Redes Sociais

Guimarães

Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia vai ter núcleo vocacionado para a área digital em Guimarães

Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia (IET).

 a

Portugal vai ter, até ao final do ano, um núcleo do Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia (IET) vocacionado para a área digital, que irá funcionar em Guimarães, avançou hoje à Lusa o ministro da Ciência e Tecnologia.

Manuel Heitor adiantou que o polo do IET funcionará em Guimarães, beneficiando das instalações do laboratório “DTx Digital Transformation CoLab“, dirigido pelo ex-reitor da Universidade do Minho António Cunha.

O núcleo português do Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia irá promover “emprego qualificado” e desenvolver projetos, como soluções digitais para sistemas de mobilidade nas cidades, nomeadamente nos transportes, segundo o ministro.

Criado em 2008, sob iniciativa da Comissão Europeia, o IET tem como missão promover a inovação nos países da União Europeia. A sua sede é em Budapeste, na Hungria.

Constituído em maio último, o laboratório português “DTx Digital Transformation CoLab” está direcionado para a investigação aplicada em áreas associadas à transformação digital, propondo-se desenvolver produtos que integrem materiais inteligentes, tecnologias digitais e soluções baseadas na inteligência artificial.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Guimarães

Guimarães procura mulheres “sem padrão de beleza” para desfile

Casting terá lugar na Plataforma das Artes e Criatividade.

Publicado

 a

Foto: DR

Um desfile de moda em Guimarães pela diversidade pretende abrir portas a “sonhos” de mulheres com dificuldades de integração social, nos vários contextos, devido à sua condição física ou faixa etária. O evento “Curvas Reais”, com a participação de estilistas de renome internacional e os alunos da CENATEX, convida as mulheres vimaranenses para realizar peças de vestuário para tamanhos grandes.

O casting para este desfile terá lugar no próximo sábado, 24 de novembro, na Plataforma das Artes e Criatividade (09:00 às 12:00 e das 14:00 às 19:00), cuja única condição é vestir tamanho 40 ou superior.

Foto: Divulgação/CM Guimarães

A vice-presidente da Câmara Municipal de Guimarães destacou “forte dimensão social” na promoção deste evento, ultrapassando o conceito dos estereótipos da moda. Adelina Pinto salientou a “necessidade de aceitar a diferença e assumir a identidade, sem que isso contribua para a diminuição enquanto pessoa”. A conferência de apresentação do evento “Curvas Reais em Guimarães” teve lugar esta segunda-feira com as presenças da Vice-presidente da Câmara Municipal, Adelina Pinto, da Vereadora da Ação Social, Paula Oliveira e Yolanda Cortizo, mentora do projeto.

“A elegância não tem idade nem tamanho” é o slogan que dá o mote para sensibilizar a comunidade para esta temática, pretendendo capacitar mulheres que se encontram desmotivadas por dificuldades de acesso a guarda roupa adequado às suas formas, levando-as a extremos de isolamento.

Esta ação será concretizada através da Divisão de Ação Social, da Educação, da Cultura e do Gabinete de Relações Públicas, da Câmara Municipal de Guimarães.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Continuar a ler

Guimarães

Agência bancária assaltada em Guimarães

Publicado

 a

Foto: DR/Arquivo

A agência do Montepio, na rua Albano Martins Coelho Lima, em São Jorge de Selho, concelho de Guimarãs, foi assaltada esta segunda-feira, cerca do meio-dia.

O assaltante entrou na dependência bancária com uma arma branca, tendo levado uma quantia de dinheiro que não foi revelada, segundo avançou, esta tarde, o “Guimarães Digital”, do Grupo Santiago.

O homem encontra-se a monte.

A PJ do Porto está a investigar o caso.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Continuar a ler

Guimarães

Homem que vandalizou campas em cemitério de Guimarães internado compulsivamente

Publicado

 a

Foto: Divulgação/JF Urgezes

O homem que provocou estragos em diversas campas no cemitério de Urgezes, em Guimarães, na passada sexta-feira, foi internado compulsivamente, este domingo. O internamento foi decidido pela PSP, e ocorreu na sequência de outros estragos provocados no apartamento onde residia, segundo avança o “Guimarães Digital”, do Grupo Santiago.

A destruição registada na sexta-feira terá sido causada por o homem estar insatisfeito pela forma como foram realizados os arranjos na campa da esposa, recém falecida.

Foto: Divulgação/JF Urgezes

Os proprietários das campas afectadas deverão proceder ao levantamento dos prejuízos a fim de fazer a respectiva queixa Crime à PSP de Guimarães.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Continuar a ler

Populares