Seguir o O MINHO

Cávado

Não faltou nada na feira em Apúlia para ajudar o Serginho

Solidariedade

em

Foto: Juntos pelo Serginho

Bolos, roupa, calçado, frutas, vegetais, livros e outros artigos foram oferecidos para uma feira que se realizou este domingo em Apúlia, Esposende, para angariar fundos para a família do Serginho, criança que ficou com 90% de incapacidade depois de ter sido atropelado em junho de 2019.

A Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola de Fonte Boa cedeu a tenda para que se pudesse realizar a feira, enquanto que a comunidade (entre os quais agricultores, empresários e pasteleiros) se mobilizou para ofertar vários itens para vender.

Foto do grupo “Juntos pelo Serginho”

Foto do grupo “Juntos pelo Serginho”

Foto do grupo “Juntos pelo Serginho”

Foto do grupo “Juntos pelo Serginho”

Foto do grupo “Juntos pelo Serginho”

A título de exemplo da mobilização, só uma esposendense, Renata Ferreira, confeccionou 26 bolos graças a oferta de anónimos e do Supermercado Vila Chã. Mas as ofertas vieram ainda de outros pontos da região, como da Aguçadoura (Póvoa de Varzim) e de Barcelos.

Foto do grupo “Juntos pelo Serginho”

Compareceram dezenas de pessoas ao longo da tarde na feirinha contribuindo assim para uma ajuda aos pais da criança, que atravessam dificuldades financeiras desde que ocorreu o acidente, uma vez que a mãe teve de deixar de trabalhar para cuidar a tempo inteiro do pequeno Sérgio.

Foto do grupo “Juntos pelo Serginho”

Ao longo do último mês, têm sido várias as ofertas por esta causa, desde camisolas dos principais clubes portugueses para leiloar nas redes sociais, oferta de cheques, donativos e até prestação de serviços de construção civil de forma gratuita para ajudar a obras necessárias para adaptar a casa à falta de mobilidade de Serginho.

Foto do grupo “Juntos pelo Serginho”

Está ainda aberta uma conta solidária, devidamente autorizada pelo Ministério da Administração Interna, onde pode deixar o seu donativo: NIB PT 50 0007 0000 0050 0021 2272 3

Populares