Seguir o O MINHO

Futebol

Capucho ‘passa-se’ após empate aos 90+5′: “O futebol português é uma vergonha”

Declarações do treinador barcelense e três lances apontados pelo Varzim, em jogo antecipado da II Liga, contra o Estoril.

em

O Estoril Praia e o Varzim empataram hoje 2-2, em jogo antecipado da sétima jornada da II Liga de futebol, numa manhã marcada pelos erros das duas equipas, que protagonizaram um encontro demasiado pobre, onde os visitantes se queixam do árbitro Fábio Melo (AF Porto).

Depois de sofrer o empate aos 90+5′, Nuno Capucho manifestou a sua indignação na flash interview da Sport TV: “Este futebol é uma vergonha! Porque estou a dizer isto? Porque sou maluco. Só digo que o futebol português é uma vergonha. Parece que está tudo controlado e que já decidiram quem vai subir”.

Poveiros queixam-se de lance que antecede o primeiro golo do Estoril, agressão de jogador do Estoril que já tinha um cartão amarelo e golo em fora-de-jogo, aos 95 minutos. Vídeo: Imagens da Sport TV partilhadas no Facebook de Varzim SC

Já ao início da noite, o clube da Póvoa de Varzim, partilhou os lances ao quais se referia o treinador, na sua página no Facebook.

A jogar em casa, instalado no quarto lugar e detentor do melhor ataque da prova (18 golos), o Estoril partia como favorito para a receção aos poveiros, mas viu o Varzim marcar no primeiro remate que fez no desafio, aos 23 minutos, depois do domínio inicial dos anfitriões.

Jonathan fletiu do flanco esquerdo para dentro da área e desferiu um remate cruzado em arco, que surpreendeu o guardião César Augusto.

Os estorilistas esboçaram então uma reação tão esforçada quanto desinspirada, intensificando a pressão, mas deixando o Varzim cada vez mais confortável para as transições rápidas. Apesar disso, foi feliz no caminho para o empate antes do intervalo, quando Stanley (37) fez autogolo com um cabeceamento para a própria baliza, na sequência de um pontapé de canto.

No segundo tempo, os erros continuaram a superiorizar-se às boas jogadas e o Varzim, comandado por Nuno Capucho, voltou a festejar, com o defesa João Gomes a assinar um novo autogolo na partida aos 57, numa repetição do equívoco de Stanley, igualmente após um canto.

As mexidas dos dois treinadores pouco ou nada alteraram o rumo do jogo, mas, entre todos os enganos do jogo, o Estoril soube enganar uma última vez o Varzim e salvou um ponto no fim dos descontos, quando João Gomes se redimiu num desvio após um livre e fez o 2-2 final, perante 10, face à expulsão de Stanley.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio António Coimbra da Mota, na Amoreira.

Estoril Praia – Varzim, 2-2.

Ao intervalo: 1-1.

Marcador:

0-1, Jonathan, 23 minutos.

1-1, Stanley, 39 (própria baliza).

1-2, João Gomes, 57 (própria baliza).

2-2, João Gomes, 90+4.

Equipas:

– Estoril Praia: César Augusto, Pedro Queirós, Diney, João Gomes, João Vigário, Aylton (Gustavo Costa, 79), Filipe Soares (João Patrão, 62), Wallyson, Matheus (Dadashov, 42), Sandro Lima e Roberto.

(Suplentes: Igor, Dadashov, Gustavo Costa, Gonçalo Santos, João Patrão, João Pedro e Furlan).

Treinador: Luís Freire.

– Varzim: Emanuel, Payne, Silvério, Nelson Agra, Mário Sérgio, Cherif (Baikoro, 66), Estrela, Nelsinho, Ruan Teles (Ruster, 85), Jonathan (Pavlovski, 88) e Stanley.

(Suplentes: Broetto, Sandro, Pavlovski, Canário, Júlio Alves, Baikoro e Ruster).

Treinador: Nuno Capucho.

Árbitro: Fábio Melo (AF Porto).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Matheus (19), Filipe Soares (43), Stanley (47 e 89), Nelson Agra (53), João Gomes (67), Sandro Lima (71), Wallyson (71), Jonathan (71) e Ruan Teles (81). Cartão vermelho por acumulação de cartões amarelos para Stanley (89).

Assistência: Cerca de 800 espetadores.

Notícia atualizada às 21h55.

Populares