Seguir o O MINHO

Ave

Nuno Melo exclui-se de corrida a líder do CDS

Eurodeputado de Joane, Vila Nova de Famalicão

em

Foto: DR /Arquivo

O eurodeputado Nuno Melo excluiu-se hoje da corrida à sucessão de Assunção Cristas na liderança do CDS e sugeriu que deve ser um dos cinco deputados eleitos a avançar em congresso.

Em declarações à agência Lusa, Nuno Melo afirmou que, na “atual conjuntura difícil” do partido, saída das legislativas, o futuro líder terá de poder “enfrentar o primeiro-ministro” nos debates quinzenais e “medir talentos” no parlamento, que agora tem deputados de dois partidos próximos “da área” do CDS, Iniciativa Liberal e Chega.

O vice-presidente e eurodeputado não toma posição sobre os candidatos já “em reflexão”, incluindo o deputado João Almeida, embora admitindo que haverá, fora do parlamento, potenciais candidatos com muito peso e “capacidade política” para liderar os centristas.

Nuno Melo diz ser o caso de Nuno Magalhães, Lobo Xavier, Adolfo Mesquita Nunes, Diogo Feio e Filipe Lobo D’Ávila.

O “atual momento, muito singular” na vida do partido, que nas legislativas de domingo se viu reduzido de 18 para cinco deputados, com 4,25% dos votos, não é comparável com a situação de 1991, quando o CDS era o único do espaço do centro-direita na Assembleia da República.

Agora, o caminho deverá passar por “chamar jovens e grupos de pessoas” de outras correntes e com outras experiências para conseguir “um ressurgimento” do partido.

E dramatizou: “Nesta fase, o objetivo não é só levantar, é também a sobrevivência do partido.”

À Lusa, Nuno Melo defendeu uma reflexão aprofundada sobre o que correu mal com o partido nas legislativas, sugerindo até “uma espécie de estados gerais” do CDS e da direita.

Um encontro onde estivessem sectores da sociedade até agora mais afastados do partido, das áreas empresariais ou culturais, exemplificou.

À Lusa, Nuno Melo defendeu uma reflexão aprofundada sobre o que correu mal com o partido nas legislativas, sugerindo até “uma espécie de estados gerais” do CDS e da direita.

Um encontro onde estivessem sectores da sociedade até agora mais afastados do partido, das áreas empresariais ou culturais, exemplificou.

Anúncio

Famalicão

Atiram pedras de viaduto na A3, partem vidro e deixam mulher ferida

Em Cruz

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

Uma mulher, cuja idade não foi possível apurar, sofreu ferimentos na sequência de um apedrejamento em plena Autoestrada n.º 3, em Famalicão, disse a O MINHO fonte da Guarda Nacional Republicana (GNR).

Bombeiros de Famalicão foram acionados para o local, junto à saída de Cruz, naquele concelho, cerca das 03:00 da madrugada deste sábado, para socorrer a vítima, que acabou transportada para o Hospital de Braga com ferimentos considerados “ligeiros”.

Naquele local, perto da saída de Cruz, os apedrejamentos “são regulares”, tendo já provocado danos em viaturas noutras ocasiões.

Não houve qualquer despiste da viatura. Os ferimentos terão sido provocados pela quebra de vidros e pela pedra lançada por terceiros, ainda não identificados.

A O MINHO, o comando territorial da GNR em Viana do Castelo confirmou a ocorrência, que foi registada por militares da divisão de trânsito sediada em Ponte de Lima.

Continuar a ler

Famalicão

Bombeiros de Famalicão oferecem 300 cabazes de Natal a quem mais precisa

Campanha solidária

em

Foto: Facebook de Bombeiros de Famalicão

Depois de um árduo trabalho durante dois meses, os Bombeiros de Famalicão já têm disponíveis cerca de 300 cabazes de Natal para oferecer às famílias carenciadas daquele concelho, anunciou este sábado a corporação.

Elementos da fanfarra daquela associação, iniciaram a recolha de alimentos no início de outubro, junto das superfícies comerciais, sendo bastante elogiadas por fonte da corporação pelo “trabalho fantástico de sensibilização”.

Para além dessa recolha, alguns dos alimentos foram doados como inscrição para a participação numa caminhada solidária, organizada pelos bombeiros para este efeito.

Houve ainda doação de anónimos e notáveis que contribuíram para esta causa abnegada.

A própria associação humanitária contribuiu com a compra de alimentos para “que nada falte na mesa das pessoas que vão receber os cabazes”.

Os cabazes estão a ser entregues, ao longo do dia de hoje, a famílias nas 49 freguesias do concelho de Famalicão.

“E assim conseguimos, mais uma vez, mostrar que todos juntos fazemos a diferença”, refere fonte da corporação.

Continuar a ler

Guimarães

Duas mulheres feridas após agressões em Guimarães

Violência doméstica

em

Foto: DR / Arquivo

Uma mulher, com cerca de 40 anos, e a filha, de 17, receberam tratamento hospitalar, na sexta-feira, depois de, alegadamente, terem sido alvo de agressões, disse a O MINHO fonte das autoridades.

Os Bombeiros de Guimarães receberam um alerta para duas mulheres feridas em agressões, em contexto de violência doméstica, na freguesia de Costa, mobilizando duas ambulâncias e quatro operacionais.

As vítimas foram transportadas para o Hospital de Guimarães pelos bombeiros locais.

Desconhece-se se terão sido agressões mútuas ou se existiram mais envolvidos na contenda.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Populares