Seguir o O MINHO

Braga

No meio de polémica, Sónia Fertuzinhos deve ser a escolha do PS para cabeça-de lista por Braga

Partido Socialista fecha hoje as listas com Braga, a par da Guarda, a criar dificuldades

em

Foto: Divulgação

A vimaranense Sónia Fertuzinhos deve ser a cabeça de lista indicada pelo PS para o distrito de Braga. O processo da constituição da lista no distrito não está fácil e a direcção do partido, que reúne hoje para aprovar as listas, vai tomar o processo entre mãos. A polémica está instalada desde a indicação dos nomes pela Federação Distrital e promete aquecer mais com a finalização do processo.

Segundo o jornal Público, a escolha de Fertuzinhos coube à direcção nacional que indicou ainda o número dois e o número três: o actual secretário de Estado Adjunto e da Mobilidade, José Mendes, e a presidente da JS, Maria Begonha, respectivamente.

Os quarto, quinto, sexto, sétimo e oitavo lugares serão preenchidos por Joaquim Barreto, Hugo Pires, Palmira Maciel, Luís Soares e Nuno Sá. Maria Augusta Santos e Pompeu Martins ocupam a nona e décima posição numa lista que não é totalmente paritária.

Ora, a Federação Distrital tinha indicado outros nomes que foram considerados “inaceitáveis” por dirigentes e militantes a começar por Pedro Sousa. Recorde-se que o filho do antigo vice- presidente da Câmara de Braga, Vítor Sousa, havia movido um processo contra o PS que não chegou a julgamento mas o partido desembolsou 5.250 euros de indemnização. Também Daniel Bastos, de Fafe e ligado a um movimento independente deve ficar fora depois de forte contestação local. A indicação de Dora Gaspar de Vizela também não é bem vista por considerarem que a actual assessora do secretário de Estado da Agricultura e Alimentação não tem perfil.

Recorde-se que o líder do PS de Barcelos recusou o 15.º lugar e preferiu sair da lista. A Vila Verde foi atribuída a 14.ª posição.

Quem é Sónia Fertuzinhos?

Sónia Ermelinda Matos da Silva Fertuzinhos é natural da freguesia de Ponte, em Guimarães, tem 46 anos, licenciada em relações internacionais-económicas e políticas com pós-graduação em estudos europeus.

Casada com o Ministro Vieira do Silva está há mais de vinte anos na Assembleia da República onde desempenhou diversas funções.

É membro da Assembleia Municipal de Guimarães, foi fundadora e Membro do Secretariado Executivo do Forum Interparlamentar Europeu de População e Desenvolvimento, coordenadora do PS da 13.ª Comissão, Paridade, Igualdade de Oportunidades e Família, Presidente do departamento nacional de Mulheres Socialistas e membro das Comissões Parlamentares de Assuntos Europeus, Igualdade de Oportunidades e Família, Trabalho e Assuntos Sociais.

Recorde-se que Sónia Fertuzinhos, juntamente com o marido, estiveram, curiosamente, no centro do escândalo que se gerou em torna da Raríssimas – Associação Nacional de Deficiências Mentais e Raras – e levou à demissão de Manuel Delgado, ex-secretário de Estado da Saúde, imediatamente sucedido por Zorrinho.

A atual deputada foi, também, uma das visadas na polémica dos subsídios das viagens, uma vez que deu como morada o distrito de Braga mas tinha residência fixa em Lisboa. Atribuição de um subsídio, por parte do Ministério de Vieira da Silva, à IPSS onde a mãe de Fertuzinhos e sogra do Ministro era responsável, veio também a lume.

Notícia atualizada às 16:46

Populares