundial da UNESCO, lançado este semana. Realização: Martin Dale / Produção: Sombra Chinesa

Anúncio

Braga

Santuário rupestre na Póvoa de Lanhoso classificado como sítio de interesse público

Santuário Rupestre de Garfe

em

Foto: DR / Arquivo

O Santuário Rupestre de Garfe, no lugar da Pena, na Póvoa de Lanhoso, foi classificado como “sítio de interesse público” devido ao seu “testemunho simbólico ou religioso” e ao “valor estético técnico”.

Segundo a portaria de classificação publicada hoje em Diário da República, aquele santuário, situado na margem esquerda do rio Ave, tem uma tipologia que “cedo permitiu associá-lo a outros espaços sagrados conhecidos, localizados em geral em afloramentos rochosos e dedicados a divindades indígenas, de que o Santuário de Panóias, na União das Freguesias de Constantim e Vale de Nogueiras, do concelho de Vila Real, é o mais conhecido testemunho”.

A portaria, datada de 5 de março e assinada pela secretária de Estado Adjunta e do Património Cultural, Ângela Carvalho Ferreira, destaca o “caráter matricial do bem”, o seu interesse como “testemunho simbólico ou religioso (…), como testemunho notável de vivências ou factos históricos”, bem como o seu valor estético, técnico e material intrínseco, a sua conceção arquitetónica e paisagística, a sua extensão e ao que nela se reflete do ponto de vista da memória coletiva”.

A “sua importância do ponto de vista da investigação histórica ou científica” é também referida.

O Santuário Rupestre de Garfe é descrito como estando “implantado num afloramento granítico de forma circular, sendo constituído por três tanques escavados no topo da rocha. O maior deles em forma de ‘T’ e os dois restantes retangulares, um dos quais dispondo-se paralelamente ao primeiro e o segundo perpendicular a ambos”.

Com aquela classificação, “toda a área classificada é considerada área de sensibilidade arqueológica (ASA)”, na qual “devem ser realizadas sondagens arqueológicas prévias e acompanhamento arqueológico sempre que esteja prevista qualquer ação que implique o revolvimento do solo”.

Continuar a ler

Braga

Movimento associativo de Braga quer “verbas das festas” aplicadas ao setor da saúde

Cerca de 800 mil euros

em

Foto: Divulgação / CM Braga (Arquivo)

O movimento associativo Braga para Todos veio a público apelar à substituição de verbas destinadas a festas na cidade de Braga para a compra de equipamentos de proteção para o setor da saúde.

Em comunicado, é pedida a compra de 50 ventiladores e material de proteção médica como máscaras FFP2, luvas longas, fatos descartáveis, toucas impermeáveis, máscaras cirúrgicas e cobre botas, para ceder ao Hospital de Braga e aos vários lares da cidade.

Elda Fernandes, do movimento, afirma que Ricardo Rio, presidente da Câmara de Braga, “está a agir a reboque do governo central (…) em cima da situação” e que isso “é letal perante um inimigo invisível”.

A responsável aponta 45 mil euros na Semana Santa, 200 mil na Braga Romana e 500 mil na Festa Branca, que podem ser disponibilizados para apoiar os profissionais de saúde.

“Há mais de uma semana que recebemos pessoas da área da saúde, algumas ativas no nosso movimento, a garantir que os material de proteção está a ser racionado no Hospital de Braga e muitos profissionais de saúde estão a ser eles próprios a pedir a amigos do privado ajuda”, denuncia o movimento.

“Os profissionais de saúde só querem condições para trabalhar, e são os políticos em articulação com a ajuda da população que podem os ajudar”, acrescentam.

“Pedimos que sejam alocados 800 mil euros para ventiladores (…) e material médico, ou seja, as verbas das festas [que] podem salvar bracarenses e portugueses”, finalizam.

Continuar a ler

Braga

Escolta da polícia ajuda transportadora de Braga a levar materiais aos hospitais do país

Um vídeo partilhado hoje pela Torrestir, empresa com sede em Braga, mostra o Comando Distrital da PSP da Coimbra a escoltar um dos seus camiões, na semana que passou, durante o transporte de equipamentos para hospitais. “Garantimos assim, com sucesso, mais uma importante entrega, para podermos continuar a dar o apoio necessário ao setor da saúde, neste momento crucial”. Vídeo: Facebook

em

Um vídeo partilhado hoje pela Torrestir, empresa com sede em Braga, mostra o Comando Distrital da PSP da Coimbra a escoltar um dos seus camiões, na semana que passou, durante o transporte de equipamentos para hospitais. “Garantimos assim, com sucesso, mais uma importante entrega, para podermos continuar a dar o apoio necessário ao setor da saúde, neste momento crucial”.

Continuar a ler

Populares