Seguir o O MINHO

Futebol

Vitória o quarto grande? Novo presidente conta com sócio maioritário da SAD para isso

Miguel Pinto Lisboa, 23.º presidente do Vitória, tomou posse

em

O presidente do Vitória SC, Miguel Pinto Lisboa, realçou, esta segunda-feira, que o acionista maioritário da SAD, Mário Ferreira, é “parte da solução” para ajudar a equipa a tornar-se na quarta melhor da I Liga portuguesa de futebol.


Depois da vitória nas eleições de 20 de julho, com 50,6% dos 7.083 votos, Miguel Pinto Lisboa tomou hoje posse como 23.º presidente do clube minhoto e frisou que o detentor da maioria do capital (57%) da SAD vai ajudar a nova liderança vitoriana a cumprir o programa apresentado aos sócios, que inclui o objetivo de colocar a equipa de futebol entre as quatro melhores do país.

“Queria saudar a presença de Mário Ferreira, que sempre fará parte da solução e nunca do problema. Bem revelador da sua vontade para levar mais longe o nosso Vitória foi o passo muito firme que foi dado para permitir a esta nova direção a possibilidade de cumprir o prometido ao Vitória e aos seus sócios”, afirmou, no discurso de tomada de posse, no Centro de Artes e Espetáculos São Mamede, em Guimarães.

Durante a campanha, o recém-empossado dirigente afirmou que, caso de Mário Ferreira não concordasse com o seu “plano estratégico” para o Vitória, estaria disposto a comprar-lhe todas as ações e a passar a maioria das ações para o clube, mas hoje realçou que o objetivo principal é “pacificar o clube e a SAD”.

O novo Conselho de Administração da SAD vai ser eleito na terça-feira à noite, em Assembleia Geral de acionistas, sendo certo que a presidência está destinada a Pinto Lisboa, de acordo com o que disse na campanha eleitoral.

O 23.º presidente dos vimaranenses realçou ainda que o principal objetivo no imediato é o apuramento para a fase de grupos da Liga Europa, por questões “desportivas”, “financeiras” e “emocionais” para os adeptos – a equipa treinada por Ivo Vieira está na segunda pré-eliminatória da prova.

Antes, o presidente cessante, Júlio Mendes, desejou aos novos órgãos sociais “paz social” para desenvolverem o seu trabalho com “competência” e chegarem ao “sucesso”, tendo realçado o trabalho desenvolvido pela sua equipa nos últimos sete anos.

“Um projeto nunca é para a eternidade e olhamos com orgulho para o Vitória de hoje. A estrutura de que tantos falam é hoje mais organizada e mais capaz. O Vitória tem hoje condições para cumprir o caminho com sucesso. Terminámos a caminhada com a sensação de missão cumprida e a história fará justiça ao nosso trabalho”, disse.

A cerimónia contou ainda com a presença dos membros dos novos órgãos sociais e dos órgãos cessantes, dos candidatos derrotados nas últimas eleições, António Miguel Cardoso e Daniel Rodrigues, dos antigos presidentes António Pimenta Machado e Emílio Macedo da Silva e do antigo treinador Manuel Machado.

Anúncio

Futebol

Rio Ave junta-se ao Sporting na terceira pré-eliminatória da Liga Europa

Liga Europa

em

Foto: DR

O Rio Ave juntou-se hoje ao Sporting na terceira pré-eliminatória da Liga Europa de futebol, na qual tem duelo marcado com os turcos do Besiktas, com vista à qualificação para os ‘play-offs’ da prova.

Com o triunfo por 2-0 sobre os bósnios do Borac Banja Luka, a contar para a segunda pré-eliminatória, os vila-condenses ‘carimbaram’ a passagem à fase seguinte, visitando em 24 de setembro o conjunto turco, que foi relegado das fases preliminares da Liga dos Campeões.

Esta eliminatória voltará a ser disputada num só jogo, na Turquia, devido à pandemia de covid-19, sendo que, em caso de triunfo, o Rio Ave segue para os ‘play-offs’ da prova, igualmente a uma só mão, cujo sorteio se realiza esta sexta-feira, em Nyon, na Suíça.

Desta forma, o Rio Ave ficará já a saber qual o adversário que lhe calhará em sorte na derradeira eliminatória de acesso à fase de grupos, caso ultrapasse o Besiktas.

Por seu lado, o Sporting já tinha presença garantida na terceira pré-eliminatória, na qual vai receber, também em 24 de setembro, os escoceses do Aberdeen, que hoje eliminaram os noruegueses do Viking, por 2-0.

Em caso de apuramento para os ‘play-offs’, os ‘leões’ sabem de antemão que serão cabeças de série, ao contrário do Rio Ave, que não beneficia desse estatuto.

Sporting e Rio Ave tentam, assim, ‘palmilhar caminho’ na Liga Europa e reforçar o contingente luso na fase de grupos, na qual já estão Sporting de Braga e Benfica. Os ‘encarnados’ foram eliminados na terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões e ‘caíram’ diretamente para a fase de grupos da Liga Europa.

Continuar a ler

Futebol

“O Sá Pinto queria dispensar Trincão em janeiro”, revela Salvador

Entrevista

em

Foto: NEXT / SC Braga

O treinador Ricardo Sá Pinto queria dispensar o futebolista internacional português Trincão, agora no FC Barcelona, no ‘mercado’ de janeiro, revelou hoje o presidente do SC Braga, António Salvador.

“Numa reunião com o diretor de ‘scouting’, em fins de novembro [de 2019], para preparar [o ‘mercado’ de] janeiro, o Sá Pinto queria dispensar o Trincão. Eu disse que isso era impossível, que não podíamos dispensar um dos maiores talentos do futebol mundial e isso verificou-se. O Trincão é um grande jogador que vai marcar uma década como o melhor jogador do futebol português”, contou.

