Seguir o O MINHO

Futebol

“O FC Porto fez sete remates enquadrados e marcou cinco golos”

João Henriques

em

Imagem: Mais Futebol

Declarações no final do encontro FC Porto-Moreirense (5-0), da sexta jornada da I Liga portuguesa de futebol:

– João Henriques (treinador do Moreirense): “O FC Porto fez sete remates enquadrados e marcou cinco golos e nós não conseguimos, no segundo tempo, evitar que o adversário tivesse oportunidades.

Até entramos bem, a não deixar o FC Porto chegar à nossa área e a conseguirmos criar oportunidades. As coisas estavam a correr bem e dentro jogo até surgir o penálti.

Na segunda parte, deitámos tudo por terra, e não conseguimos manter o equilíbrio emocional. Devíamos continuar a tentar ferir o adversário e ter critério, mas não aconteceu nada disso. Demos ao FC Porto oportunidades para estarem confortáveis no jogo.

A equipa perdeu-se, não esteve bem posicionada, e permitiu ao adversário mostrar o quão forte é nas transições e aproveitar os nossos erros individuais.

Ficando mais confortável no jogo, a qualidade e confiança do FC Porto disparou. Tiveram mais bola e conseguiram controlar o desafio, e nós não mostramos o que preparámos durante a semana.

Em seis jornadas, defrontámos quatro equipas do top-6 da época anterior. Sabíamos que a probabilidade de somarmos muitos pontos nesta fase inicial não era alta, mas o grupo tem apresentado uma saúde tremenda em termos anímicos e físicos”.

– Sérgio Conceição (treinador do FC Porto): “O compromisso esteve desde o início, mas, antes do intervalo, não estávamos a fazer as coisas que foram pedidas e trabalhadas. Era preciso mais velocidade, circulação e melhor ocupação dos espaços.

Acho que na primeira parte fizemos umas cócegas ao Moreirense, apesar de termos tido situações para marcar.

Para a segunda parte, já foi de acordo com o que preparámos. Alertámos os jogadores que não basta serem tecnicamente evoluídos e ter posse de bola, tínhamos de ser mais agressivos na velocidade, movimento e nas variações.

Corrigimos algumas coisas e interpretámos bem esta segunda parte. O compromisso e atitude estiveram sempre lá”.

Populares