Seguir o O MINHO

Futebol

Capucho ‘passa-se’ após empate aos 90+5′: “O futebol português é uma vergonha”

Declarações do treinador barcelense e três lances apontados pelo Varzim, em jogo antecipado da II Liga, contra o Estoril.

em

O Estoril Praia e o Varzim empataram hoje 2-2, em jogo antecipado da sétima jornada da II Liga de futebol, numa manhã marcada pelos erros das duas equipas, que protagonizaram um encontro demasiado pobre, onde os visitantes se queixam do árbitro Fábio Melo (AF Porto).

Depois de sofrer o empate aos 90+5′, Nuno Capucho manifestou a sua indignação na flash interview da Sport TV: “Este futebol é uma vergonha! Porque estou a dizer isto? Porque sou maluco. Só digo que o futebol português é uma vergonha. Parece que está tudo controlado e que já decidiram quem vai subir”.

[/video]

Poveiros queixam-se de lance que antecede o primeiro golo do Estoril, agressão de jogador do Estoril que já tinha um cartão amarelo e golo em fora-de-jogo, aos 95 minutos. Vídeo: Imagens da Sport TV partilhadas no Facebook de Varzim SC

Já ao início da noite, o clube da Póvoa de Varzim, partilhou os lances ao quais se referia o treinador, na sua página no Facebook.

A jogar em casa, instalado no quarto lugar e detentor do melhor ataque da prova (18 golos), o Estoril partia como favorito para a receção aos poveiros, mas viu o Varzim marcar no primeiro remate que fez no desafio, aos 23 minutos, depois do domínio inicial dos anfitriões.

Jonathan fletiu do flanco esquerdo para dentro da área e desferiu um remate cruzado em arco, que surpreendeu o guardião César Augusto.

Os estorilistas esboçaram então uma reação tão esforçada quanto desinspirada, intensificando a pressão, mas deixando o Varzim cada vez mais confortável para as transições rápidas. Apesar disso, foi feliz no caminho para o empate antes do intervalo, quando Stanley (37) fez autogolo com um cabeceamento para a própria baliza, na sequência de um pontapé de canto.

No segundo tempo, os erros continuaram a superiorizar-se às boas jogadas e o Varzim, comandado por Nuno Capucho, voltou a festejar, com o defesa João Gomes a assinar um novo autogolo na partida aos 57, numa repetição do equívoco de Stanley, igualmente após um canto.

As mexidas dos dois treinadores pouco ou nada alteraram o rumo do jogo, mas, entre todos os enganos do jogo, o Estoril soube enganar uma última vez o Varzim e salvou um ponto no fim dos descontos, quando João Gomes se redimiu num desvio após um livre e fez o 2-2 final, perante 10, face à expulsão de Stanley.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio António Coimbra da Mota, na Amoreira.

Estoril Praia – Varzim, 2-2.

Ao intervalo: 1-1.

Marcador:

0-1, Jonathan, 23 minutos.

1-1, Stanley, 39 (própria baliza).

1-2, João Gomes, 57 (própria baliza).

2-2, João Gomes, 90+4.

Equipas:

– Estoril Praia: César Augusto, Pedro Queirós, Diney, João Gomes, João Vigário, Aylton (Gustavo Costa, 79), Filipe Soares (João Patrão, 62), Wallyson, Matheus (Dadashov, 42), Sandro Lima e Roberto.

(Suplentes: Igor, Dadashov, Gustavo Costa, Gonçalo Santos, João Patrão, João Pedro e Furlan).

Treinador: Luís Freire.

– Varzim: Emanuel, Payne, Silvério, Nelson Agra, Mário Sérgio, Cherif (Baikoro, 66), Estrela, Nelsinho, Ruan Teles (Ruster, 85), Jonathan (Pavlovski, 88) e Stanley.

(Suplentes: Broetto, Sandro, Pavlovski, Canário, Júlio Alves, Baikoro e Ruster).

Treinador: Nuno Capucho.

Árbitro: Fábio Melo (AF Porto).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Matheus (19), Filipe Soares (43), Stanley (47 e 89), Nelson Agra (53), João Gomes (67), Sandro Lima (71), Wallyson (71), Jonathan (71) e Ruan Teles (81). Cartão vermelho por acumulação de cartões amarelos para Stanley (89).

Assistência: Cerca de 800 espetadores.

