Seguir o O MINHO

País

Nenhum dos países da UE no bom caminho para atingir metas de desenvolvimento sustentável

Relatório técnico independente

em

Foto: DR / Arquivo

Nenhum dos 28 países da União Europeia está no bom caminho para atingir em 2030 as metas do desenvolvimento sustentável definidas pelas Nações Unidas, segundo um relatório técnico independente hoje divulgado.


O documento foi elaborado pela Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (SDSN, na sigla inglesa) e pelo Instituto para a Política Ambiental Europeia, que criaram indicadores para avaliar o progresso dos vários países da União Europeia quanto aos 17 objetivos de desenvolvimento sustentável definidos pela ONU para 2030.

O relatório conclui que, apesar de os países europeus liderarem globalmente os objetivos de desenvolvimento sustentável, “nenhum deles está no caminho certo para alcançar” as metas traçadas para 2030, sugerindo “grandes transformações”, sobretudo para melhorar indicadores relacionados com o clima ou a biodiversidade.

Dinamarca, Suécia e Finlândia são os países que estão mais perto de atingir os objetivos, enquanto Bulgária, Roménia e Chipre ocupam os últimos lugares entre os 28 estados avaliados. Portugal surge quase a meio da tabela, em 15.º lugar.

Os maiores desafios dos países da União Europeia prendem-se com as metas relacionadas com o clima, a biodiversidade e a economia circular, bem como com a convergência entre padrões ou níveis de vida, tanto dentro de cada país como entre países e regiões.

O relatório traça seis medidas ou transformações que, em conjunto, podem fazer a União Europeia alcançar os 17 objetivos do desenvolvimento sustentável.

O ‘European Green Deal’ [Pacto Verde da Europa] pode ser “a pedra angular da implementação dos objetivos do desenvolvimento sustentável”. Deve incluir uma estratégia à escala da União Europeia para descarbonizar totalmente o sistema energético até 2050, fortalecer a economia circular e promover o uso sustentável da terra e da produção do sistema de produção alimentar até 2050, refere o relatório.

A União Europeia precisa ainda de aumentar o investimento público e privado em infraestruturas sustentáveis, incluindo energia e transportes, o que exigirá maior financiamento.

É ainda recomendado um aumento de investimento na área da educação, formação e inovação, com um especial enfoque na área de Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemáticas e em investigação em tecnologias sustentáveis.

O relatório sugere ainda que a União Europeia coloque o desenvolvimento sustentável no centro da sua atividade diplomática e na área da cooperação.

Entre os 17 objetivos do desenvolvimento sustentável estão a erradicação da pobreza e da fome, água potável e saneamento, saúde de qualidade, energias renováveis e acessíveis ou produção e consumo sustentáveis.

Os objetivos foram definidos em 2015, como uma agenda de ação até 2030, que se baseou nos progressos e lições aprendidas com os oito objetivos de desenvolvimento do milénio, no período entre 2000 e 2015.

Anúncio

País

Governo aprova manutenção de Estado de Alerta até final do mês

Estado de Alerta

em

António Costa. Foto: Twitter / António Costa

O Governo aprovou na terça-feira a manutenção, até ao final do mês, da situação de alerta na generalidade do continente, de contingência na Área Metropolitana de Lisboa e de calamidade em 19 freguesias, no âmbito da pandemia da covid-19.

A intenção do executivo já tinha sido anunciada na segunda-feira pela ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, na sequência de uma reunião com os presidentes dos municípios de Lisboa, Sintra, Loures, Amadora e Odivelas (todos no distrito de Lisboa), nos quais se localizam as 19 freguesias mais afetadas.

No comunicado relativo à reunião extraordinária do Conselho de Ministros, realizada hoje por via eletrónica, é referido que as situações de alerta, contingência e calamidade vão permanecer das 00:00 do dia 15 (quarta-feira) até às 23:59 do dia 31 de julho.

“Esta decisão tem em consideração que, apesar de se verificar uma tendência decrescente do número de novos casos de doença na maioria das regiões do território nacional, regista-se uma incidência persistente em algumas áreas da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, concretamente na zona Norte da Área Metropolitana de Lisboa”, lê-se na nota.

Continuar a ler

País

Os números do Euromilhões

Sorte

em

Foto: O MINHO / Arquivo

É esta a chave do sorteio do Euromilhões desta terça-feira, 14 de julho: 11, 22, 30, 37 e 47 (números) e 9 e 10 (estrelas).

Em jogo para o primeiro prémio está um valor de 26 milhões de euros.

Continuar a ler

País

Tribunal rejeita providência cautelar da IL para travar nomeação de Centeno para BdP

Da Iniciatica Liberal

em

Mário Centeno. Foto: DR / Arquivo

O Supremo Tribunal Administrativo rejeitou hoje a providência cautelar da Iniciativa Liberal para travar a nomeação de Mário Centeno para governador do Banco de Portugal, manifestando-se incompetente para apreciar este “ato político”.

“Sendo a nomeação do Governador do BdP feita por resolução do Conselho de Ministros sob proposta do ministro das Finanças um ato político, não estando em causa qualquer dimensão de legalidade da mesmo e já que a situação jurídica a atender tem de ser necessariamente a que está em vigor no presente momento, é este STA [Supremo Tribunal Administrativo] incompetente em razão da matéria para conhecer da presente providência”, refere a decisão deste tribunal a que a agência Lusa teve acesso.

O deputado único da Iniciativa Liberal (IL), João Cotrim Figueiredo, anunciou em 08 de julho que iria interpor uma providência cautelar para que fosse impedida a nomeação de Centeno como governador do Banco de Portugal antes da conclusão do processo legislativo parlamentar sobre o tema.

Continuar a ler

Populares