Trincão foi vendido em janeiro ao FC Barcelona por 31 milhões de euros, a maior transferência de sempre do Braga, mas continuou até ao final da época nos minhotos.

António Salvador, que falava numa entrevista à NEXT, canal de televisão do clube que transmite na internet e que inaugurou novas instalações, deixou elogios a Carlos Carvalhal, “um dos melhores treinadores do futebol português e até da Europa”, manifestando o desejo de continuar com o técnico mesmo após os dois anos de contrato.

Sobre a próxima época, disse não “prometer nada”.

“[Em] cada jogo, seja em que campo for, vamos lutar pela vitória. Acredito que vamos fazer uma grande época. Não temos limite de ambição. Nesta casa ninguém convive bem com a derrota ou o empate. Queremos ganhar, seja com Benfica, Porto ou Sporting e na Europa”, disse.

O presidente dos ‘arsenalistas’ considera que o Sporting de Braga tem “um grande plantel”, frisou que os reforços vieram “com o aval” do treinador e que, até ao fecho do mercado, “tudo pode acontecer”, notando que, “se não sair mais ninguém, também poderá não entrar mais ninguém”.

“Temos uma grande base, só saíram dois e que jogavam regularmente, um que foi jogando, o Palhinha, mas o Trincão só jogou na segunda volta, só jogou depois de o Sá Pinto sair do clube”, lembrou.

Sobre Paulinho, disse ser um “jogador muito importante” sobre o qual tem recebido “muitas abordagens, mas não houve propostas concretas que servissem os interesses do clube”.

“O Paulinho gostaria de dar um salto para uma liga competitiva. Além da questão financeira, acha que é o momento de sair, mas tem de perceber que, se não sair, tem de continuar a trabalhar para ser o melhor marcador do campeonato ou para ir à seleção nacional”, notou.

António Salvador revelou ainda que a pandemia de covid-19 “ajudou” a que Gaitán visse para Braga.

“O futuro dele [pós-futebol] pode passar por Portugal e isso facilitou o acordo. Numa conversa com ele, disse-me que jogaria no Benfica ou Braga. Foi fácil chegar a um acordo com um jogador talentoso, que ainda vai dar muito ao futebol português, até pela humildade que tem”, disse.

O dirigente elogiou a qualidade do futebol de formação do Braga, destacando que não houve reforços para as equipas de sub-19, sub-23 e equipa B, e deu o exemplo de Rodrigo Gomes, vaticinado que será “um dos melhores jogadores portugueses”.

“Os sócios têm de perceber que o Braga é um clube vendedor, que para manter este nível temos de ter mais-valias anuais de 15 milhões de euros”, disse.

Continuar a ler

Futebol

29 casos de covid obrigam a adiar jogo Sporting-Gil Vicente

Covid-19

em

Foto: DR

O Sporting-Gil Vicente, da primeira jornada da I Liga portuguesa de futebol, foi adiado, por não estarem reunidas as condições necessárias para a realização do jogo, informou hoje a Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte, em comunicado.

“Na sequência da informação facultada e da avaliação de risco face aos resultados obtidos em teste de pesquisa de SARS-CoV-2 [novo coronavírus], no cumprimento das competências atribuídas às autoridades de saúde, foi decidido pelas autoridades de saúde dos níveis nacional, regional e local, não estarem reunidas as condições necessárias para a realização do jogo do dia 19 de setembro de 2020 [sábado]”, lê-se no comunicado hoje emitido pelo organismo.

A decisão foi tomada após terem sido detetados oficialmente oito casos de covid-19 no Sporting – sete jogadores e um elemento da estrutura – e, segundo a ARS Norte, 19 no Gil Vicente, mais quatro do que os até agora anunciados pelo clube de Barcelos – 11 em futebolistas e oito na restante estrutura, incluindo o treinador principal, Rui Almeida.

A ARS Norte refere, no comunicado, que o Agrupamento de Centros de Saúde Barcelos/Esposende detetou o primeiro caso positivo de covid-19 no plantel gilista em 08 de setembro, tendo iniciado os procedimentos “preconizados nas orientações técnicas da Direção-Geral da Saúde (DGS)”, nomeadamente “a investigação epidemiológica, com a identificação dos contactos, a avaliação do risco da exposição e a determinação das medidas de saúde públicas necessárias e adequadas”.

Na sequência desses contágios, o plantel do Gil Vicente viu cancelado o jogo de pré-temporada com o Vitória de Guimarães, agendado para o passado sábado, entrou em quarentena entre domingo e terça-feira e não pôde treinar hoje, por falta de autorização das autoridades de saúde.

Também no Sporting verificaram-se casos de contágio, tendo os primeiros três obrigado ao cancelamento do jogo dos Cinco Violinos do passado domingo frente aos italianos do Nápoles.

As autoridades de saúde “continuarão a acompanhar a evolução desta situação e a desenvolver as medidas de saúde pública consideradas necessárias, em articulação com as entidades gestoras”, refere ainda o comunicado.

O jogo entre Sporting e Gil Vicente, agendado para as 18:30 de sábado, no Estádio José Alvalade, em Lisboa, é o primeiro do principal campeonato português a ser adiado devido à pandemia de covid-19, depois dos embates da II Liga, entre Feirense e Desportivo de Chaves, na passada sexta-feira, e entre Académico de Viseu e Académica, no passado sábado, terem sido adiados pela mesma razão.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 941.473 mortos e mais de 29,9 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.888 pessoas dos 66.396 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Continuar a ler

Populares