Notícia atualizada às 21h55.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Futebol

Final da Taça de Portugal bate recorde de assistência em jogos oficiais de futebol feminino

Benfica, da 2.ª divisão, levantou o troféu

em

Foto: DR

A final da Taça de Portugal entre Benfica e Valadares Gaia atingiu hoje um novo recorde de assistências num jogo de futebol feminino oficial em Portugal, estando agora estabelecido em 12.632 espetadores.

A final vencida pelas ‘encarnadas’, por 4-0, sobre o Valadares Gaia, no Estádio Nacional, em Oeiras, teve mais 419 espetadores do que o desafio entre Sporting e SC Braga, também na final da prova ‘rainha’, em 2017.

Contudo, o jogo particular entre Sporting e Benfica disputa em 30 de março continua a ser aquele que teve mais espetadores (15.204) a assistir a uma partida de futebol feminino.

Continuar a ler

Futebol

Tondela e Desportivo de Chaves decidem permanência na I Liga

Última jornada da I Liga

em

Foto: DR

Tondela e Desportivo de Chaves decidem hoje qual das equipas se mantém na I Liga portuguesa de futebol, numa autêntica final da 34.ª e última jornada, que os transmontanos enfrentam com vantagem no confronto direto.

O penúltimo encontro do campeonato da época 2018/19 está marcado para as 17:30, em Tondela, e vai ser arbitrado por João Pinheiro, da associação de Braga.

As duas equipas chegam ao derradeiro embate com os mesmos 32 pontos, mas o Desportivo de Chaves tem vantagem no confronto direto – o primeiro critério de desempate -, uma vez que venceu na primeira volta na receção ao Tondela, por 2-1, com golos de André Luís e Luther Singh para os anfitriões e de Tomané para os beirões.

O campeonato encerra com o embate entre duas equipas de Guimarães, com a receção do Moreirense, quinto classificado, com 52 pontos, ao rival Vitória de Guimarães, que ocupa o sexto posto, com 49, e já assegurou uma vaga na próxima edição da Liga Europa.

Os vitorianos venceram o Moreirense na primeira volta, por 1-0, e, em caso de triunfo no jogo de hoje, ultrapassam a formação de Moreira de Cónegos.

No sábado, o Benfica sagrou-se campeão nacional pela 37.ª vez na sua história, com um triunfo sobre o Santa Clara, por 4-1, no Estádio da Luz, em Lisboa.

Programa e resultados da 34.ª e última jornada:

– Quinta-feira, 16 maio:

Belenenses – Nacional , 3-0

– Sexta-feira, 17 maio:

SC Braga – Portimonense, 2-0

– Sábado, 18 maio:

Feirense – Desportivo das Aves, 2-1

Marítimo – Boavista, 0-1

Vitória de Setúbal – Rio Ave, 1-3

Benfica – Santa Clara, 4-1

FC Porto – Sporting, 2-1

– Domingo, 19 maio:

Tondela – Desportivo de Chaves, 17:30

Moreirense – Vitória SC, 20:00

Continuar a ler

Futebol

Pelo menos 20 pessoas detidas no jogo e festejos junto ao estadio da Luz

37.º título de campeão

em

Foto: Imagens TVI

A Polícia de Segurança Pública deteve sábado pelo menos 20 pessoas durante o jogo e os festejos do título de campeão português de futebol no estádio da Luz, segundo o porta-voz do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP.

Em declarações à agência Lusa, André Oliveira Serra explicou, sem avançar números exatos, que foram detidas pelo menos 20 pessoas, a maioria por posse de artigos pirotécnicos na operação de segurança em torno do jogo entre o Benfica e o Santa Clara, incluindo nos festejos do título no final do desafio nas imediações do estádio da Luz.

O porta-voz do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP disse ainda que, também nas imediações do estádio da Luz e já depois de terminada a partida, uma pessoa ficou ferida ao ser atingida por um objeto, tendo sido assistida no local.

De acordo com André Oliveira Serra, vários adeptos arremessaram objetos contra a polícia, que, no entanto, nesta situação não teve necessidade de intervir.

Entretanto, na zona do Marquês de Pombal, para onde se deslocaram os festejos, o policiamento decorria, cerca da meia noite “dentro da normalidade”, segundo André Oliveira Serra.

O Sport Lisboa e Benfica venceu hoje a I Liga de futebol, conquistando o seu 37º título de campeão nacional.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Patrocinado

Reportagens da Semana

Populares