Seguir o O MINHO

Braga

“No namoro não há guerra”: PSP de Braga sensibiliza alunos contra a violência no namoro

Ação de prevenção

em

Foto: Divulgação / PSP de Braga

O Comando Distrital da PSP de Braga realizou através de elementos policiais afetos ao Modelo Integrado de Policiamento de Proximidade (MIPP/EPES) diversas ações de sensibilização sobre a temática “No Namoro Não Há Guerra”.

Estas ações de sensibilização têm como objetivo a prevenção da criminalidade e delinquência, orientada para a prevenção criminal da violência no namoro e, de forma subsidiária, para a violência doméstica.

Durante o ano letivo de 2018/2019, no âmbito do programa Escola Segura (componente do modelo integrado de policiamento de proximidade da PSP), esta temática continuou muito presente na atividade policial, com 1.335 ações específicas sobre a temática da violência do namoro, envolvendo 35.212 alunos a nível nacional.

Já no que concerne a episódios de violência reportados à PSP, durante o ano de 2019, foram registadas mais de 1.200 denúncias de violência no namoro entre ex-namorados e 900 denúncias de violência entre namorados (totais aproximados, porquanto a estatística global de 2019 ainda se encontra em consolidação).

A grande maioria das vítimas é do sexo feminino, na faixa etária dos 18 aos 24 anos. Já o sexo masculino é, maioritariamente, vitimizado neste contexto na faixa etária entre os 25 e os 34 anos.

O suspeito médio, tanto masculino como feminino, encontra-se usualmente na faixa etária entre os 25 e os 34 anos de idade.

Para colmatar algumas falhas de perceção entre jovens – como a interpretação que a violência no namoro poderá constituir ato de demonstração de interesse acrescido entre parceiros -, a PSP no período entre 12 e 19 de fevereiro, através das Equipas do Programa Escola Segura, iniciou a Operação “No Namoro não há Guerra”.

Esta Operação tem como objetivo fulcral a realização de ações de sensibilização junto dos alunos do 3.º ciclo do ensino básico e do ensino secundário, promovendo a prevenção da violência no namoro e violência doméstica.

Populares