Seguir o O MINHO

Ave

Municípios do Ave com 1,3 milhões para baixar preços dos transportes públicos

Guimarães, Famalicão, Fafe, Cabeceiras de Basto, Póvoa de Lanhoso, Vizela, Vieira do Minho e Mondim de Basto

em

Foto: Divulgação / CM Guimarães

A Comunidade Intermunicipal (CIM) do Ave tem 1,385 milhões de euros para investir no programa de redução tarifária nos transportes públicos, dos quais 1,351 milhões são assegurados pelo Fundo Ambiental, segundo dados a que a Lusa hoje teve acesso.

Os oito municípios da CIM (Guimarães, Famalicão, Fafe, Cabeceiras de Basto, Póvoa de Lanhoso, Vizela, Mondim de Basto e Vieira do Minho) entram com a fatia restante.

A maior verba cabe a Guimarães, que irá dispor de mais de 546 mil euros para investir neste programa.

Daquele montante, 310 mil euros serão destinados à gratuitidade, já a partir de abril, do passe dos mais de 1.800 alunos do ensino secundário que residem a mais de três quilómetros da escola.

Ainda no âmbito do transporte escolar, no ano letivo 2019/2020 haverá uma comparticipação de 50% dos passes de alunos do ensino básico e secundário que residam a uma distância inferior a três quilómetros do estabelecimento de ensino, num custo previsto superior a 192 mil euros.

Uma terceira ação, também dirigida a crianças e jovens até aos 18 anos, visa a comparticipação em 50% dos passes para o mês de agosto, período de férias escolares e atualmente não abrangido pelo passe escolar, por forma a garantir a mobilidade e promover a sua capacidade de deslocação em transporte público, no concelho de Guimarães.

Por último, a autarquia propõe-se a comparticipar o passe da Linha Cidade (TUG) aos assinantes do passe da CP – Comboios de Portugal, com Guimarães como origem ou destino.

Nesse pressuposto, o município de Guimarães comparticipará em sete euros o valor do passe da Linha Cidade.

Para Famalicão, o Programa de Apoio à Redução do Tarifário dos Transportes Públicos (PART) reserva quase 277 mil euros, que serão aplicados, desde logo, na gratuitidade generalizada do “Voltas”, transporte público urbano que circula no interior da cidade e que até agora era gratuito apenas para os titulares de bilhetes de outros transportes públicos.

A verba servirá ainda para financiar a gratuitidade do passe escolar que em Famalicão abrange todos os níveis de ensino desde o 1.º ciclo até ao secundário.

O PART começa em 01 de abril nas duas áreas metropolitanas (Lisboa e Porto) e em várias CIM, incluindo a do Ave.

O programa prevê que as 21 CIM recebam, através do Orçamento do Estado, um total de 23,2 milhões de euros para adotarem medidas de redução tarifária nos transportes públicos nos respetivos territórios.

O Governo incumbiu cada CIM de definir a nível local qual será o valor da redução no preço das viagens.

Esta iniciativa está inserida no Programa de Apoio à Redução do Tarifário dos Transportes Públicos (PART), que conta com 104 milhões de euros do Fundo Ambiental, através do Orçamento do Estado, e terá a comparticipação de 12 milhões de euros dos municípios, um valor acima do previsto.

A fórmula de cálculo dos valores a receber ou a comparticipar por cada Área Metropolitana ou CIM tem em conta o número de utilizadores dos transportes públicos, o tempo médio utilizado nas deslocações e “um fator de complexidade dos sistemas de transporte das áreas metropolitanas”.

Pelo menos 60% do total que cada uma destas entidades vai receber terá de ser aplicada em “ações de apoio à redução tarifária nos transportes públicos coletivos” e o restante utilizado “no aumento da oferta de serviço e na extensão da rede”.

O objetivo do Governo é conseguir mais 100 mil utilizadores dos transportes públicos, num total de mais 63 milhões de viagens anuais, reduzindo em 79 mil toneladas as emissões de dióxido de carbono.

