Seguir o O MINHO

Região

Multinacional francesa do setor automóvel vai criar 900 empregos em Viana até 2021

em

Fábrica do grupo Bontaz em Marrocos. DR

O grupo Bontaz, multinacional francesa do setor automóvel, vai investir 25 milhões de euros num novo empreendimento industrial em Viana do Castelo, no Parque Empresarial de Lanheses. O projeto, apresentado esta terça-feira à tarde na Câmara Municipal de Viana do Castelo, prevê a criação de 900 novos postos de trabalho, nos próximos quatro anos.

O Bontaz Centre é um dos líderes em equipamentos de peças automóveis, especializado na conceção e fabrico de componentes para motores. O projeto para Viana do Castelo passa pela criação de três atividades: escritórios de estudos, montagem de subconjuntos e fabricação de componentes em metal

Segundo a Rádio Alto Minho, “a primeira fase do projeto passa pela criação de um centro de desenvolvimento de projetos de produto, que começa a laborar no início de 2018, criando cerca de uma centena de postos de trabalho. Na segunda fase, está prevista a criação de uma linha de produção destinada ao mercado americano e da União Europeia. Com esta área o grupo francês espera atingir até 900 trabalhadores”.

Durante a apresentação, citado por aquela rádio sediada na capital do Alto Minho, o administrador da empresa revelou que inicialmente este projeto industrial esteve previsto para o Porto mas “a proximidade de Viana do Castelo à Franca e a cultura automóvel já instalada no concelho determinaram a opção pela capital do Alto Minho”.

Clientes da Bontaz. DR

O grupo Bontaz, fundado na década de 1960, emprega um total de 4 mil pessoas, em vários países, como França, República Checa, Brasil, China, Tunísia, Marrocos, Estados Unidos da América, Coreia do Sul, Japão e Índia.

No Parque Industrial de Lanheses a empresa conta com um terreno com mais de 73 mil metros quadrados.

EXPLORAR: Site do grupo Bontaz (em francês)



Anúncio

Ave

Prisão preventiva para homem que ameaçava mãe e irmã de morte em Fafe

Violência doméstica

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

A GNR anunciou hoje que um homem suspeito de violência doméstica, em Fafe, contra a mãe e uma irmã, detido em flagrante delito pela autoridade policial, vai aguardar julgamento em prisão preventiva.

Num comunicado enviado à Lusa, a autoridade policial refere que foi a mãe do suspeito que denunciou o filho, de 23 anos, indicando que teria danificado a viatura da irmã.

O homem terá também ameaçado de morte a mãe, de 47 aos, e irmã, exigindo dinheiro.

“Os militares deslocaram-se ao local, tendo intercetado o suspeito que se preparava para fugir, ainda com a tesoura no bolso que tinha servido para causar os danos e para as ameaças”, lê-se no comunicado.

Segundo a GNR, o detido é reincidente neste crime.

Continuar a ler

Guimarães

Dois menores feridos após colisão entre mota e carro em Guimarães

Em Azurém

em

Foto: DR / Arquivo

Dois jovens, de 16 e 17 anos, sofreram ferimentos na sequência de uma colisão entre a motorizada em que seguiam e uma viatura ligeira, em Azurém, Guimarães, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

Este acidente, que ocorreu perto das 15:00 desta quarta-feira, mobilizou duas viaturas de socorro dos Bombeiros de Guimarães.

Ambos os jovens sofreram ferimentos ligeiros e foram transportados para o Hospital de Guimarães.

As autoridades registaram a ocorrência.

Continuar a ler

Braga

Homem em estado grave após atropelamento em Braga

Vítima de 35 anos

em

Foto: Facebook do grupo "Moina na Estrada"

Um homem, de 35 anos, sofreu ferimentos graves na sequência de um atropelamento, esta tarde, em Braga.

O sinistro ocorreu por volta das 16:40 junto à rotunda da Rodovia, naquela cidade.

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Ao local acorreram os Bombeiros Voluntários de Braga, a VMER e a Mota de Emergência Médica do INEM.

Desconhecem-se as causas do atropelamento, mas a vítima terá sido colhida fora de passadeira.
Foi transportada para o Hospital de Braga.
A PSP registou a ocorrência.

Continuar a ler

Populares