Seguir o O MINHO

Ponte de Lima

Na praxe da Escola Superior Agrária em Ponte de Lima vindima-se: “É a melhor forma de integração”

De tesoura na mão, estudantes, funcionários e docentes, vão vindimar as uvas loureiro.

em

Vindimas na ESA, em Refóios do Lima. Foto: Divulgação / IPVC

A época das vindimas está aí e a Escola Superior Agrária de Ponte de Lima (ESA-IPVC) já lançou o desafio a toda a comunidade para fazer parte desta tradição centenária, conforme se pode ler no site de Internet daquela unidade do do Instituto Politécnico de Viana do Castelo.

De tesoura na mão, estudantes, funcionários e docentes, vão vindimar as uvas loureiro que se encontram na quinta da Escola em Refóios do Lima, nos dias 20, 21 e 24 de setembro, incluindo os caloiros.

“É a melhor forma de integração na academia”, começa por afirmar a diretora da ESA-IPVC, Ana Paula Vale, que tem por tradição envolver toda a academia nas vindimas.

Mosteiro de Refóios do Lima e Escola Superior Agrária de Ponte de Lima. Foto: DR / Arquivo

“Vão estar envolvidos todos os novos alunos dos cursos de Agronomia, Gestão de Empresas Agrícolas e de Fruticultura, Viticultura e Enologia, professores, funcionários e todos aqueles que pretendam juntar-se a nós para vindimar uns belíssimos cachos de uvas Loureiro das nossas vinhas”.

Para além de ser uma atividade de integração e fomentar o convívio entre os recém-chegados à ESA-IPVC, Ana Paula Vale sublinha a componente pedagógica da iniciativa.

Aluno com 18,1 valores tem nota mais alta de entrada no IPVC e escolheu Desporto e Lazer

“Não só os integramos na comunidade académica da ESA como de certa forma acabam por ter uma aula prática sobre uma área com que irão trabalhar. Além do mais estas práticas positivas e integradoras beneficiam e facilitam a inserção dos alunos nos cursos e na Escola”, salienta a diretora, citada na nota divulgada no site da Escola Superior.

Ao todo a diretora da ESA-IPVC estima contar com mais de meia centena de “ajudantes” garantindo que apesar de todo o trabalho a animação também não irá faltar. As uvas colhidas irão depois para a adega de Ponte de Lima.

Populares