Anúncio

Guimarães

Obras no parque para apoio a igreja em Guimarães

Obras públicas

em

Foto: Divulgação / CM Guimarães

A Câmara de Guimarães revelou hoje que a freguesia de Atães passará a contar uma área reformulada na zona envolvente à igreja de S. Cosme e S. Damião com o objetivo de facilitar o acesso da população que ali desloque.

“[Este projeto] tem em atenção as necessidades de todo o território e da população em geral. Fizemos e estamos a fazer diversas obras nas freguesias, em articulação com as juntas, no sentido de fortalecer a coesão territorial e garantir um desenvolvimento global do nosso concelho”, refere o presidente da Câmara de Guimarães, Domingos Bragança, citado numa nota da autarquia.

O autarca visitou as obras em Atães com o presidente da União de Freguesias de Atães e Rendufe, Patrício Araújo.

Em causa está a criação de uma zona de estacionamento para cerca de uma centena de viaturas, somando-se o alargamento da via, uma zona de lazer e obras de beneficiação no adro da igreja.

Continuar a ler

Guimarães

BMW de 92 mil euros, roubado em Guimarães, encontrado numa garagem em Gaia

Crime

em

Foto: Divulgação / GNR

Uma viatura de luxo furtada em Guimarães foi encontrada, na sexta-feira, numa garagem em Vila Nova de Gaia, após ação do Núcelo de Investigação Criminal da GNR.

Em comunicado, aquela polícia dá conta da recuperação da viatura, no valor de 92 mil euros, numa garagem de uma habitação em São Félix da Marinha, no concelho do distrito do Porto, após uma denúncia anónima.

Após diligências, os militares realizaram uma busca àquele domicílio, apreendendo a viatura, um pára-choques e duas matrículas alemãs falsificadas.

Foi identificado um homem de 31 anos, proprietário da habitação.

A viatura e o restante material foram recuperados e os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Vila Nova de Gaia.

Continuar a ler

Guimarães

Guimarães reabre portas a turistas com reforço no “Turismo de Natureza”

Turismo

em

Foto: Divulgação / CM Guimarães

A Câmara de Guimarães prepara o desconfinamento no turismo, com a abertura, no próximo dia 01 de junho, do posto de turismo da Praça de São Tiago, com todas as medidas de higiene e segurança recomendadas pela DGS (e já com o selo ‘Clean & Safe’ do Turismo de Portugal).

Em comunicado, a autarquia refere que, até 30 de setembro, o posto irá funcionar de segunda a sexta-feira, das o9:30 às 19:00, aos sábados, das 10:00 às 19:00, e aos domingos e feriados, das 10:00 às 17:00.

A mesma nota dá conta de “uma aposta clara no segmento de Turismo de Natureza, no desenvolvimento sustentável do território e na diminuição da sazonalidade”: “Guimarães favorece uma relação harmoniosa entre cultura e natureza: do Centro Histórico Património Mundial avista-se um inigualável Património Natural”.

A autarquia pretende atingir as diretrizes europeias para o desenvolvimento sustentável e “contribuir para o posicionamento do concelho como um exemplo no balanço entre o património cultural e o seu património natural que se estende pelo território”, dando como exemplo os percursos pedestres de S. Torcato, Penha ou Briteiros, as Termas das Taipas e a Citânia de Briteiros, o Paço dos Duques, Castelo de Guimarães, Museus e a Basílica de São Torcato.

Apostam ainda no projeto Enoturismo, que inclui visitas guiadas às adegas com prova e compra de vinhos, participação nas atividades agrícolas e nas vindimas ou mesmo a dormida em algumas das quinta vinícolas associadas.

“Tudo isto no estrito cumprimento das mais exigentes regras sanitárias por parte dos operadores para que, para além do prazer dos sentidos, todos se sintam seguros”, conclui a autarquia.

Continuar a ler

Populares