Seguir o O MINHO

Alto Minho

Mulher detida por abuso sexual em Monção proibida de se aproximar das filhas

Arguida ficou em liberdade

em

Suspeita à saída da PJ. Foto: O MINHO

A mulher de 34 anos detida por abuso sexual das três filhas em Monção ficou em liberdade, mas com a obrigação de apresentações periódicas nas autoridades e proibição de contactos e de mera aproximação com as vítimas (com controlo eletrónico à distância). A arguida está também proibida de aceder à internet por quaisquer meios.

Como O MINHO noticiou, a Polícia Judiciária (PJ) deteve a mulher de 34 anos suspeita da prática de vários crimes de abuso sexual de crianças e pornografia de menores, sendo as vítimas suas filhas, que têm entre seis e 16 anos.

“No âmbito de uma relação e a pedido de um indivíduo estrangeiro, a arguida submeteu três crianças a vários abusos e atos, dos quais obtinha imagens que lhe remetia através de uma rede social”, refere um comunicado da PJ.

Os “atos delituosos” iniciaram-se em dezembro de 2020 e prolongaram-se até meados de janeiro de 2021 e terminaram com a divulgação de algumas imagens que foram enviadas a familiares da arguida.

Populares