Redes Sociais

Canoagem

Mundial de Canoagem arrancou em Prado

 a

Foto: Joaquim Gomes / O MINHO

O Campeonato do Mundo de Maratona em Canoagem / Vila de Prado 2018 arrancou ao final da tarde desta quarta-feira, naquela localidade fluvial, em Vila Verde, com 38 delegações estrangeiras oriundas de quatro continentes naquela que é a primeira competição mundial em Portugal.

Até ao próximo domingo competirão na Praia Fluvial do Faial e toda a zona envolvente, na Vila de Prado, em Vila Verde, mais de mil atletas, em representação de 38 países, com os melhores praticantes mundiais, que é considerada “uma oportunidade para os amantes da modalidade poderem assistir a um espetáculo desportivo de elevada qualidade”, referiu a MINHO o vereador do Desporto da Câmara Municipal de Vila Verde, Patrício Araújo.

Foto: Joaquim Gomes/O MINHO

Foto: Joaquim Gomes/O MINHO

Foto: Joaquim Gomes/O MINHO

Foto: Joaquim Gomes/O MINHO

Foto: Joaquim Gomes/O MINHO

Foto: Joaquim Gomes/O MINHO

Ao fim da tarde desta quarta-feira decorreu a cerimónia oficial de abertura e segundo o aquele responsável, “é um prazer recebermos toda esta gente, de quase quatro dezenas de países, marcando de forma uma indelével o desporto em Vila Verde e em toda a região”.

“É uma marca importante no desporto nacional, na medida em que Portugal realiza pela primeira vez um campeonato mundial de canoagem, já na senda do Europeu de 2013 e da Taça de Mundo de 2016, sendo seu corolário”, acrescentou Patrício Araújo a O MINHO.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Canoagem

Fernando Pimenta eleito atleta do ano do Comité Olímpico pelo quarto ano consecutivo

Publicado

 a

Foto: Facebook de Vítor Félix

O canoísta Fernando Pimenta, a par da marchadora Inês Henriques, voltou hoje a receber a medalha de excelência desportiva do Comité Olímpico de Portugal (COP), durante a Celebração Olímpica de 2018.

À semelhança de 2015, 2016 e 2017, Fernando Pimenta foi escolhido como atleta de 2018, ano em que se sagrou campeão do mundo de K1 1.000 e 5.000 metros, num campeonato disputado em Montemor-o-Velho, além de ter sido também campeão europeu da distância mais curta.

Também Inês Henriques voltou a ser galardoada, tal como no ano passsado, depois de se ter sagrado campeã europeia dos 50 quilómetros de marcha, nos Europeus de Berlim.

A treinadora e vereadora da Câmara Municipal de Braga Sameiro Araújo, que orientou atletas como Manuela Machado, Dulce Félix ou Jéssica Augusto, foi galardoada com a Ordem Olímpica Nacional.

O canoísta José Ramalho recebeu o prémio ética desportiva, depois de no Mundial de maratonas de 2018 ter andado mais de 3,5 quilómetros com a sua embarcação a meter água, concluindo, mesmo assim, a prova na sexta posição.

Porta-estandarte nas cerimónias de abertura e encerramento dos Jogos Olímpicos Tóquio1964, Fernando Costa Matos foi galardoado a medalha de mérito pelo papel ligado ao judo, ao longo de mais de 50 anos.

O Prémio Juventude foi entregue à judoca Patrícia Sampaio (-78kg), campeã da Europa de juniores e bronze no Mundial da mesma categoria, e ao triatleta Alexandre Montez, vice-campeão na prova individual dos Jogos Olímpicos da Juventude e ouro nas equipas mistas.

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa recebeu o prémio prestígio do COP, pelo “papel incontornável e insubstituível no desenvolvimento do desporto em Portugal”.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Continuar a ler

Canoagem

Náutico de Ponte de Lima e Darque KC são os melhores clubes nacionais

Publicado

 a

O Clube Náutico de Ponte de Lima (CNPL) e o Darque Kayak Clube (DKC) figuram nos dois primeiros lugares, respetivamente, do Ranking de Medalhas dos Campeonatos Nacionais, segundo os rankings nacionais 2018 da Federação Portuguesa de Canoagem.

No Ranking Nacional (Troféu Santa Casa) os limianos também são os líderes, enquantos os darquenses figuram no sexto posto. Este é o 12º ano consecutivo de liderança do clube de Ponte de Lima.

O Clube Náutico de Ponte de Lima conquistou 82 medalhas, que se repartem em 36 de ouro, 21 de prata e 25 de bronze. Em 2017, a formação tinha conquistado 94 medalhas.

