“O estado de espírito é de desilusão”

Liga Europa

Declarações após o jogo SC Braga-Union Saint-Gilloise (1-2), da terceira jornada do grupo D da Liga Europa de futebol, disputado hoje em Braga:

– Artur Jorge (treinador do SC Braga): “Foi um jogo difícil e um resultado ainda mais difícil para nós. Tivemos em largos períodos do jogo maior ascendente sobre o adversário, na segunda parte em particular. Fizemos esse primeiro golo que nos devia ter trazido mais capacidade para fazer um segundo golo, que nos teria dado mais segurança, mas com margem mínima permitimos uma reação do adversário no final.

Mais que ser favoritos [na Bélgica], temos é que ganhar. Partilho que esta equipa merece elogios porque continua a acreditar muito no que podemos fazer. Sou o primeiro defensor deste grupo de trabalho. Perdemos num grupo equilibrado, está tudo em aberto e acredito na minha equipa e tenho a esperança e a expectativa de poder vencer lá também para poder terminar o grupo no lugar que sempre desejei [primeiro].

Foi mérito do adversário ganhar o jogo.

Não achei isso [que a equipa nunca esteve confortável no meio-campo]. Achei que estivemos dentro do plano que traçámos, tivemos que ter muita paciência para conseguir desequilibrar o adversário, mas nem sempre conseguimos. Principalmente na segunda parte, fizemos o golo e tivemos mais oportunidades para marcar. O golo devia ter sido o momento para nos serenar e tentar ampliar a vantagem, mas tivemos uma reação que nos obrigou a defender num bloco mais baixo e, quando o adversário parecia satisfeito em levar daqui um ponto, teve depois a felicidade de fazer o segundo golo.

O estado de espírito é de desilusão. Após a derrota com o FC Porto [4-1], disse que estávamos preparados para reagir. O ponto de semelhança que encontro foi termos perdido os dois jogos. Temos que olhar para os dois, cada um com histórias diferentes, e não nos resta mais nada a não ser continuar a trabalhar, é a única forma que conheço no futebol. Temos que ser ainda mais dedicados para inverter este sentido, temos que saber lidar, o futebol é fértil nisto, é um momento menos bom para nós. No domingo, queremos já dar uma resposta para poder voltar a ganhar e podermos estabilizar no nosso percurso”.

– Karel Geraerts (treinador do Union Saint-Gilloise): “Este cenário ajuda a reforçar a dimensão da vitória, é um excelente resultado, ganhar no final tem sempre um sabor especial, esta vitória é mágica.

Fizemos uma primeira parte boa, temos de destacar que defrontámos uma excelente equipa do Braga, com jogadores muito rápidos e habilidosos. Tivemos algumas chances, não concretizámos, infelizmente, depois do Braga ter marcado quando nós reagimos.

[Apuramento para os oitavos de final quase alcançado?] Vamos continuar na nossa humildade. Temos nove pontos, mas vamos pensar jogo a jogo. O próximo é contra o Braga em casa, vamos sempre com a mentalidade de ganhar e depois vamos ver em que lugar ficamos.

[Cansaço do Braga nos últimos 30 minutos?] A nossa equipa esteve bem durante grande parte do jogo, há muitos jogos que são resolvidos nas partes finais. Após o 1-0 começámos a crescer, o Braga recuou no terreno e tinha legitimidade para isso, nós atacámos e fomos a equipa que procurou vencer o jogo. Esta vitória é justa.

[O Braga continua favorito?] Não acho que haja grande relevância nisso, quero que a minha equipa jogue sempre para vencer. O Braga é um grande clube, tem uma grande história, são segundos no campeonato e só tinham perdido com o FC Porto, são uma muito boa equipa e é favorito por causa disto.

Seguramente vamos tentar manter esta dinâmica, somos competidores, vamos continuar com a mesma ambição das últimas épocas. Há duas épocas ganhámos a II Liga belga e na última quase fomos campeões [da I]”.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Os 13 monumentos naturais do geoparque de Viana

Próximo Artigo

Vídeo musical "Havemos de ir a Viana" vence mais um prémio

Artigos Relacionados
x