Redes Sociais

“Ninguém ficará admirado” se o Braga vencer a Taça de Portugal

Desporto

“Ninguém ficará admirado” se o Braga vencer a Taça de Portugal

O treinador do Sporting de Braga revelou ontem a “enorme vontade” de conquistar a Taça de Portugal de futebol e “fazer história” diante do Sporting, tendo frisado que “ninguém ficará admirado” se os bracarenses conquistarem a prova.

Apesar de admitir que os ‘leões’ têm um historial mais vasto na prova ‘rainha’, Sérgio Conceição, que falava na antevisão do jogo decisivo, marcado para domingo, no Estádio Nacional, realçou o percurso dos minhotos na edição deste ano.

“A equipa do Sporting de Braga tem demonstrado ao longo destes anos que pode ganhar a qualquer adversário. Na Taça, fomos ganhar fora ao Vitória de Guimarães, ao bicampeão nacional [Benfica] e ganhámos em casa por 7-1 [ao Belenenses]. Se o Sporting de Braga ganhar, ninguém ficará admirado”, afirmou, em conferência de imprensa.

O técnico revelou a “vontade enorme” de conquistar o troféu e, assim, “dar uma alegria enorme à cidade” bracarense, tendo sido perentório na sua manifestação: “Há uma vontade enorme de chegar às 17:15 [de domingo] e ir para cima deles.”

De resto, Sérgio Conceição fez questão de salientar a oportunidade que os ‘arsenalistas’ têm pela frente, naquela que será a quinta presença na decisão da prova e na qual não participavam desde 1998, então diante do FC Porto.

“Os jogadores estão conscientes de que podemos fazer história. Esta é a quinta final do Braga, que ganhou uma Taça há 49 anos. O Sporting esteve em 27 finais e ganhou 15. O Sporting fica a ganhar, mas nesta final os jogadores acabam por esquecer um pouco essa história e vivem o momento”, realçou.

Dessa forma, o técnico garantiu que o Sporting de Braga vai ter “um rendimento diferente” do apresentado nas duas derrotas desta época com os ‘verde e brancos’, para o campeonato (1-0 em Braga e 4-1 em Alvalade).

“Sempre fomos uma equipa competitiva, tirando alguns jogos nesta parte final da época. Sabemos os pontos fortes e menos fortes do Sporting e eles saberão também os nossos. Penso que vai se um jogo bem disputado, com intensidade e com duas equipas a quererem ganhar”, referiu, afirmando esperar “um Sporting igual ao do campeonato, forte na construção de jogo e fiel aos seus princípios”.

Por outro lado, o antigo internacional português considerou que a nomeação do árbitro Marco Ferreira para dirigir a partida foi “um prémio grande” pela “boa época” que o juiz madeirense realizou: “Espero que dê continuidade a essa boa época e seja parte positiva do espetáculo.”

Já no que diz respeito ao estado do relvado do Estádio Nacional, Sérgio Conceição disse ter ficado “surpreendido pela positiva”.

“Treinei aqui muitos anos pela seleção e encontrei um relvado em bom estado. Não é o melhor relvado em Portugal, mas pareceu-me bem tratado e não acho que vá influenciar o jogo”, afirmou.

Sporting e Sporting de Braga disputam a 75.ª final da Taça de Portugal, hoje, a partir das 17:15, no Estádio Nacional, em Oeiras.

Clique para comentar

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mais Desporto