Seguir o O MINHO

Região

O MINHO: 100 mil seguidores no Facebook

Conheça alguns dos nossos ‘segredos e planos’

em

Desfile da Mordomia, Viana do Castelo. Foto: Twitter (Arquivo)

Domingo, 11 de agosto de 2019. 22:09: O MINHO alcança a marca de 100 mil gostos no Facebook. Ermelinda Ferreira, cantoneira de limpeza da Empresa Pública Municipal Agere – Empresa de Águas, Efluentes e Resíduos de Braga, deu a alegria à equipa do jornal, que, desde o seu lançamento, a 21 de maio de 2015, trabalha afincadamente no projeto.

Foram pouco mais de 1.500 dias até O MINHO se tornar numa das poucas publicações de âmbito regional a alcançar o patamar das centenas de milhar, no que toca a seguidores nas redes sociais [segundo conseguimos identificar, existem pelo menos dois jornais, de características idênticas, nesse patamar: Notícias de Coimbra (155 mil gostos) e Diário de Notícias da Madeira (357 mil)].

Leitores

Com um número de leitores diários que varia, habitualmente, entre os 35 e os 60 mil, o tráfego no site de O MINHO – www.ominho.pt – teve um crescimento de cerca de 85% no primeiro semestre do ano, em termos homólogos, tendo registado vários novos recordes, incluindo o de maior número de leitores diferentes num dia – 139.900 (01 de abril) – e o de maior número de leitores numa semana – 414.100 (17/ 23 de junho) – conforme mostram os dados do Google Analytics, ferramenta padrão utilizada para contabilizar e monitorizar o tráfego na Internet.

Já no segundo semestre, em agosto, o jornal prepara-se para ultrapassar, pela primeira vez, os 600 mil visitantes únicos no seu site.

De acordo com a PDG5 Media, proprietária da publicação, o objetivo para 2019 passa por, até ao final do ano, chegar a um milhão de leitores mensais, consolidando a posição de liderança no conjunto dos distritos de Braga e Viana do Castelo.

Isto, sem nunca esquecer a sua filosofia. De acordo com o seu estatuto editorial, a publicação, registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC), pretende tirar o máximo partido das potencialidades oferecidas pela Internet, de forma a aproximar, entre si, os 24 concelhos que formam o Minho, e a promover a região no resto do país, promovendo “uma nova centralidade”.

Receitas

O MINHO tem acesso 100% livre. Vive, exclusivamente, de receitas de publicidade, mais de 90% das quais proveniente das redes de anúncios do Google (Google Adsense) e Teads (reservada a sites com mais de um milhão de visitas por mês).

O jornal tem ainda um contrato de prestação de serviços publicitários com o Município de Braga (cerca de 10 mil euros, por um ano e meio) e, recentemente, assinou um protocolo com o Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) (4 mil euros anuais).

No final de 2018, lançou, também, um programa de Apoiantes semelhante ao implementado no jornal inglês The Guardian, onde, a partir de um euro, os leitores podem contribuir com um patrocínio.

Modelo de Negócio

Depois de ter lançado O MINHO Imobiliário [imobiliario.ominho.pt – versão beta], a equipa do jornal está a trabalhar no lançamento de O MINHO GO, suplemento digital de divulgação cultural e de lifestyle, que irá apresentar reportagens, agenda de eventos e listas de locais de interesse, e de O MINHO Emprego, plataforma inovadora de procura, oferta e gestão de carreiras e formação.

Posteriormente, de acordo com a PDG5 Media, “quando estes suplementos estiverem consolidados, deverá ser lançado o cartão O MINHO, destinado a promover o comércio e serviços locais, através da oferta de descontos, e uma versão lite do jornal em castelhano e inglês”.

Criado sob o lema “Porque o Minho já merecia um jornal assim”, a publicação não dispõe de qualquer edição em papel. Desde novembro de 2018, a sua redação está sediada no Altice FORUM, em Braga. “Por se tratar da principal cidade da região. Só.”

Populares