Já o Darque Kayak Clube conseguiu 44 medalhas nos campeonatos nacionais, sendo 14 de ouro, 17 de prata e 13 de bronze. Posto isto, trata-se da melhor época de sempre, em termos coletivos, do clube vianense. Em 2017, o DKC atingiu o sétimo posto no ranking nacional e 41 medalhas.

Os rankings nacionais são apresentados pela Federação Portuguesa de Canoagem, num sistema de pontos e de total de medalhas, entre os 72 clubes existentes.

O conteúdo Náutico de Ponte de Lima e Darque KC são os melhores clubes nacionais aparece primeiro em Desporto – O MINHO.



Source link

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Continuar a ler

Canoagem

O balanço de meio ano de Fernando Pimenta no Benfica

Canoísta de Ponte de Lima já conquistou medalhas suficientes para poder dispensar uma a cada jogador da equipa de futebol.

Publicado

 a

O canoísta limiano Fernando Pimenta analisou esta terça-feira o seu percurso no Benfica, para onde se mudou em março, deixando o seu Clube Náutico de Ponte de Lima de sempre, para ficar ligado ao clube de Lisboa até dezembro de 2021.

Foto: Divulgação / Isabel Cutileiro / SL Benfica

“A transição para o Benfica foi um grande momento na minha careira, como atleta e como pessoa. Foi um momento fantástico entrar num clube com esta dimensão. Qualquer atleta, por mais vezes que diga que não, tem sempre o bichinho de representar um clube assim”, confessou.

Numa entrevista à BTV, canal do clube, o embaixador da canoagem nacional e da vila de Ponte de Lima falou dos seus resultados desportivos de águia ao peito. Citado no site dos ‘encarnados’, Pimenta salienta que todos os sucessos resultaram de muito trabalho, sem se esquecer quem é e de onde veio.

“Tenho trabalhado muito para estes resultados, nunca deixando de ser o Fernando Pimenta de sempre. Acho que isso é muito importante para um atleta, apesar de conseguir resultados de excelência, manter-se fiel e igual a si próprio”, disse.

Foto: Divulgação / Isabel Cutileiro / SL Benfica

Questionado sobre a canoagem em Portugal, o atleta defendeu que a modalidade “merecia muito mais”.

“No meu caso, estando agora no Benfica, as pessoas reconhecem-me mais facilmente, também pelos resultados internacionais, mas por estar na maior potência desportiva nacional”, ressalvou.

Foto: Divulgação / Isabel Cutileiro / SL Benfica

Sobre o futuro, Fernando Pimenta mostrou-se preparado para lutar pelo seu objetivo maior: Tóquio 2020.

“O principal objetivo é o apuramento Olímpico. É só em agosto de 2019, mas a preparação começa agora. Estou focadíssimo como sempre estive até agora. Se tiver de abdicar das coisas que abdiquei até agora, estar longe da família e dos amigos, que é o que custa mais, eu abdico. Psicologicamente estou preparado e fisicamente também. Sei o caminho que tenho de percorrer até chegar lá”, assegurou.

Num dia muito preenchido, em que fez exames médicos e conheceu melhor os cantos à casa, o atleta de Ponte de Lima, frisou, ainda, aquilo que sente ao vestir de vermelho e branco.

“Representar o Benfica dá-nos outra responsabilidade. Ao estarmos a trabalhar com um clube que já tem um historial enorme em termos de modalidades é totalmente diferente. Quando estamos com a camisola do Benfica temos de pensar muito bem nas nossas ações”.

Em pouco mais de sete meses, incluindo um mês de férias, o supercampeão já conquistou onze medalhas – e se, nos Europeus de canoagem, que decorreu por altura do Campeonato da Europa de futebol, foi notícia que as medalhas da seleção portuguesa já permitiam dispensar uma a cada jogador da seleção de futebol, agora, a mesma ideia pode aplicar-se às medalhas coleccionadas por Fernando Pimenta ao serviço do Benfica, cujo número também já permite dispensar uma medalha a cada jogador equipa principal de futebol.

Principais resultados de Fernando Pimenta pelo Benfica

1.º | Campeonato Nacional de Controlo de Velocidade / K1 2000 metros / Março
1.º | Campeonato Nacional / Fundo / Abril
1.º | Taça de Portugal / K1 1000 metros / Abril
1.º | Taça de Portugal / K1 500 metros / Abril
1.º | Campeonato da Europa / K1 1000 metros / Junho
3.º | Campeonato da Europa / K1 500 metros / Junho
2.º |Campeonato da Europa / K1 5000 metros / Junho
2.º | Jogos do Mediterrâneo / K1 500 metros / Junho
1.º | Campeonato do Mundo / K1 1000 metros / Agosto
1.º | Campeonato do Mundo / K1 5000 metros / Agosto
1.º | Pré SuperCup / K1 600 metros / Setembro

 

O MINHO: Todas as Notícias sobre Fernando Pimenta

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Continuar a ler

Populares