Seguir o O MINHO

Guimarães

Mulheres de Guimarães apanhadas com droga na A3

Ajudante de cozinha e desempregada, de 45 e 41 anos

em

Foto: PSP / Arquivo

Duas mulheres, residentes em Guimarães, foram detidas, esta quinta-feira, quando circulavam na autoestrada (A) 3, na posse de estupefacientes, anunciou hoje o Comando Metropolitano do Porto da PSP.

Foto: PSP

Em comunicado, aquela força de segurança que refere que as suspeitas foram detidas cerca das 12:45. As mulheres, de 41 e 45 anos, uma ajudante de cozinha e outra desempregada, foram apanhadas com cerca de 104 de heroína e 62 de cocaína.

As detidas são hoje presentes junto das Autoridades Judiciárias.

Anúncio

Guimarães

GNR apreende 2.650 peças de roupa contrafeita na feira em Guimarães

Em Caldas das Taipas

em

Foto: GNR

O Comando Territorial de Braga da Guarda Nacional Republicana (GNR), através do Posto Territorial de Caldas das Taipas, identificou 3 homens e 3 mulheres com idades compreendidas entre os 26 e os 57 anos nesta segunda-feira, pela prática do crime de contrafação, em Caldas das Taipas, Guimarães.

De acordo com a GNR, no âmbito do combate à contrafação, os militares realizaram uma operação de fiscalização à feira semanal daquela localidade, detetando diversas bancas com artigos contrafeitos que ostentavam marcas registadas conhecidas.

Segundo nota enviada a O MINHO, a GNR revela que apreendeu nesta operação 2.650 peças de vestuário, 213 pares de calçado e 109 acessórios.

Os suspeitos foram constituídos arguidos e os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Guimarães.

A ação contou com o apoio de militares do Destacamento Territorial de Guimarães e do Destacamento de Intervenção de Braga.

Continuar a ler

Guimarães

Tribunal julga 11 polícias por agressão a adepto do Boavista em Guimarães

Caso remonta a 2014

em

Foto: Divulgação / PSP

O Tribunal de Guimarães começa na quarta-feira a julgar 11 efetivos do Corpo de Intervenção da Polícia de Segurança Pública (PSP) acusados de agressão, em 2014, a um adepto do Boavista naquela cidade, cegando-o de um olho.

Os arguidos respondem pelo crime de ofensa à integridade física grave qualificada, por factos que remontam a 03 de outubro de 2014, quando a formação boavisteira jogou no terreno do Vitória Sport Clube (SC), em jogo da edição de 2014/15 da I Liga de futebol.

A acusação, deduzida pelo Ministério Público (MP), diz que os 11 arguidos tinham sido destacados, enquanto efetivos do Corpo de Intervenção da PSP do Porto, para, em Guimarães, zelar pelas questões de segurança colocadas pelo jogo.

Acrescenta que, à chegada dos autocarros que transportavam os adeptos do Boavista, um dos arguidos abordou um destes, instando-o a que se movimentasse para determinado local.

Como este não obedeceu de imediato, “derrubou-o ao solo, colocou-lhe um joelho por cima das costas e fê-lo permanecer deitado no solo de cara para baixo”, refere.

Diz ainda que, de seguida, ele e outros dois arguidos “bateram no referido adepto, nomeadamente com cotoveladas, pontapés, socos e pancadas de cassetete, enquanto os demais arguidos os integraram no interior de um círculo que formaram e assim impediram que lhe fosse prestado socorro”.

Um juiz de instrução criminal do Tribunal de Guimarães tinha ditado o arquivamento dos autos, por considerar que não era possível identificar os agressores.

O MP e a vítima recorreram, tendo o Tribunal da Relação de Guimarães pronunciado os arguidos pelo crime de ofensa à integridade física grave qualificada.

O adepto agredido é assistente no processo.

Continuar a ler

Guimarães

Aos 13 anos, Luís Alves (Guimarães) conquista 4.º título consecutivo de campeão nacional de Karting

Piloto do Vitória SC

em

Foto: Divulgação

O jovem vimaranense Luís Alves sagrou-se campeão nacional de Karting na categoria júnior, este fim de semana, depois de se classificar em 2.º na última prova do campeonato que decorreu em Baltar, concelho de Paredes, distrito do Porto.

O piloto, que defende as cores do Vitória Sport Clube, conquistou o quarto título de campeão nacional na carreira, depois de já ter conquistado o ceptro em cadetes [2015] e de se ter sagrado bicampeão nacional em juvenis [2016 e 2017].

Em comunicado enviado pela equipa que gere a comunicação do piloto, Luís Alves refere que a vitória já estava em vista, não sendo para isso necessário lutar pelo primeiro lugar na prova de domingo.

“No domingo, sabia que não valia a pena arriscar para tentar ganhar a segunda manga e a final, simplesmente porque não era possível”, dá conta o vimaranense, classificando o título como “saboroso”.

“Pelo que trabalhámos ao longo da época toda, este foi um título muito saboroso, um dos mais especiais da minha carreira”, sublinha.

Luís Alves já prepara a participação na Taça de Portugal de Karting, que decorre entre os dias 02 e 03 de novembro, em Palmela.

Continuar a ler

Populares